O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de nov de 2012

O Pai, o Filho, o Espírito... 
 
 
Uma ilustração de Klaus Lotufo para o Sanatório da Notícia.

Mandalete descartado

Então, como foi pego com a boca na botija, Lula volta a viajar pelo mundo afora só para fazer palestras a respeito de si mesmo. Como hoje pega mal contar nas suas comitivas com uma passageira clandestina, portadora de passaporte diplomático e bagagens blindadas a qualquer tipo de revisão alfandegária, Lula vai ter que voltar a sobreviver de suas conversas fiadas de preços estapafúrdios, bons para limpeza de pele e de imagens. Pelo menos no papel. E ótimo custo-benefício para os dois lados, o que fala 45 minutos e o que diz que paga por tanta prosa.

E até que para Lula esse vaivém é oportuno e vem mesmo a calhar: ele foge da crise do Rosegate e nem precisa de malas e bagagens para ir e vir com as burras estofadas.

Com a tradicional saída airosa de uma punhalada nas costas, ele pode dispensar os serviços da mensageira malaquias que fazia o mandalete, em cada uma de suas pelo menos 23 missões diplomáticas não-contabilizadas ao redor do mundo.

Você acredita em Papai Noel? E no Espírito?!? Creia, ele existe. Fica na cidade do Porto, seguro refúgio fiscal para quem faz do Brasil um imenso Portugal.

O FUJÃO
Como sempre, assim que aumenta a pressão, Lula foge da raia. O medo de levar uma punhalada pela frente faz o grande líder daqueles a quem sempre abandona nos momentos de perigo bater em retirada. Lula, como de hábito, está dando no pé. A companheirada que se rale, ele tem mais o que fazer em Barcelona, Berlim, Paris e Catar. Vai, nos próximos 12 dias, praticar o seu esporte favorito: falar de si mesmo - só sobre o que ele acha ter feito, os malfeitos ficam por aqui - até que baixe a poeira. Nessa andança passa bons recibos de cachê para inglês ver. Em compensação, esses valores aparecerão limpinhos na declaração da Receita Federal.

CONVOQUEM LOGO
Ainda que a oposição tenha acordado tarde e duvide que o Palácio do Planalto não esteja interessado na Operação Abafa que o PT do Mal deflagra para livrar a cara de Rose a companheira de viagens de Lula, mesmo assim a primeira-presidenta Dilma Vana diz com todas as letras que "se quiserem convocar, convoquem". E não há nisso nenhum jogo de cena, nenhuma jogada para a torcida. Dilma Vana tá nem aí para que essa pandilha se rale de uma vez por todas. É a maneira mais rápida para livrar-se desses criadores de crise. Com eles fora do caminho, sua reeleição é pra lá de garantida.

QUESTÃO DE TEMPO
Geração Band-Aid

E você nem sabia que é um dos brasileiros que há dez anos está no centro da Geração Band-Aid - aquela que gosta de viver perigosamente. Nada mais emocionante do que viver sob o governo que começou nos estertores de 2000 finzinho da era FHC e se instalou definitiva e solidamente em 2002 no Brasil.

É um escândalo em cima do outro; uma emoção a cada instante. Uma vida eletrizante, uma aventura política, social e policial dia por dia, moment to moment, com direito a tudo e mais um pouco.

Você convive e sobrevive como se estivesse nas páginas de uma série de Ian Fleming. Mas o James Bond não é você; você não passa de um seguidor de script atônito e embasbacado dentro de uma enorme bíblia policialesca nacional.

Há dez anos, desde que o metalúrgico das greves subiu a rampa para cá, que o brasileiro trabalhador, tipo cidadão acima de qualquer suspeita e pagador de impostos oceânicos, vive sacudido pela presença do crime, da investigação despretenciosa e da revelação inútil de malfeitores.

Nesse roteiro você já viu de quase tudo: crime organizado popular e estatal, cartéis de mafiosos públicos e notórios, consultores mágicos, corruptos-gilete (ativos e passivos), propineiros, deputados e senadores (sem adjetivos pejorativos para evitar redundância), lavadores de dinheiro, ministros safados, presidentes safos e patetas, usurpadores, pequenos ditadores, grandes biltres,  matadores profissionais, prefeitos mortos, guerrilheiros urbanos de baionetas caladas, governantes cegos, surdos e mudos...

É nesse enredo cotidiano que você está metido, meu caro leitor inadivertido. Você está socado dentro de um romance policial e o que de bom lhe resta é torcer para que o final seja uma boa surpresa, com a tradicional e sempre anunciada vitória do bem contra o mal. Você é brasileiro, não desiste nunca, acredita sempre. Crê que no fim há de ficar demonstrado que não pode haver crime perfeito. Por isso acredita que não há lugar para a impunidade, para o crime sem punição.

Mas para isso, você não pode ter carteirinha de aliado desse jeito de governar que, como sempre exalta a musa Marta, hoje ministra de solas gastas "o jeito que Lula nos ensinou". Você não pode ser um desses terceirizados que, pelo preço do voto e da subserviência, tomaram de assalto a máquina pública e fingem que lutam pela ordem e progresso do seu país.

