O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

31 de dez de 2012

Bill Clinton e a trombose de Hillary

Hillary Clinton, chefe da diplomacia americana, foi hospitalizada nesta segunda-feira em Nova York. Ela está sendo tratada de uma trombose. Assim que ficou sabendo da notícia, o seu marido Bill Clinton levou um susto. Pensou que fosse um caso de trombone. O ex-presidente disse que já não tem mais sax pra isso.


A Virada na Venezuela

Piora o estado de saúde de Hugo Chávez. Festa do Ano Novo em Caracas é cancelada. Cancelada - é bom que se diga - pelo poder do Estado. Há uma Venezuela bem maior que o governo querendo celebrar a Virada.

Ingratidão

Dilma acaba de sancionar a lei que reajusta o salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Amanhã ou depois vai dizer que são uns ingratos empedernidos.

Quase não deu no Granma

Sabe lá o que Nicolás Maduro foi fazer em Havana... Mal chegou em Cuba e já saiu em tudo quanto foi jornal que Hugo Chávez está mais pra lá do que pra cá. Em "tudo quanto foi jornal", menos no Granma, periódico duro y sin ternura del reinado de los hermanos Castro.

Quer dizer, dar até que deu... Um rodapé tipo assim um melífluo boletim médico: "El estado de salud del presidente de Venezuela, Hugo Chávez, continua siendo delicado, con complicaciones que están siendo atendidas, en un proceso no exento de riesgos". Ora, ora, no me rompan las pelotas! Melhor: las pelotillas! Não sou tan boludo así.

Chávez tinha que aprontar

E se Hugo Chávez bater as botas, o que será do Mercosul? O Paraguai tomará de volta o seu lugar, ou a Taiwan tem prioridade?... Bolas, se nada nesse bloco é legítimo, os dois têm know how de sobra para ocupar uma vaga que nunca deveria ter sido da Venezuela.

E a Venezuela, o que será da Venezuela? E dos venezuelanos - Ai, caraca! - terão futebol suficiente para disputar a Copa do Mundo de 2014?!?

E pra nós, brasileiros crédulos e trabalhadores, o que nos restará: cairão nossos cotovelos, teremos dor de dente? Ou será que depois de um chute no traseiro que nos desmancha a sacola dado, jamais ergueremos de novo a clava forte frente à saia justa de uma mulher que se disputa na segunda divisão de um governo titular? A esta altura do campeonato, esse Chávez tinha que aprontar bem nos festejos do fim de ano.
HaHaHaddad se queima

Fernando HaHaHaddad a poucos instantes de se apossar oficialmente da prefeitura de São Paulo: "Ponho as mãos no fogo por Lula". A cria de Lula teve o cuidado de não revelar de quem são as mãos que ele poria no fogo. Se forem as suas próprias mãos, pronto!... Nem assumiu o cargo e HaHaHaddad já começou a dar trabalho para o seu secretariado: o assessor de comunicação vai ter que chamar o Corpo de Bombeiros para levar o prefeito com as mãos turriscadas ao primeiro e mais próximo hospital do sistema de saúde municipal.
Chávez é Chávez
 
Nicolas Maduro foi receber ordens de Hugo Chávez em Havana e acabou sabendo que seu chefe está com um pé na cova. O desfecho da quarta operação de um câncer mais mal difundido para a população do que evoluído para o presidente da Venezuela não está nem perto do que era esperado.

Complicações respiratórias estreitam as chances de vitória na luta contra o mal que ronda os mais populistas governantes do continente americano. Hugo Chávez preteriu o sistema de saúde do país que domina e preferiu os médicos e hospitais de Cocodrillo Verde.

Recebeu o mesmo tratamento e as mesmas atenções que foram dispensadas ao eterno coma andante Fidel Castro. O boletim médico-hospitalar é exato, claro e conciso: - Hugo Chávez não é Fidel.
O Deus de Rose pede adiamento de 2013
Lula, o Deus de Rosemary e de fiéis radicais já jurou de pé junto para seu irmão mais velho, o Deus criador de todas as coisas que a partir deste novo ano nunca mais vai mentir na vida. Só tem uma condição: seu mano, como primogênito e inventor do universo, vai ter que decretar nesta virada que 2013 só comece em 1° de abril.
Reprodução
Epa! No quadro, um triângulo.

Cadê Rose?
Alguém sabe por acaso por onde anda Rose, a ex-primeira-dama da 2ª Divisão do governo Dilma Vana que agia às escãncaras em São Paulo? É uma farsa que ela esteja relaxando e gozando numa praia ao sul da Bahia. Não, ela não foi fotografada de biquini e muito menos de saia justa em Porto Seguro. É que os paparazzi estão focados no veraneio de Dilma Vana, ali por perto, na recatada e caríssima pousada da base naval de Aratu. Cadê Rose, cadê?!?
O Implacável pode emplacar
Reprodução
Joaquim Barbosa apenas vem cumprindo com o seu dever. Porque no Brasil esta é uma tarefa de Hércules, o primeiro-presidente-negro da mais alta corte de Justiça do País está virando mito. Sozinho, Barbosa é hoje mais forte que a oposição em peso. O governo e o PT - isto é pleonasmo - fazem gato e sapato com demos e tucanos, mas tremem nas bases aliadas e terceirizadas diante de Joaquim Barbosa. Ele representa para os cães fiéis do Cara, a transformação da mais temida falsa verdade da democracia em dura realidade: somos todos iguais diante da lei. Dilma Vana e Lula - os dois soberanos candidatos ao Palácio em2014 - sabem que Joaquim Barbosa, O Implacável, pode emplacar sua candidatura quando quiser e achar por bem. Todo brasileiro sério está com ele.

Os grandes perdedores
Arq/Div
Se alguém conseguisse superar Lula em fracassos neste 2012 que já vai tarde, este sujeito é Eike Batista, o maior vendedor de ilusões do ano, sem qualquer eficácia no sistema de entrega do seu produto imaginário.Batista conseguiu igualar-se a Lula em matéria de promessas não realizadas. Pelo três de suas empresas estão entre as dez que mais perderam valor de mercado em 2012: a sua campeã de perdas foi a OGX que conseguiu ficar R$ 25 bilhões mais pobre. Eike Batista perdeu lugar de brasileiro mais rico do mundo para Jorge Paulo Lehmann. Em compensação, está ali, alí, cabeça com cabeça com Luiz Erário da Silva, no ranking dos grandes perdedores do ano.

Mais um

Mais um que dá nos dedos do garanhão de Garanhuns: Zé Sarney, ainda presidente do Senado acaba de sugerir que o Estado dê condições aos ex-presidentes de exercer funções políticas, mas sem mandatos eletivos.
Ele tira o dele da reta dizendo que só voltou a eleger-se por causa da crise do governo Collor.
Pelo que fez esse tempo todo na vida pública, está na cara que a sua preferência era ficar na privada.

30 de dez de 2012

Salve 2013! Viva o Ano da Serpente!

Há quem ache ainda que o povo vê em Lula um herói da luta contra a desigualdade e não consegue acreditar que ele seja corrupto. Um desses pensadores é o poeta maranhense Ferreira Goulart.

Neste estertor de 2012, ele escreveu, como de hábito, para alguns grandes jornais. E tocando na popularidade do presidente da Série B do governo Dilma Vana, Ferreira Goulart  lembra que "o próprio Lula admitiu que houve o mensalão ao pedir desculpas publicamente em discurso à nação".

Ele só acha que depois dessa confissão explícita "negar o Mensalão é uma comédia sem graça". Na realidade, a bem da verdade, no fundo, no fundo como Lula gosta de ir "doa a quem doer", não é que o povo não acredite que Lula seja corrupto... O povo não se importa! Pelo contrário, morre de inveja.

Só a oposição ainda acha que denunciando escândalos vai derrubar Lula. Já é tempo, há muito tempo, da oposição também não ter medo de ser feliz. Há 12 anos, tucanos, demos, genéricos e similares vêm malhando em ferro frio. O jeito Lula de ser, muito mais do que cultura já virou mania no tecido social brasileiro. É chegada a hora de rasgar a fantasia.

Eis que vem por aí o Ano da Serpente. Então, que o Novo Ano seja repleto de corruptos de todas as facções partidárias; que 2013 seja o ano dos escândalos de parte a parte! Que o Brasil inteiro - de seus políticos as suas pessoas - não tenha medo de ser feliz.

O sol nasceu pra todos. E o sonho é possível. Basta que todos assumam o lado majoritário que já não pode nem deve ser reprimido. Salve 2013! Salve a bandalheira!

Viva, Lula e Zé Dirceu, o Brasil mudou! Osana, Aleluia, "o PT mudou a agenda do Brasil"! Sejamos todos iguais. Que ninguém seja pobre, nem honesto! Viva a igualdade social. Salve, salve, até que enfim, a inclusão social!
HaHaHaddad pensa como Genro

Mais um petista manda os inconformados porta-vozes dos mensaleiros vestirem as cuecas e sairem do baile que ninguém está aceitando seus convites pra dançar.

Zé Dirceu, Rui Falcão e outros "líderes" dos trabalhadores do Brasil querem a todo custo botar em fevereiro o bloco dos descontentes na rua contra as decisões do Supremo Tribunal Federal.

Depois de Tarso Genro, agora é Fernando HaHaHaddad que dá o páratequieto nas carpideiras do PT. Prontinho para assumir a prefeitura de São Paulo, ele diz que o julgamento do Mensalão ainda vai dar muito o que falar em termos de doutrina(?), mas ele acha que "o seu resultado deve ser respeitado".
 
Para o novo prefeito paulistano a idéia dos réus apelarem à Corte Interamericana é furada: "dificilmente traria resultados para condenados como Zé Dirceu". Isso não é fogo amigo. É um aviso aos quadrilheiros do Mensalão de que não é só a população que está de acordo com o STF; os petistas livres que ainda gozam o pleno sol da liberdade também acatam a força da lei e respeitam a justiça feita pelo Supremo.
O APAGAR DAS LUZES
Nunca antes na história desse país se levou tão a sério em um fim de ano o refrão "ao apagar das luzes". Apagão é o que não falta. Só no governo Dilma foram 64 pelo Brasil afora e a dentro.

ALTO NÍVEL
Neste fim de ano o bafômetro é tanto nas estradas que levam às praias que o volume de saliva já supera o nível do mar. E atenção governantes. Se beberem não dirijam. E sóbrios, também não!

MEGA-SENA
Se acertar na Mega-Sena da Virada, já sei o que você deve fazer: votar no Lula na próxima eleição para qualquer coisa, de presidente da República a governador de São Paulo ou síndico do Condomínio Dilma Vana. Aí é só esperar o Brasil afundar de vez que você já pode se mudar para qualquer outro país como uma democracia de verdade. Ah, sim... Não esqueça de levar os seus 11 caminhões de mudança.

IEMANJÁ
É tanto riquefafe e tamanha a cobertura das rezas e danças para Iemanjá nessas festas de fins de ano que até agora a pobre santa não entende porque nos outros 364 dias do ano só uns fiéis lá que outros se lembram dela.

MADURO
Nicolás Maduro proclamado presidente substituto de Hugo Chávez, caso "algo aconteça" com o dono da Venezuela, viajou para Cuba, onde seu patrão luta melhor contra um câncer do que nos hospitais que oferece ao povo do país que dirige. Maduro cansou de receber ordens pelo telefone. Ah sim, Chávez passa bem, mas nem tanto que possa garantir hoje que irá à própria posse em 10 de janeiro.

PITONISA INGÊNUA
E então Silvio Berlusconi vai pagar, por força da lei italiana, uma pensão de 100 milhões de Euros a Verõnica Laro, sua segunda ex-mulher, com quem foi casado por três longos anos de bunga-bunga. Ela - imagine só! - descobriu que ele mantinha relações com outras mulheres. Umas vagabungas, certamente. Verônica deve receber também, neste fim de ano, o troféu "Pitonisa Ingênua". Só ela na Itália e no mundo inteiro seria capaz de imaginar Berlusconi como um marido fiel. Em todo caso, a indenização é pra lá de merecida: Verônica passou três anos beijando a dentadura de Berlusconi.

AGENDA DO PT
Dilma Vana, sem noção: "Em 10 anos o PT mudou a agenda do País". E mudou mesmo: agora seus endereços saltaram dos cadernos de política para as páginas de polícia. Quem procura acha.

PACTO SEM IMPACTO
Esta madrugada foi muito mais pacata em São Paulo: só dois mortos e nove feridos. Nunca antes na história desse país um convênio operacional para combate ao crime organizado das ruas deu tão certo quanto o pacto de inteligência entre o Ministério da Justiça e o governo de São Paulo. Zé Eduardo Cardozo e Geraldo Alckmin jamais gozaram de tanta segurança quanto agora.

CORRIDA PRA TRÁS
Este ano a São Silvestre chega ao apogeu de sua queda vertiginosa. Não atraiu nenhum astro mundial da maratona, a mais nobre e antiga modalidade esportiva do mundo. Parece que corre pra trás. Só tem cabeça-de-bagre. A prova deste ano só consegue destacar  os quenianos Edwin Kipsang Rotich e Stanley Koeck. O primeiro exibe como grande coisa o segundo lugar na meia-maratona do Paraguai; já o outro é louvado como o vencedor dos 25km de Aracaju. A São Silvestre, altamente rentável, já não oferece melhora de cachês há mais de uma década. As vagas para os 25 mil corredores anônimos se esgotaram em novembro. Cada um pagou R$ 120 para correr. A TV Globo transmite a prova. Eu não tenho mais o que fazer. Muito menos ficar diante da TV.

29 de dez de 2012

Brinda!

O Brasil padece hoje do pior de todos os tipos de governo: aquele que comete um plano de poder e não um programa de governo. E o brasileiro parece não perceber que aqueles que não sabem governar não passam de usurpadores.

Aparvalhados há mais de 12 longos anos de espertezas daquele que interpreta, em canto solo, a voz rouca das ruas, os brasileiros já não estranham que o governo que ele sofre é invenção de uma pandilha que, com arte e manha, vem subvertendo as necessidades humanas da nação que virou do avesso: já não se tem necessidade e nem o menor respeito pela justiça, pela razão e pela verdade.

A maior aspiração de um povo é a de ser governado; seu maior direito é o de ser bem governado. Para os tempos luláticos que a população atravessa, a lei é a boca cheia de dentes de um gênio do mal; um pernicioso que vende com facilidade e sem medo de ser feliz o que lhe dá na telha para satisfazer, com cínica simpatia, o seu apetite de poder com jeito de quem reparte o pão e estende o cobertor da mais democrática sociedade que a História do Brasil já conheceu.

Não há nada mais prejudicial em uma república do que um analfabeto safardana espalhando opinião de sábio; a menos que, além disso, ele tenha poder de mando e seja governo, ainda que ao rés do chão, nos subterrâneos que abrigam os piores e mais ferozes animais políticos.

E lá se foi sob este jugo acobertado por mantos de populismo mais um "extraordinário" Natal. E nem bem se foi, já estás tu, ó brasileiro útil, outra vez sob os eflúvios da euforia enganadora, celebrando mais um ano que vem vindo, assim, redundante e sufocante.

Antes de erguer a taça em honra e glória aos que produziram o ano que se vai, levanta a carga de desenganos e desencontros que te fizeram de joguete em cada lance, em cada rodada do Brasil que os governos de todos os calibres redescobriram e jogam em cima da tua mesa, para ti e para os teus.

Faz isso; volta e revê o que foi 2012 porque o tempo passado é a melhor regra para medir o futuro. Tudo de bom e de ruim, todos os feitos e malfeitos, as calamidades e os escândalos ocorridos são mais certos do que tudo de bom quanto voltaram a te oferecer como se verdade fosse a vida se fazer só de bondades e não se desfazer em engodos, armadilhas e ilusões.

Volta teu olhar ao que te ficaram devendo; tu nada deves a quem não honrou promessas, a quem te fez de trampolim para seus a/ssaltos mortais.

Faz isso. Vai te fazer bem e beberás teu brinde em tua própria homenagem e em reverência aos que repartem a vida contigo sem mentir; brinda aos que de verdade te amam, sem te iludir, sem a hipocrisia dos que se apropriaram da sociedade que a ti e a todos nós pertence.

Ergue então a tua taça, brinda por teres sobrevivido com a paz dos homens de muito boa vontade a mais um ano que te foi empurrado garganta sadia abaixo por quem não merece estar no teu plano de caminhada pelo novo ano; brinda ao 2013, tu que tens um programa de fazer o futuro nu e cru sobrepujar o que te foi tão mal passado.
Rotina saudável

Dilma Vana, como toda mulher brasileira que se preza fez exames de rotina nesta quinta-feira. Não, não foi em um hospital da rede pública de saúde. Foram quase três horas de andanças pelos corredores apinhados do hospital Sírio-Libanês. Vocês estão pensando o quê, seus maldosos, queriam que Dilma, só porque é do PT, fosse procurar o SUS?!? E tem mais uma coisa: a sua mulher é mãe dos seus filhos e não primeira-presidenta da República!

Paulistão da Medicina

O Corinthians se meteu de Pato a Ganso. Pagou uma fortuna ao Milan pelo passe de Alexandre Pato só para não ficar atrás do São Paulo que tem Paulo Henrique Ganso. Agora, os dois clubes têm a maior dupla de craques em contusões crônicas e incuráveis. Na verdade, isso está parecendo um clássico decisivo entre os departamentos médicos do Timão e do Tricolor do Morumby.

Prato caro
A segunda ex-mulher de Sílvio Berlusconi, dono do Milan, vai ganhar uma pensão de R$ 270 mil... por dia! A Justiça italiana decidiu que ela teve sobradas razões ao sair de casa e abandonar o maridão que a passou pra trás com uma mulher de programa. Agora Berlusconi já sabe quanto custa comer uma vagabunga à milanesa.
 
Pato, de graça
 
Já pensou se Alexandre Pato segue os passos da madrasta de Bárbara, a filha de Berlusconi? Bastava alegar que saiu da casa dela injuriado porque o mordomo foi o culpado e tudo redundou no fim do seu tórrido romance... Pronto, poderia vir jogar de graça no Corinthians. Há dirigentes corintianos pensando seriamente nessa possibilidade. Falta só combinar com os empresários. E com a Justiça de Milão.

 
Desculpe

Dilma Vana, a que berrou na cara de FHC "Brasil, Apagão nunca mais!", agora diante de uma apagão a cada dez dias, diz que tudo tem acontecido por "falha humana". Pronto! Deus - Aquele que não é o de Rosemary - é o culpado pelo raio que parte dessa natureza rebelde. São Pedro, porteiro e arauto do Arquiteto do Universo, até já teria mandado um e-mail celeste para o Palácio do Planalto: - Desculpe as nossas falhas!