Melhor para você continuar apenas como a peça do lado de cá dessa literatura barata e perigosa escrita pela destruidora Geração Band-Aid, a que gosta de viver perigosamente. Só assim lhe é dado o direito de demonstrar estranheza pelo crime e de julgar de sã consciência que o crime e o criminoso um dia voltarão a ser elementos estranhos à razão natural da ordem social no seu Brasil.

Enquanto isso, vá vivendo - da melhor e mais cautelosa maneira possível - vá sofrendo as emoções da grande aventura desse Brasil da Silva que lhe proporciona a cada dia, a cada momento, místério, espanto, inquietação e medo, muito medo e, com sobrada razão, medo até de ser feliz. O bom é que você ainda acredita na verdade.

29 de nov de 2012

Ilha de Bagres cercada de tubarões

O pelo menos inepto advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, disse neste fim de tarde, antes de ir a uma reunião com a primeira-mulher-presidenta do Brasil que não estava na agenda,  que permanece no cargo até que Dilma Vana não o queira mais por lá.

Pelo visto, ele se acha um Lula que não precisa ouvir nada, nem saber nada. Na verdade, ele está todo respingado pela lama que seu braço-direito, Zé Weber Holanda que ajudou o ex-senador Gilberto Miranda na aprovação do projeto de um complexo portuário de R$ 2 bilhões na ilha de Bagres, área de proteção permanente ao lado do porto de Santos cercada de tubarões da República.

Isso é o que está movendo os aguapés, mas o que ainda continua submerso embora à flor da água, como uma vitória régia fora de época e do seu habitat é o efeito colateral daquela viagenzinha que Lula, ainda presideus da República, fez em 2010 à China quando foi negociar US$ 2 bilhões justamente para este terminal na ilha de Bagre e coisa parecida para a ilha Barnabé, localizada no agora nem tão seguro porto de Santos, ancoradouro antigo de Michel Temer, por acaso vice-presidente do Brasil da Silva.

Os dois no lugar do par de vasos
  O advogado-geral perfeito representante da Família Adams é um dos dois patetas que vão ao Congresso, ao invés do par de vasos Lula e Rosemary, para falar sobre as coisas que não viram, não sabiam, não fizeram. O outro é Zé Eduardo Cardozo, ainda ministro da Justiça de Dilma que sabia tudo da Operação Porto Seguro, mas não disse nada para a sua companheira-presidenta. Ou então que não sabia nada de coisa nenhuma e só prefere morrer a ir para uma cadeia brasileira. Nesse caso, a inépcia é pior ainda que a omissão, ou a inútil inocência.
São Paulo na final da Libertadores

Pipoca em punho, me acomodei para ver o Ganso jogar contra o Universidad de Chile e - surpresa! - o Ganso se acomodou no banco para ver o São Paulo.

Com Ganso em campo desde a saída de bola até Luís Fabiano teria feito gol no Universidad - um time que não disputa, dispata. São uns cavalos pra jogar - diria o destemperado e delicado noivo da minha namorada.

Com o zero a zero em casa o São Paulo conquistou a chance d eir à final da Libertadores, mas com um sabor de derrota. É que emptar com ummtime daqueles é pior do que perder.

Operação Abafa
 
Por causa da Operação Porto Seguro - nome que é uma dica no rumo da bandalheira grossa que corre no porto de Santos e seus terminais fatais - o PT e Lula deflagraram a Operação Abafa Rose. Não querem de jeito nenhum que Rosemary Nódoa vá depor no Congresso.
 
Sabem que se a apertarem, ela geme. Ela já disse que não cai sozinha. Foi então que Lula sentiu os cutupicos e logo se apressou, como sempre, a dizer que levou mais uma punhalada nas costas.
 
A blindagem a Rose é, na verdade, uma capa de proteção a Lula. Não por ter sido flagrado com manchas na cueca, mas pelos negócios que rolam pelas docas santistas e suas cercanias como o terminal de Barnabé que tem um rastro de pelo menos R$ 1 bilhão com digitais que indicam o Palácio do Planalto que Lula deixou de herança maldita para Dilma Vana.
 
A propósito, sabe lá você do que Lula foi tratar na China em 2010? Pasme! Foi pedir investimentos de US$ 2 bilhões para o complexo portuário Barnabé-Bagres, que fica em Santos, hoje na mira do inquérito da Polícia Federal. Sim, sim... Não, a Rosemary Nódoa não estava nessa viagem.
 
Já no que toca às viagens que Rose fazia como clandestina na comitiva do então presideus da Silva às mais variadas partes do mundo, quem autorizava era o próprio Lula. Ele passava por cima do comandante do Air Force 5.
A clandestinidade virou carona oficial PF - Por Fora. A respeito do assunto, a FAB apenas diz agora que cumpria as normas de segurança sempre com base no Diário Oficial que invariável e obrigatoriamente publica  a lista da comitiva presidencial, previamente identificada e autorizada. Quer dizer, dos males o menor. A FAB pecava por omissão diante das palavras e obras de Lula, O Poderoso Chefão.
 