28 de dez de 2012

Republicanagem

IDELI SALVA-SE
E então, assim como quem não quer nada, o Diário Oficial da União publicou nesta sexta-feira que Ideli Salvatti vai receber aposentadoria de R$ 6.1 mil do Senado. Bem parecidinho com os 10 salários mínimos que, em dez anos, viraram menos de três para aposentados com mais de um salário no Brasil. Ideli Salvatti merece.

NA ALEGRIA E NA TRISTEZA
Consumatum est! Cachoeira casou com Andressa. Uma coisa asssim, como um olho no padre e outro na missa; um pé em Alphaville e outro na Papuda. Em todo caso, a união está consagrada para viver na alegria e na tristeza, até que a morte os separe.

CHAVE DE CADEIA
Zé Dirceu - O Malfeitor Inconformado, blogueou artigo dizendo que 2012 foi "o ano da farsa". Atrasadão. Isso até aqui foi a "década da farsa". O ano de 2012 apenas encerrou a trampolinagem com chave de ouro.

LULA, O ANDREAZZA RICO
São Francisco pode ser extinto, diz biólogo. São Francisco, para seu governo, é aquele São Frasncisco que Lula prometeu "transportar" para salvar o Norte e o Nordeste. A transposição do São Francisco está para Lula, assim como a Transamazônica esteve para Andreazza. Lula é o Andreazza que ficou rico.

TVT SEM AZIA
Após as sessões pastelão de Rose e Marcos Valério, Lula agora só dá entrevista para a TVT, unico canal que não lhe dá azia. Nos outros, Lula já não manda mais nada.
Polícia não tem preço

Morando na Zona Leste de São Paulo, aquele pobre vivente - migrante nordestino, quase de Guaranhuns - já não aguentava mais aquele tal de Zé Bedeu, um bebum xarope que, dia sim e outro também, ia azucrinar a turma boa de happy hour nas mesinhas do seu boteco.

Mais que chato, aquele pinguço roliço, de cabelos crescidos, óculos combinando com o sotaque caipira enchia o saco de todo mundo. Inconveniente, provocador, não deixava ninguém em paz. Ele se metia na vida e nas conversas de todo mundo e ainda queria impor suas idéias, como se fossem estilhaços de guerrilha urbana. Isso, sem contar as piadinhas descabidas e cansativas para cima das meninas da vizinhança que passavam por ali. Zé Bedeu se achava bonito e cheio de charme. Tinha mesmo era veneno de sobra. E de cobra.

Há mais de cinco anos, desde que Setembrino Inácio inaugurara o seu barzinho de beira de calçada que o beberrão incomodava. Já levara até alguns tabefes de uns que outros, mas era brasileiro, não desistia nunca. E de tão insistente, Zé Bedeu nem se importava com os bofetões. Pior que isso, devolvia as agressões. E muito pior ainda, vingativo e cheio de manha, até levava vantagem. O cara era uma espécie de minoria majoritária; um porre. Pior, uma ressaca permanente.

Setembrino Inácio lotou. Não havia mais saída. O seu negócio estava indo pras cucuias, porque ninguém mais aturava o inoportuno. O comerciante já não sabia mais o que fazer. Uma coisa era certa: ele não contrataria nenhum consultor republicano para não ter medo de ser feliz.

Foi então que, naquele quase fim de tarde de uma providencial quinta-feira sem paixão,  dois motoqueiros, surgidos assim do nada, entraram em seu bar ainda às moscas naquela hora e, ao invés de pedir uma birita, simplesmente lhe rosnaram:

- Assalto! Perdeu, perdeu! Passa a grana.

Setembrino na maior calma, passou os trocados que tinha no caixa e, em vez de afastar-se dos bandidos, aproximou-se cuidadosamente deles e lhes segredou qualquer coisa bem pertinho das orelhas. Atrás da porta do banheiro, um cachaceiro de boa paz e muita vontade de mijar quase se borrou de medo. Comeu em tranca, não deu um pio; só bancou a coruja: prestou muita atenção.

Os motoqueiros nem notaram sua presença e se mandaram. O fim do dia foi surpreendentemente normal no boteco. Mais movimentado até que nas noites anteriores. Vendeu bolinho de batata recheado, churrasquinho de gato e cerveja que não parava mais. Ninguém deu bola pro incomodativo Zé Bedeu que, é bom dizer, estava com a corda toda.

Dia seguinte, sexta-feira pecaminosa com a noitinha chegando com a turma do trago de sempre, Zé Bedeu, o Guerrilheiro da Paulicéia já estava no pedaço. Nem chegou a perturbar ninguém. Mal puxou uma cadeira para sentar-se à margem da roda dos amigões que bebericavam os primeiros goles, levou um safanão de um motoqueiro-carona.

Quando quis reclamar, foi atingido por um tiro só e certeiro, no meio do peito. Estrebuchou e caiu mortinho da silva. Os motoqueiros se mandaram. A clientela ficou. A polícia chegou. Veio a ambulância e o corpanzil do briguento acabou no IML.

Sábado, manhã cedinha ainda, Setembrino Inácio abriu as portas do botequim e logo recebeu a visita do bêbado corujão do assalto de quinta-feira. E ele já foi peitando o dono do bar:

- Eu vi tudo, Setembrino. Quero mil pratas pra ficar calado.
- Quê?...
- Mil pra ficar calado. Topa?
- Topo...
- Então tá feito. Mas me diga uma coisinha: quanto ocê pagou praqueles motoca?
- ENada. Nem um tostão. Eu só disse que o Zé Bedeu era policial.
- Epa! Essa foi boa. Mas agora, eu quero o dobro. Duas de mil tá bom... Topa?
- Topar, eu topo. Mas eu vou dizer pros motoqueiros que ocê também é polícia... Topa?!?

O achacador de balcão, deu meia volta, saiu a pé, sem rumo e mais depressa que um motoboy com prazo de entrega vencido. Nunca mais botou os pés sequer na calçada do bar do Setembrino Inácio, hoje o mais seguro e popular happy hour da Zona Leste de São Paulo.

MORAL DA HISTÓRIA - Paz e segurança hoje em São Paulo são só uma questão de conversa. Policial não tem preço.
Dilmês adia Lulês

O governo acaba de adiar, por mais três anos, o Acordo Ortográfico de Língua Portuguesa. A aberração que Lula assinou sem ler entraria em vigor neste glorioso janeiro. Pronto! Volto a escrever idéia com um certo tom de alegria, panacéia como gosto de rabiscar e gonorréia do jeito que você já se acostumou.

E assim será por muitos e muitos anos até que lá por 2015 Lula já tenha tomado tanto gosto pela leitura quanto estiver gostando de estar presidente do Brasil no lugar de Dilma Vana. Por enquanto, diante dessa prorrogação ortográfica, fica a simples conclusão de que o dilmês tem pavor do lulês.
O Espírito de Porco se insurge
contra o Espírito de Corpo

Semana passada veio o Frei Beto dizendo que "O PT deve apurar e esclarecer tudo sobre o Mensalão". Para o ex-último dos moicanos intelectuais petistas, o esclarecimento devido aos brasileiros deve ser feito para mostrar todo bem ou todo o mal.

Agora vem o velho Genro, aquele Tarso que Lula já nem precisa mais,  afirmando que o PT precisa esgotar a "agenda de solidariedade" aos condenados no mensalão. E, peremptório como sempre, conclama um ponto final para o assunto: "Já falamos o suficiente sobre isso.".

Uma privica, espertinho! Só os mensaleiros descobertos e os ainda não flagrados com a boca na botija é que acham que já falaram demais sobre isso. Na verdade, falaram de menos.

O que ainda há por levantar de remendos e emendas piores que as encomendas que continuam rolando por debaixo das mesas nessa verdadeira ceia de cardeais de araque é uma festa de panos de trapo. A conversa ainda nem chegou na cozinha. Está pelas portas de latrina. Melhor dizer uma festa de papel sujo.

De qualquer maneira, para que ninguém banque uma vez mais um pateta mais pateta que o presidente mais pateta que o Brasil já teve, é bom lembrar que por trás dessa peremptoriedade de Genro, está o aguçado espírito de porco que se insurge contra o espírito de corpo que Zé Dirceu, o líder dos mensaleiros condenados, quer despertar na desprevenida nação brasileira rumo a um combate sem tréguas com a democrática, legal e legítima soberania do Supremo Tribunal Federal.

Jamais convidem Genro e Dirceu para a mesma ceia de cardeais do PT, dos seus partidos terceirizados, dos elos da corrente majoritária do Partido dos Terceirizadores que não têm carteira de trabalho assinada, mas relaxam e gozam com o 13°, o 14° e o 15° salário, fora o alho.

Melhor, convidem sim. Vai ser bom ver um jogando o prato de sopa na cara do outro. Mais que bom, vai ser incrível, fantástico, extraordinário saber que os dois têm uma mira infalível.
Mão na cabeça

A cada dia que passa, mais evidente fica que o patriarca da Família Adams no Brasil tinha pleno domínio dos fatos que envolviam seu afilhado Zé Weber na rentável consultoria que prestava ao negócio de compra e venda de sentenças e pareceres na Advocacia-Geral da União. No entanto, assim como ele passava a mão na cabeça de Weber, Dilma passa agora a mão na sua cabeça.

Punhalada pela frente
 

Genro, o Tarso que já não faz tanta falta a Lula, já deu o seu ar da graça contra a "mobilização" popular que o PT do Mal, empurrado por Zé Dirceu quer promover em fevereiro contra as sentenças do STF aplicadas aos mensaleiros. Ele disse no interregno desse festivo Natal que o PT deve "esgotar a agenda de solidariedade". Isso é que é punhalada pela frente.

 
A Constituição

Zé Genoíno, com a transparência de sempre, justifica sua anunciada posse no cargo de deputado federal que lhe está sobrando: "cumpro a Constituição". Deve ser a mesma Constituição-Cidadã de 88 que prevê cadeia para corruptos.

Вперед Бразилия!

Embretada por jornalistas curiosos e, para aqueles que têm azia, até maldosos, Dilma Vana tirou o corpo fora sobre a sucessão presidencial em 2014: "Não respondo nem amarrada"! Pronto, deixou a porteira aberta. Lula pode avacalhar tudo e mostrar que o Brasil é a Rússia amanhã.

Lá, Vladmir Putin pegou o poste Medvedev e colocou no seu lugar por quatro anos. Findo o prazo de pleno gozo, Medvedev "desistiu" de repetir o mandato e Putin voltou a ser dono dos russos. Dilma Vana já tem meio caminho andado e Lula já disse que vai voltar. Agora é tudo apenas uma questão de tempo. De nossa parte, estamos desde já consultando ferramentas eletrônicas que falam todos os idiomas: Вперед Бразилия! Ou, em bom português: Pra frente, Brasil!

Primeira-mulher-vice-presidenta da República

Quer uma dupla puro-sangue imbatível para 2014?... Lula na cabeça e Dilma Vana de vice. Agora é só arranjar uma boa desculpa para alguém gostar mais de ser vice do que presidente. Uma boa é que nunca antes na história desse país a gente teve uma mulher vice-presidenta. Agora só está faltando, para des/gosto de Lula, o Brasil da Silva preencher com um afrodescendente a cota racial da Presidência da República. Joaquim Barbosa é o pesadelo da versão russa que hoje preside com honra o PT feliz da vida.

Tanto faz

O que há de medonho em qualquer elucubração que se faça em torno da sucessão presidencial de 2014 é que tanto faz dar Dilma de vice e Lula na cabeça, ou Lula de vice versa, porque qualquer composição dessa dupla vence a eleição no primeiro Turno. E dá capote. Nem aqueles que sonham com a candidatura do afroministro Joaquim Barbosa têm qualquer dúvida a respeito. A última esperança dos desafetos de Lula se desfez quando, ao invés de se tratar pelo SUS, Lula procurou o Hospital Sírio-Libanês para continuar garganteando por aí.

Óbvio lulante

Dilma Vana ainda com o Natal na cabeça lasca o óbvio lulante: "O PT não é perfeito"! Claro que não, se fosse, o Brasil já não estaria mais aqui.

27 de dez de 2012

GOVERNO ENGESSADO
Dilma Vana está com o pé que é um leque para assinar a medida provisória que lhe permita meter a mão no Orçamento de 2013. Meter a mão no bom sentido. Se não fizer isto, seu governo ficará de pé quebrado e engessado até 20 de fevereiro, quando os políticos voltarão a dar expediente em Brasília. A oposição já vai embargar na Justiça o plano B da primeira-mulher-presidenta da República. Cá pra nós, medida provisória tem ranço de ditadura, mas a culpa não é dela; é da democracia permissiva que favorece a malandragem do Congresso.

CADÊ A MALA?
Gilberto Carvalho, sem mais o que dizer, dá uma de vestal e proclama: "É muito doloroso ver companheiros se enriquecendo". Ah é, é?... E donde vem essa dor: da inveja ou do ciume? E a visão anda assim tão turva que não percebeu que seu ídolo maior é um dos mais ricos companheiros de hoje? E a dor é tão grande que já nem sabe onde foi parar a mala preta de Santo André? Dói pra burro, né não?!?

DEVAGAR
O novo ano vem chegando assim devagar, quase parando. A previsão do governo é de muitas inaugurações de obras. Todas em vistosos palanques em torno de pedras fundamentais. As 10 mil creches não precisam de inauguração; o fim do crack também não tem festa prevista; a saúde e a segurança pública, são coisas sérias demais para celebrações. Ah sim, a educação vai bem, obrigado. O glorioso 2013 promete. E como...

DEPÓSITO HOSPITALAR
Brasília está virando depósito de hóspedes hospitalares. Os prefeitos que tomaram ferro nas últimas eleições, engessaram os hospitais de suas cidades no chamado Entorno do Distrito Federal, cruzaram os braços. Os hospitais que já atendiam de forma precária aos moradores do DF agora excedem. Viver está pela hora da morte em Brasília. O melhor hospital da capital do País voltou a ser o aeroporto.

BRUXO FAJUTO
O que Márcio Thomaz Bastos anda dizendo contra o poder do Supremo Tribunal Federal tem o valor da voz e da alma dos seus clientes, condenados por corrupção, lavagem de dinheiro, tráfico de influência, formação de quadrilha e outras trampolinagens... Ele, mais do que a imensa e ignara maioria absoluta da população, sabe que o Poder Judiciário é o mais sólido e último reduto da verdadeira defesa da cidadania. É o grande pilar da democracia que se revigora e se sustenta na lei. Hoje, no Brasil Bastos da Silva, o Executivo e o Legislativo são armas letais voltadas contra a igualdade de direitos e a justiça social. Márcio Thomaz Bastos, não é de hoje, é a coisa mais parecida com Golbery do Couto e Silva que o Brasil já sofreu em sua História. Sem o talento e a força do Bruxo da Redentora.

ARMAGEDOM MENSALEIRO
Malfeitores consagrados se mexem para promover, em fevereiro, um confronto público entre o Bem e o Mal no Brasil da Silva. Zé Dirceu já pediu a Lula - que por enquanto tirou o corpo fora - para liderar o que chama de movimento contra o poder supremo do Supremo. É o Armagedom dos mensaleiros. Aguarde, Lula não pode ficar assim de fora desse prenúncio de fim de mundo. Se sentir que vai colar, ele se mete.

SÓ MAIS UM
O PT confirma e aplaude: Zé Genoíno assume vaga de deputado em janeiro. Grande coisa. É só mais um corrupto condenado na Casa do Povo. Isso já não é notícia no Brasil.

ELES, FORA
Agora, no Brasil, para qualquer fim ou oportunidade, a notificação de infecção pelo HIV passará a ser obrigatória. Menos é claro - você vai ver - para candidatos a qualquer cargo político, ou para a terceirização de seus afilhados no serviço público.

26 de dez de 2012

A lógica dos levantamentos

Número de acidentes cai 17,3% nas estradas de São Paulo no Natal. Em 2011 foram registradas 1641 ocorrências, contra 1356 deste ano; número de mortes ficou estável. Isso quer dizer apenas que aumentou em 17,3% a violência dos acidentes nas estradas de São Paulo neste Natal.

Canalhocracia

A única choradeira que se ouve é pelos efeitos colaterais do julgamento do Mensalão no Supremo. Ninguém chora pela herança despudorada e corrupta espalhada pelo governo nesses últimos 12 anos da democracia cometida pelo PT e seus partidos terceirizados. Querem que o canalhocrata possa mais do que a maior corte de Justiça do País.

De Pato a ganso

Pato acerta com o Corinthians. O anúncio oficial deve sair até o mês de janeiro. Até lá, ele já se meteu de Pato a Ganso com a filha do presidente do Clube. Berlusconi tá nem aí pros bunga-bunga do voluntarioso atacante.
Feliz e próspero Ano Novo

Quando o cara - seja um simples metalúrgico ou um reles presidente da República - diz uma coisa e faz outra é um mentiroso; o mentiroso é um embusteiro; o embusteiro é um trampolineiro que faz da burla a sua modalidade esportiva preferida.

O cara vira craque quando dribla com facilidade, faz que vai mas não vai, engana os outros e faz do logro o seu sucesso; um gol de placa que beira a zombaria e o escárnio simpático pela parvoíce dos seus oponentes e até pelo crédulo encantamento dos seus torcedores mais fanáticos.

Quando o cara - simples metalúrgico ou reles presidente, aqui ou nos cafundós do Judas - não tem medo de ser feliz como tratante e trapaceiro, ele vira uma "metamorfose ambulante" capaz de se passar por um fabricante de sonhos, descobridor de um país de ilusões, tão mendaz e falso quanto um ardiloso pode criar e oferecer, sem pruridos de vergonha, às pessoas e suas circunstâncias.

Seja lá quando, ainda neste ano velho, um reconhecido e falaz patranheiro como esse cara lhe anunciar votos de alegria, sucesso e felicidade para 2013, mostre que também pode ser como ele e, dos quintos do seu coração, deseje-lhe um feliz e próspero Ano Novo. E que ele fique esperando em dobro e pelo dobro do tempo, tudo que lhe prometeu.
Retro Expectativa
No Senado, retrospectiva 2012 quer dizer retro expectativa mesmo. Não há nenhuma perspectiva de qualquer melhora, por pequena que se pudesse imaginar. O brasileiro não vai ter nem tempo de festejar a saída de Zé Sarney da presidência da Casa e logo estará envolvido pelo retorno triunfal de Renan Calheiros.

Briga de cachorro grande

Festa de policiais em condomínio de luxo, em Alphaville acaba em morte. O espírito de Natal deu lugar ao espírito de porco. É que depois de umas canjebrinas um chamou o outro de corrupto. A coisa terminou em bala. Se fosse uma bronca entre Lula e os mensaleiros, o arranca-rabo acabaria com uma inofensiva punhalada nas costas e um brinde a mais um próspero Ano Novo. Em todo caso, ainda que mal pergunte, o que é mesmo que os policiais - com o salário que ganham - estavam fazendo num condomínio como o requintado Alphaville?!?

100%

Não demora nada vem aí uma pesquisa científica mostrando que 80% dos entrevistados acham que as obras da Copa têm maracutaia. Os outros 20% não acham nada, mas continuam jurando que receberam a visita do Papai Noel neste Natal.

Ultraje a rigor

Como sempre faz quando está na França, Lula chutou o pau da barraca contra a imprensa que lhe causa azia. Disse há pouco mais de uma semana, em Paris, que "quando político é denunciado, a cara dele sai noite e dia nos jornais". 

E na condição de irmão mais velho daquele que também atende pelo codinome de Deus, baixou o nível e perguntou com a cara de quem não se importa de ser considerado o presidente mais pateta da História do Brasil: "Vocês já viram banqueiros nos jornais? São eles que pagam as publicidades da mídia". 

E disse isto assim, como se não houvesse banqueiros nos caminhos de suas eleições, das eleições dos seus companheiros mais corruptos e safardanas, nos rumos do Mensalão, na Operação Porto Seguro, nos negócios de seu vocacionado herdeiro negocial, Lulinha - o Gênio Virtual do Brasil; como se não houvesse banqueiros nos mais de mil escândalos que colecionou nesses últimos 10 anos, oito dos quais de governos tocados por ele mesmo.

Lula foi bandalho e ultrajante com a simplicidade que a sua natureza permite e extrapola. Para ele, os anunciantes são os pauteiros da mídia e proprietários de suas opiniões. 

Esse jeito Lula de ser cretino só atinge, é claro, os jornalistas que não comem pela sua mão e nem comem e se lambuzam pelos nichos de comunicação pagos por ele, pelo PT e suas siglas terceirizadas. 

Desta feita, porém, a canalha tentativa de desqualificar aos que não dizem, não escrevem e não pensam como ele gosta de mandar que escrevam, digam ou pensem, causou raiva até em quem já foi pago por Lula para trabalhar pelo maior personagem da História do Brasil na visão de Lula: o próprio Lula. 

Eugênio Bucci, professor da USP e presidente da Radiobrás no tempo em que Lula era o proprietário oficial do País, ficou irado e contestou com veemência: "Lula ofendeu os jornalistas ao apontar influência dos anunciantes no conteúdo editorial dos veículos de comunicação". 

E Bucci ainda disse arrematando que "a imprensa é refém apenas da verdade". O desabafo de Bucci está nas páginas da revista Época desta semana. Se puder leia, vale a pena.

Mas Bucci, coitado, choveu no molhado. Nem se deu conta de que Lula está mudando de assunto. Ele não quer é falar sobre os enredos em que anda atolado até os gargalos. Do Mensalão ao Porto Seguro; das teias do Cachoeira às cascatas do Rosegate. Afora o que Gurgel e Joaquim Barbosa ainda não começaram a apurar.

Falar nesse ultraje de Lula é besteira. Lula ultraja todo mundo. Inclusive os que votam nele quando é candidato a qualquer coisa e até a presidente da República. Lula não respeita ninguém. 

Chutar os fundilhos dos outros, como chutou Marta Suplicy, é respeitar alguém? Aliar-se com Paulo Maluf, é respeitar a quem? Abandonar os companheiros mensaleiros pelo meio do caminho, é respeito que se apresente? Dizer que leva punhalada nas costas, sem dizer quem o traiu - de Dirceu a Rosemary - é respeito ou patetice?

Lula não respeita sequer a lei que vive enchendo de dribles e de esquivas com enorme jogo de cintura. Cadê aquele crucifixo que Itamar Franco deixou no gabinete da Presidência, no Palácio do Planalto? Cadê?!? Cadê o que estava dentro dos 11 caminhões de mudança que saíram de Brasília para São Bernardo, quando Dilma entrou no seu lugar?

Cadê o punhal dos traiçoeiros companheiros? Cadê a dignidade que o impediria de andar tão mal acompanhado o tempo todo. 

Cadê Rose, onde foi parar Rose, a primeira-dama do governo Série-B estabelecido por ele em São Paulo? Deve ter fugido com o punhal. Mas Rose se mandou porque, conhecendo como conhece o seu interlocutor predileto de telefonemas grampeados, sabia que ele puxaria a sua escada e a deixaria agarrada no pincel. 

Ainda bem, para ela, que foi a escada e não o paraquedas num daqueles voos de carona que tantos desfrutaram longe dos olhos da imprensa que dá azia. Com Lula, qualquer pincel é brocha: qualquer paraquedas pode não abrir. Rose sabe disso e como não é pateta, tomou Doril. 

Bolas, Lula só se dá bem com quem não presta, ou será que seus pendores metalúrgicos foi que o levaram a criar uma poderosa máquina fabricante de malfeitores geradores de escândalos? 

A verdade, no entanto, é que Lula já não consegue separar-se dos escândalos nem dos escandalosos, sejam eles de todos os sexos ativos e passivos, ou nem tanto ao mar nem tanto à terra que andam por aí. Por aí e sempre a sua volta. 

Então, não há nenhuma surpresa nem qualquer novidade ao dizer-se que Lula ultrajou jornalistas... Lula ultraja a tudo e a todos, em tudo e por tudo, a todos o tempo todo. Ou será que sair agora em tudo que é foto com dona Marisa Letícia é espírito de Natal e não de porco? 

Lula se acha acima do bem e do mal. E não tem cura, porque seu mal é andar sempre em péssimas companhias. Até quando está só, Lula anda mal acompanhado. 
Natal assim e assado

Aí então, morre aos 105 anos de idade, dona Canô, mãe de Caetano, Bethania, dos novos baianos, da Tropicália e da Bahia de cima abaixo. Vem logo a primeira-presidenta e, respeitosamente, interpreta o sentimento dos brasileiros dizendo em bilhete oficial que "O Natal ficou mais triste". Nesse meio tempo, no Rio de Janeiro, uma menina de 10 anos é atingida por uma bala perdida porque os traficantes celebravam o Natal dando tiros a esmo. Dilma não mandou bilhete nenhum para a família da menina. Talvez porque não saiba interpretar o sentimento dos brasileiros com relação a cenas corriqueiras como esta. Ou, quem sabe, o Natal é mesmo assim. Ou assado.

Contemporâneos


Deixem dona Canô em paz. Ela sempre foi contemporânea de Oscar Niemeyer!
PT do Mal se agita
O PT não se conforma por ter caído na vala comum dos organismos nacionais obrigados a cumprir a lei. Zé Dirceu lidera a pandilha que quer botar o bloco na rua para protestar contra o que chama de "ditadura do Supremo". Lula foi cercado pelos majoritários que querem corrupção já e sempre com plena impunidade. Lula ficou de pensar. O tiro pode sair pela culatra como se fosse uma punhalada pela frente. Eis que no PT do Mal tudo é possível. A mobilização não conta com a aprovação do PT do Bem, uma entristecida minoria que , com toda a razão, tem medo de ser feliz como a turma de Dirceu e seus mensaleiros.

Mordaça
A perspectiva dos arruaceiros petistas é botar 150 mil paus mandados nas ruas. Se atingir esta estimativa, o PT vai se atirar de corpo e alma ao seu principal objetivo em 2013: amordaçar a imprensa. Então, jornalistas do Brasil, preparai-vos! Vem aí chumbo grosso. Só neste ano que está chegando ao fim, pelo menos um jornalista a cada mês foi morto no Brasil.

Liberdade de Expressão em pauta

Dito assim com esse jeito PT de ser, parece até pouca coisa, mas a ira dos que mandam e desmandam contra os jornalistas que não escrevem pela sua cartilha já está inclusive na pauta da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência para o ano que vem. O que não quer dizer lá essas coisas, mas já é algo a ser levado em conta.

É que o Brasil está na lista de 2012 dos países onde mais ocorrem assassinatos de jornalistas. A ministra comunista Maria do Rosário reza o Credo da defesa da liberdade de expressão. Ela diz que "o Estado deve assegurar a proteção de comunicadores pela natureza da sua função". Pronto, já começou a comprar briga com o PT do Mal. Ela que se cuide.

Bafo, um barato
Agora vai! Multa de 2 mil logo vai virar propina de mil pratas. À vista. Quer dizer, ali atrás do carro. A maquininha não aceita cartão. Esse bafo vai ser um barato.

Moscão
Zé Dirceu - que nunca mais apareceu numa foto com Lula que não saiu nunca mais numa fotografia sem ser ao lado de dona Marisa - pediu para o guruzão petista liderar uma grande manifestação Anti-Justiça Conservadora. Lula botou o bigode de molho. Ele próprio é a mosca do alvo. A bagunça está sendo preparada para fevereiro porque é o período em que deve ser publicado o acórdão com as sentenças dos quadrilheiros condenados pelo STF por corrupção, lavagem de dinheiro, formação de quadrilhas e outras malfeitorias.

Mas...
Para o PT e para o governo - isso é redundância - Carlinhos Cachoeira é o único bandido do esquema de jogatina e corrupção de Goiás para o Brasil; Marcos Valério, o único malfeitor do esquema do Mensalão; agora Rosemary é a prima inter pares da Operação Porto Seguro. E então, Vasco é Vasco e o resto é o resto. Mas... Há coisas que só acontecem com o Botafogo.

25 de dez de 2012

NA CONTRAMÃO
Bastou Dilma Vana dar uma canetada e pronto, a Lei Seca pulou de novecentos e poucos reais para quase dois mil de multa para quem faz o que um antigo e renitente presidente do Brasil  fez durante oito anos e ninguém disse nada: beber e dirigir.  E a polícia nem pensou mais nada, saiu multando quase 300 beberrões a torto e esquerda, bem na contramão da legalidade. Negócio é o seguinte: a lei ainda precisa ser devidamente regulamentada. Até lá é achaque.

DONA CANÔ
Morreu aos 105 anos de idade dona Canô,a única cantora afinada na família de Caetano Veloso e Maria Bethania. Passou mais de um século ouvindo os filhos ensaiando "Chuá, Chuá" de Cascatinha e Inhana, para ver se acertavam pelo menos a letra da música de domínio popular. Enfim, não resistiu.

FIM DE PARCERIA
Morre dona Canô e Gilberto GIl tá que tá no show do amigo Stevie Wonder lá no Rio de Janeiro. E Caetano não conta mais nada para Gil? Assim essa parceria vai acabar do mesmo jeito que se desfez a dupla Roberto e Erasmo Carlos.

CANDIDATO
Ex-assessor do chefe da Advocacia Geral da União, Zé Weber, "pode ser" exonerado. Grande coisa. Pode ser eleito presidente da República em 2014. Popularidade é o que não lhe falta agora.

ENTREMENTES...
Rose Já levou de Lula o mesmo chute que o presidente de honra do PT - por outras razões - deu no traseiro de Marta Suplicy. Até agora, no entanto, ela ainda não ganhou nenhum ministério. Por enquanto é a única suspeita de toda a quadrilha que atuava no governo Série B da República, em São Paulo. Lula, é claro não sabia de nada até que levou mais uma punhalada nas costas.

É O QUÊ?!?
Tá, bastou o seu vizinho ali do lado ser traído uma vez pela esposa para ser chamado de chifrudo por toda turma ali do bar da esquina. Lula levou punhalada nas costas, do Zé Dirceu e de um monte de mensaleiros; quando morava no Palácio do Planalto não ouvia, não via e nem sabia de nada; agora foi traído por Rose e tomou mais uma bola nas cotas e tá nem aí. Lula é o quê?!? Pateta, não vale.

NOTA QUASE FÚNEBRE
O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, substituto direto do presidente caso "algo aconteça" ao titular do posto, lá pela Ilha de Fidel Castro, anunciou hoje mais um boletim médico que lhe chegou de Cuba. Maduro noticiou com pesar a todos os parentes e amigos a nota de não falecimento de Hugo Chávez.

ATÉ TU, FREI BETO?!?
Tá na Bíblia do Frei Beto: "PT precisa esclarecer o que houve no Mensalão". Claro, para o bem ou para o mal. Então, estamos sabendo: PT unido, jamais será vencido. Unido a outras siglas terceirizadas, por supuesto.
A MULHER QUE SABIA DE TUDO
Depois que o pegaram com as calças na mão, Lula não parou mais de sair em fotos ao lado de dona Marisa Letícia, A Títular. É como se fotografia e postagens em sites e blogs de propriedade do próprio Lula e outros tantos mantidos com o patrocínio de contas governamentais, apagassem as nódoas deixadas pelos quatro cantos do escritório da Série B da Presidência da República, pela primeira-dama do governo paralelo, Rose Nóvoa de Noronha. O que as imagens demonstram é apenas que dona Marisa continua sendo o que sempre foi: uma conformada e muito bem informada dona-de-casa que sabia de tudo e sempre matou no peito. Nada mais natural do que isso mesmo, já que noves fora Lula ela seria nada.

VAZANDO PELO LADRÃO
O que menos importa na Operação Porto Seguro é a bagaceirada daqueles 122 telefonemas trocados entre Lula e Rosemary. Eles até já sumiram do mapa. O que importa, na verdade, é o papel de Lula junto à primeira-dama do governo Série B que funcionava no escritório da Presidência da República em São Paulo. Tem patifaria ali vazando pelo ladrão.

BARRA SUJA
E tem ainda aquela coisa de Marcos Valério dizer e comprovar que repassou dinheiro a Lula para gastos pessoais do presidente de honra do PT. Esperar o espírito de Natal para fazer as pazes em casa, não limpa essa barra. Nem adianta, tampouco, inventar caravanas populescas para tapar o sol com a peneira. Uma boa investigação oficial, pode colocar as coisas nos devidos lugares.

ROUBA, MAS FAZ?!?
Festejar a inauguração de pedras fundamentais de estádio de futebol, para a Copa das Confederações que vale só o emprego de Felipão, não quer dizer absolutamente nada; a não ser que  - o governo brasileiro já ultrapassou a fase da esperteza, o padrão do compra e venda da máquina pública, consolidada pela "estratégia de coalizão" implantada por Lula. Agora - com a gandaia de licitações elásticas e condescendentes, Dilma Vana estabeleceu o antigo sistema que consagrou Adhemar de Barros: "rouba, mas faz".

VACA-LOUCA
Há quem diga que a nova vaca-louca que já contabiliza embargos à carne brasileira por seis países importadores - alguns do quilate de Rússia, China e Japão - é invenção dos grandes frigoríficos. Um golpe para baixar o preço do produto no mercado. Se a vaca-louca habita o Paraná, o que é mesmo que o gado de Goiás, ou do Rio Grande do Sul tem a ver com isso?!? Pouco, né não? O mal da vaca-louca é assim como o vírus da Aids: pega e não larga. Besteirinha...

23 de dez de 2012

Eduardo Campos não sabe se vai ou sai de cima...


O colombiano Garcia Marquez diria que este olhar tem algo de Brasil em Tempos do Collor.

22 de dez de 2012

Do isolamento ao aconchego

Daqui a uma semana, pouco mais pouco menos, Zé Genoíno vai assumir o cargo de deputado na vaga de Carlinhos Medeiros que vai trabalhar na administração de Fernando HaHaHaddad em São Paulo. Não há novidade nenhuma nesse fato. É só um malfeitor condenado pela mais alta corte de Justiça do País que passa a dar expediente na Câmara Federal. Ao invés de ir para o isolamento de uma cela vai para o aconchego de um gabinete no Legislativo.

Formado; não reformado

João Paulo Cunha já decidiu o que fazer quando chegar sua hora de cumprir pelo menos um ano e meio de cadeia em regime fechado. Vai estudar curso de Direito a distância. Quer dizer, sairá de lá formado; ressocializado é outra conversa.

Locos, pero no mucho

Lula anda louco para fugir pras ruas. Agora que já estão passando as dores de mais uma punhalada pelas costas e que mandou Rose, sua telefonista predileta, passear na praça enquanto o lobo não vem, o presidente da Segundona do governo Dilma que atuava em São Paulo, já voltou a aparecer em fotos montadas com sua Galega para alguns eventos de fim de ano. No entanto, nem Tite, nenhum jogador ou qualquer dirigente do Corinthians prestaram-se a posar para a posteridade a seu lado. A torcida do Coringão não deixa. Os gaviões da Fiel são locos, pero no mucho. Não rasgam dinheiro, nem comem cocô.

Medo de quê?!?

Se conversa de político fosse coisa pública, como públicos são os seus salários, não haveria qualquer problema de grampo telefônico azucrinando os arrulhos da vida que eles não conseguem manter nem mesmo na privada. Do que será mesmo que eles têm tanto medo de falar aberta e francamente?!?
País dos Faraós

Corre no Egito mais um referendo sobre a nova Constituição do país dos faraós. Nesse meio tempo, o vice-presidente Mahmud Mekki acaba de renunciar. O presidente continua na dele. Os egípcios só esperam a ressurreição de Ramsés III para derrubá-lo.

Ninho de cobras

Uma jiboia de um metro e meio foi encontrada neste sábado (22) na casa do embaixador dos Estados Unidos, no Lago Sul, em Brasília. Homens do Batalhão de Polícia Ambiental realizaram a captura do bicho que foi levado para o Ibama.

Depois de examinada, se não estiver muito estressada, a cobra será solta no Parque Nacional de Brasília. Esta foi a terceira jiboia encontrada em Brasília só nesta semana. O embaixador está tendo tremeliques até agora. Não sabe explicar sua alegria por ter escapado de uma grande picadura. Isso apenas confirma a fama de que Brasília é um enorme e perigoso ninho de cobras. 

A Venezuela do dia 10 de janeiro

Hugo Chávez está em Cuba, tratando de enganar um câncer que já lhe rendeu quatro operações em 18 meses e aplicações de quimio e radioterapia. Reeleito há bem pouco, Chávez periga não estar na devida forma para assumir o seu segundo governo no dia 10 de janeiro. 

Aí a porca vai torcer o rabo. Deve assumir a propriedade da Venezuela, o seu vice-presidente que está caindo de Maduro, não tem a menor condição de passar de poste a presidente do País. 

Há quem defenda novas eleições. Isso não aconteceu nem mesmo aqui no Brasil, quando Tancredo Neves não conseguiu subir a rampa e Zé Sarney pegou a faixa que Figueiredo se recusou a lhe passar. A Venezuela vai ser dia 10  o Brasil de ontem.

Ironia e folguedo

Esses raros exemplares da pandilha de mensaleiros que têm curso superior contam com o diploma de formatura para pedir e gozar regime de prisão especial.

O benefício, na prática, não poderá ser desfrutado. Só vale - acredite! - enquanto a sentença não transitar em julgado.

Os mensaleiros condenados como corruptos, lavadores de dinheiro, traficantes de interesses e quadrilheiros, só estão ainda em liberdade, justamente porque as penas ainda não foram publicadas. Isso já nem é ironia do destino; é o jeito folgado da Justiça dar sua risada.


Cachoeira e Andressa casam neste sábado
Carlinhos Cachoeira e Andressa Mendonça estão de casamento marcado para hoje, no chiquérrimo condomínio Alphaville, em Goiânia. A cerimônia será em seletíssimo petit comitée. Os convites foram feitos - sem que ninguém tivesse medo de ser feliz - por telefone. Foram registrados - dizem os mais chegados - cerca de 122 grampos. O casal vai se unir pelo regime de comunhão de processos. O que um herdar do outro será para sempre. Até que as algemas os separem.

Dilma teve uma boa ideia em Caxias do Sul
Foto: Div.

A primeira-presidenta Dilma Vana, estava inspirada neste sábado, quando inaugurou, em Caxias do Sul (RS) a barragem do Sistema Marrecas. Ela teve uma boa ideia e disse que "começamos a superar alguns gargalos fundamentais para que o Brasil pudesse crescer de forma sustentável". Cá pra nós, isso lá é hora de cutucar as vicissitudes do seu criador? Dilma não devia celebrar desse jeito um obra do PAC, já que Lula nem estava lá. Essa brigalhada pela preferência nas eleições de 2014 ainda vai dar muito o que falar.
Retrô Perspectiva para 2013

O cara é cansativo, mas o primeiro a dar sinais de estar de saco cheio com Eduardo Suplicy é o PT. O partido, de olho nas eleições para o governo do estado de São Paulo, já trata de fritar o caquético senador pai de Supla, O Metaleiro de Ouro.

Como não ganha nada sozinho, o PT quer comprar a aliança com o PSD de Kassab, oferecendo-lhe a cadeira que está puxando de Suplicy, para poder acomodar-se no seio da mãe sem-teta que é a pauliceia eleitoral. O negócio é tomar o Palácio dos Bandeirantes.

Mas o socialismo melífluo de Kassab é pouco e então o PT lulático já engendra mexer no ministério do governo Dilma, mandando a primeira-mulher-presidenta da República dar o lugar de Aloízio Mercadante para Gabriel Chalita que tem um bom bocado do PMDB no bolso.

Aloízio, O Irrevogável seria defenestrado da Educação para ocupar o lugar da garçonete Ideli Salvatti, nas Articulações Políticas.

E como o PT quer, com o auxílio das benditas siglas terceirizadas, voltar a relaxar e gozar em cima da máquina pública, já disseram que Dilma Vana dê um jeito em Graça Foster, em quem eles não conseguem achar graça nenhuma.

A ordem subterrânea para Dilma é que Graça Foster pare de conturbar a turba que se apropriou dos altos cargos da Petrobras e vá catar coquinho em alguma coisa assim parecida com o Ministério das Minas e Energia.

A Série B do governo republicano, acha que Graça tem carcaça suficiente para aguentar quantos apagões ainda estejam por acontecer nesse porvir risonho que o PT planeja para o Brasil. A isso é que se pode chamar de perspectiva retrô para um país. E então nessa pátria amada, idolatrada, assim caminha a humanidade.

RODAPÉ - Disso aí se deduz apenas que Eduardo ainda não é Marta Suplicy. Dificilmente colocará preço nas solas dos seus sapatos. De resto, para o que se espera para 2013, tudo pode acontecer que não vai acontecer absolutamente nada.
Cursinho Preparatório 

Todo mundo sabe que no Brasil, cadeia não ressocializa ninguém. Pode ser fechada, semi-aberta, ou em forma de cesta básica que não ressocializa nem recupera ninguém. Então, não importa quando, nem onde, nem como Zé Dirceu, Zé Genoíno, João Paulo Cunha, Delúbio Soares, Valdemar Costa Neto, Pedro Henry e seus companheiros bons e batutas de Mensalão e outras malfeitorias vão passar seus próximos tempos. 

O que interessa e mete medo é que, ao passarmos por essa pandilha na rua, no campo, na fazenda, teremos sorte de escapar dos efeitos colaterais da perniciosa influência de corruptos, lavadores de dinheiro, traficantes de influência e quadrilheiros. Cadeia, aqui ou ali, hoje ou amanhã, pelo tempo que for, para esse tipo de gente não adianta nada. Vai servir apenas como curso preparatório extensivo para suas novas investidas contra a sociedade brasileira.

Fator Previdenciário e Trem-Bala


Dentre os mais de 3 mil vetos que estão para ser derrubados pelo Congresso Nacional está o que mantém inalterado o famigerado "fator previdenciário" que achincalha e martiriza os aposentados com mais de um salário mínimo. É um dos vetos que apavoram Dilma Vana, A Insensível. Ela diz que o fim do fator previdenciário abriria um rombo de 40 bilhões nos cofres do governo.

Em compensação, a mesma Dilma Vana aplaude e luta pela instalação do fútil, desnecessário e cretino trem-bala que vai ligar o Rio de Janeiro a São Paulo e Campinas. É que, avaliado inicialmente em R$ 45 bilhões ele é mais que uma condução de elite, um negócio de comissões milionárias para construtores, compradores, vendedores e corretores.

É assim que esse trem elucubrado pelo governo Lula e sonhado por Dilma aponta a luz no fim do túnel. Antes mesmo de começar a funcionar já é uma tragédia: atropela os aposentados da Previdência.
Dois kick offs e um mosqueiro
Grécia e África estão às moscas até hoje

Bastou a "inauguração" de dois estádios para a Copa das Confederações no meio do ano que vem, para os arautos do Brasil Maravilha  comemorarem com manchetes ufanistas como se estivessem marcando os gols de uma fantástica goleada.
Foto: Div.

Bastaram apenas dois kick offs, dois rápidos e desviados pontapés iniciais da primeira-presidenta Dilma Vana, promovida a craque da próxima competição por rapadura, para o governo festejar a redescoberta de Fortaleza e Belo Horizonte.

Grande coisa entregar estádios. Qual é o preço que os cofres públicos estão pagando; qual é o valor residual desse exagero?!? A primeira pergunta não tem resposta de cunho econômico; é que não tem sequer licitação... A segunda é fácil: ficaremos às moscas.

Em outubro de 2004, então assessor de imprensa do Comitê Paraolímpico Brasileiro, banquei a pitonisa e vaticinei ao voltar de uma temporada de um mês em Atenas, embasbacado pelo gigantismo, pela nababesca e faustosa Vila Olímpica dos Jogos na Grécia, que o povo grego levaria pelo menos 40 anos para pagar o prejuízo de um delírio criminoso do seu megalômeno governo.

Olha só o jeito que está a Grécia. E só se passaram oito anos de uma festa de ricos e poderosos para engambelar o povo com a magia do esporte das mais diversas e eletrizantes modalidades. Os gregos ainda têm que amargar o gosto do desperdício por mais de 30 anos.

O fausto, o exagero proposital amparado pela visão enganosa de que as Olimpíadas deixariam um patrimônio residual de valor social inestimável, serviram apenas para encher os bolso dos organizadores. A grandiosa Vila Olímpica está às moscas.

O crime contra a sociedade grega, no entanto, não serviu de exemplo, não serviu pra nada. A África da Copa Jabulani está em ruínas, cercada de moscas.

O Brasil agora celebra o mesmo delírio bandido. O governo e seus acólitos, a Fifa e o COI brindam e comemoram a gandaia desse incomensurável delito que já começou a transformar o povo brasileiro naquilo que atrai as moscas. Levaremos mais de 40 anos para pagar o preço do mosqueiro.

21 de dez de 2012

Brasil meia-boca: 
barriga de grávida e cabeça de juiz

Pronto! O mundo não acabou. Zé Dirceu e seus mensaleiros continuam perambulando por aí. Joaquim Barbosa decidiu que não vai parir sozinho a prisão dos malfeitores do Mensalão. Prolonga-se, assim, a agonia dos condenados. É uma espécie de liberdade condicional; uma liberdade vigiada. Uma coisa bem mais lenta e cruel do que os réus estavam esperando.

Melhor assim. A Justiça, bem ao seu mais puro estilo brasileiro, vai tardar. E como tudo no Brasil é meio assim, meio assado, até aquele velho provérbio "ninguém sabe o que há em barriga de grávida e cabeça de juiz" é meia-boca por aqui: hoje, qualquer ultrassonografia revela o que uma mulher tem na barriga...

De uma certa forma de ver as coisas com bons olhos, o País deve ter gostado. Afinal, quando começarem a cumprir de fato a sentença num presídio, todos eles estarão um pouco mais velhos. E mais pobres, de tanto "embargo" que pagarão a seus tão brilhantes quanto ávidos advogados de defesa.
Das docas de Santos à Esplanada dos Ministérios
Importa o tráfico de influência de Rose, mas ninguém fala da propina que beira a Esplanada.

Decerto, sem que o capeta tivesse conhecimento, a então primeira-dama da Série B do governo Dilma, Rosemary Nódoa Noronha, usou e abusou do órgão em que Lula a acomodou para transar em 2004 a derrubada de João Delfino Rezende de Pádua do cargo de chefe da Controladoria-Geral da União em São Paulo. A alegação de Rose era que ele "contrariava interesses da União".

A telefonista predileta de Lula, sem dar uma ligadinha sequer para seu telefonista do coração, cutucou seu braço-direito na Agência Nacional de Águas, Paulo Vieira incitando-o a pedir a troca de comando da CGU, organismo que - veja só! - combate a corrupção com verbas federais.

A patifaria veio à tona porque a operação Porto Seguro abortou uma troca de e-mails feita em 8 de junho de 2004, em que Vieira encaminha a Rose, com "saudações petistas", um relato do descontentamento de setores da sigla com Pádua, que havia sido nomeado em fevereiro daquele mesmo ano.

O jornal Folha de São Paulo na sua edição desta sexta-feira bota os podres pra fora da dupla de dois, interpretada por três. E conta o que está na mensagem eletrônica:


Vieira reclama que, após Pádua assumir, afastou quatro pessoas ligadas ao PT dos cargos comissionados da CGU em São Paulo.Diz ainda que Pádua fica divulgando sua falta de ligação com o PT: "O chefe da CGU [Pádua] e os indicados para os outros DAS [comissionados] reafirmam constantemente de forma pública que não são ligados ao PT e não apoiam as diretrizes de governo do partido."

Segundo o documento, após a posse de Pádua, entidades comandadas pelo PT no Estado passaram a sofrer "perseguições" da CGU.

Foto: Revista Portuária
queda de braço entre arrendatários e interessados na licitação da área é permanente, com lobistas de tudo que é lado. A receita diária dos terminais é de mais de US$ 2 milhões. Nada melhor do que decidir quem fica com que e com quantos armazéns. Licitação é o de menos.

A carta faz menção à Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo), (*!) que administra o porto de Santos, vital para os interesses do grupo desarticulado pela PF em novembro. Em 2004, Vieira era presidente do conselho fiscal da empresa.

Os anexos do e-mail de Vieira são reportagens sobre auditorias da CGU que apontavam irregularidades na Codesp em 2003. Ele reclama a Rose que relatórios internos da CGU estavam sendo vazados à imprensa.

Rose atendeu o pedido de Vieira. Em 28 de junho, ela encaminhou a mensagem a uma assessora do então ministro da Casa Civil, José Dirceu, frisando que se trata de uma correspondência "em caráter reservado". Rose havia trabalhado com Dirceu durante mais de uma década.

Em um dos anexos foi enviado o currículo do suposto escolhido do partido para o cargo, Alexandre Forte Rodrigues. Conforme Vieira, Rodrigues foi escolhido após consultas a prefeitos e vereadores do PT de São Paulo.

Ontem, Rodrigues, que já trabalhava na CGU em 2004, disse desconhecer as pressões por seu nome. "Havia um descontentamento com Pádua, e Paulo [Vieira] deve ter se aproveitado disso. Paulo realmente demonstrava ter poder no PT. Fiquei surpreso com o que ocorreu com ele", declarou Rodrigues.

O trabalho de bastidores entre Rose e Vieira, porém, não deu resultado. Pádua só deixou a chefia da CGU três anos depois, em maio de 2007. Hoje, está aposentado.

(*!) - Companhia Docas do Estado de São Paulo - O organismo administra o porto de Santos. É só um lugar que aproxima a operação Porto Seguro de, ninguém mais nem menos do que Michel Temer, vice-presidente do governo Dilma; um lugar que remete ao breve tempo em que Temer padece investigação no STF sob suspeita de participar de um esquema de cobrança de propina de empresas com contratos em vigor no seguro porto de Santos. 

Isso, no entanto, é só a pontinha do fio da meada do rolo antigo de Michel Temer - O Intocável, com a Companhia Docas do Estado de São Paulo. Foi lá por 1990 que tudo começou, ainda nos anos FHC, quando ele, Michel Temer, indicava o presidente da Companhia. 

Para você ter só uma leve ideia,  um dos presidentes que ele indicou se chama Wagner Rossi, aquele que saiu pelas porta dos fundos de um jatinho particular que aterrissava nos quintais do Ministério da Agricultura e Agropeculiaridades. 

Mas dessas coisas, ninguém dos que contam a História Oficial quer falar num raio de visão que vai das docas do seguro porto de Santos à inefável e transcendente Esplanada dos Ministérios. Este é um governo que não rouba e não deixa roubar.
Bondade Natalina

Lula sempre dá um  jeito de parecer bonzinho. Fugindo da mídia que quer saber da Operação Porto Seguro e do Rosegate mais que o diabo foge da cruz, ele agora diz que vai cumprir uma agenda que "não prejudique Dilma". Melhor que isso, só o Anjo da Guarda. Já disse que não vai ao Natal dos catadores de papel, para que Dilma Vana não seja ofuscada pela notável presença. Quanta bondade.

O presentão

Papai Noel já mandou um bilhete ao Palácio do Planalto. Quer saber onde é mesmo que Dilma Vana vai passar o Natal. É que ela lhe pediu um "pibão bem grandão" e ele acha que não pode satisfazer sua vontade assim no mais, sem um certo e recomendável recato. Afinal, nem tudo é de brinquedo no saco do Papai Noel.
Até meia-noite, tudo pode mudar

O dia começa com duas grandes ameaças: o mundo não acabou e Joaquim Barbosa ainda não decidiu a prisão imediata de Zé Dirceu e seus mensaleiros. Mas até à meia-noite, tudo pode mudar. Como diria o grande reformador ortográfico dos últimos tempos: - A gente somos brasileiro, não desiste nunca!

Dilma não é como Lula
Inst.Lula/Div.


Dilma está terminando o ano com duas boas derrotas no Congresso Nacional. Sem articulação, presidente sofreu derrotas na redistribuição dos royalties e no Código Florestal. Isso quer dizer que o governo da primeira-mulher-presidenta já não manda no Congresso como Lula mandava. Daí que o PT e suas siglas terceirizadas não aguentam isso. Eis porque, Lula é mais candidato do que nunca a destronar Dilma Vana em 2014. Ela só tem estilo e pose, mas não é a ditadora que Lula foi e quer ser de novo, em nome da democracia - é claro.
Os maias não são de confiança
É tão furada a previsão do calendário maia para o fim do mundo, quanto as ameaças de seu descendente político a qui no Brasil, Marco Maia, de que vai fazer da Câmara Federal a versão lulática da embaixada brasileira em Honduras, dando refúgio os deputados malfeitores condenados pelo STF.
Retrospectiva
Chatice é essa coisa de "restrospectiva" a cada fim de ano. Nem Dilma Vana, nem os seus ministros apresentam a retrospectiva do que fizeram esse tempo todo mandando e desmandando no Brasil, por que então eu e você teríamos que apresentá-la?!? Retrospectiva caiu de moda. Para o bem de Lula. E Dilma Vana que o diga.
O Carpidor

Anunciam as carpideiras da frente majoritária do PT de Zé Dirceu que ele está prestes a cometer mais um jogo de cena na vida, antes de ser preso. Quer ir, nesta manhã ainda, ao enterro da ex-sogra, "se o Supremo permitir". Um ato pelo menos inusitado, já que há bom tempo Dirceu está afastado até da filha da falecida. Em todo caso sempre é bom lembrar o quanto dói um amor de sogra.


A coisa tá feia


Sabe esse "vespeiro" todo prometido e já desencadeado sem o menor êxito popular para a defesa do pobre inocente Lula da Silva, o safo mais pateta da História do Brasil? É chuva no molhado. Mais um fracasso de Lurians, Gilbertos Carvalhos, Ruis Falcões, Berzoínis e outros seres rastejantes como os blogueiros patrocinados pelo governo. 


Já começam a pipocar, no curso da delação premiada de Marcos Valério, provas concretas do envolvimento de Lula no Mensalão propriamente dito e em todas as suas circunstâncias. A banda executiva do finório delator já enviou ao Ministério Público, notas, recibos, comprovantes de depósitos bancários - daqui e lá de fora - mostrando que Lula botava a grana pública na privada. Já está na Procuradoria o número de três contas no exterior com depósitos feitos por Valério para pagamento de serviços de artistas e publicitários para campanhas eleitorais do PT. O delator premiado anexou também às declarações feitas ao MP a cópia do cheque de R$ 98.500, emitido pela sua agência SMPB à empresa Caso, de Freud Godoy, amigo, guarda-costas e companheiro bom e batuta de Lula. Isso tudo quer dizer só uma coisa: a reeleição de Dilma está cada vez mais a perigo. Lula precisa recuperar a imunidade urgentemente. Até acumular pelo menos mais 11 caminhões para a próxima mudança de Brasília para São Bernardo lá pelos arredores de 2022. A coisa tá feia: "Mexeu com  Marcos Valério, mexeu com Lula".