Jogo de Cena
 
O esquema de blindagem a Rose que não vai "cair sozinha" já ficou evidente nas articulações que até agora conseguiram evitar a aprovação de convites aos envolvidos no esquema, Rosemary Nódoa, hoje ex-chefe de gabinete da Presidência em São Paulo, os irmãos Vieira e sua equipe de propineiros, muitos dos quais já afastados por Dilma Vana como solução para o escândalo. Os governistas, para colocar uma pá de cal em cima do Rosegate, anunciaram os depoimentos do companheiro Zé Eduardo Cardozo, ministro da Justiça e o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams - o cego, surdo e até então mudo que nada sabia do que seu braço direito fazia. A oposição reclama: "É tudo jogo de cena. Os que estão diretamente envolvidos não estão sendo chamados". E não estão mesmo. E nem vão se oferecer.
Supremacia
Há duas inequívocas demonstrações de supremacia nessa mudança promovida pela CBF assim, da noite para o dia: a primeira é o chute no traseiro dado pela Fifa em Zé Maria Marin, O Medalhão. A escolha do técnico antes do prazo que ele mesmo havia estabelecido obedeceu ao comando de Blatter que não admitia realziar neste sábado o sorteio da Copa das Confederações, com a cadeira de treinador da seleção anfitriã vazia; a segunda foi a saída de Andrés Sanches, dedo de Lula na CBF substituído por Carlos Alberto Parreira abençoado por Dilma Vana. Marin e Lula perderam para Joseph Blatter e Dilma Vana, necessariamente nesta ordem.


28 de nov de 2012

PRESEPADA
Luiz Erário da Silva chegou direto da Índia e foi pra casa cheio de não-me-toques. Trouxe até uma miniatura de vaquinha sagrada para dona Marisa Letícia botar no presépio do próximo Natal. Besteira, não precisava nada disso; ao que dona Marisa sabe, não havia nenhuma Rosemary relacionada na sua comitiva. Se houvesse, seria uma presepada.

ROSEGATE
O governo acaba de anunciar: vai apurar as denúncias da Operação Porto Seguro detonada pela Polícia Federal. Tá, então não se fala mais nisso. Agora vai.

O GOZO DE BOB JEF
Roberto Jefferson é condenado a 7 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal. Conta boa pra mentiroso. Bob Jef vai gozar a pena em regime semiaberto. Isso é que é gozo.

SEM CURA
Banca dos evangélicos agora vai investir na "cura" dos gays. Se isso é doença, então pega pra burro. E não tem cura. A turma é porque é; porque quer e pronto! É que nem anão: nasce baixinho e baixinho toma chá de sumiço. A propósito, você já foi a enterro de anão?!?

A TODO VAPOR
A Comissão da Verdade está funcionando a todo vapor. Acaba de receber documentação sobre Rubens Paiva desaparecido na ditadura. A filha do deputado diz que itens comprovam que o pai foi morto pelo Exército. É impressionante o poder de ação da Comissão. Pena que só esteja investigando a história só entre os anos de 1946 a 1988. Se fosse de 46 até hoje, já teriam descoberto tudo sobre as mortes deToninho do PT e Celso Daniel.

PERGUNTA PRA ELE
Os aguapés se mexem. Contrariando o que disse Roberto Troncon, superintendente da Polícia Federal em São Paulo, a procurador Suzana Fairbanks, que coordenou a investigação no Ministério Público em dobradinha com a PF, afirma que não há conversa, nem áudio e nem e-mail entre a ex-chefe de gabinete da Presidência e o ex-presidente da República; "Eu não sei de onde saiu isso". Ora, então é só perguntar para o Troncon de onde foi que ele tirou 122 telefonemas entre Rose e Lula. Pergunte ao Lula que até agora comeu em tranca e não negou que ligava e desligava de cinco em cinco dias para a primeira-dama do governo submerso.

FELIPÃO E PARREIRA
Luiz Felipe Scolari entra no lugar de Mano Menezes;  Carlos Alberto Parreira substitui Andrés Sanchez na CBF. Pronto, Felipão será desde hoje o Parreira de 2004 e Parreira em 2013 será o Zagallo de Felipão. Tá bem, já estamos prontos para a Copa das Nações. Falta só saber quem será o treinador da seleção na Copa do Mundo de 2014.

A PIA PINGA
Enquanto a pia pinga, o pinto pia... A Comissão de Constitutição e Justiça do Senado aprovou nesta quarta (28) a criação de 90 cargos de confiança na Presidência da República. O projeto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e, agora, seguirá para o plenário do Senado para começar a valer. Pronto, agora resta saber qual é mesmo a qualificação, qual o preparo, qual a aptidão de cada um desses portadores de caretirinha de aliados que serão ungidos para cada uma dessas bocas ricas. O salário mínimo dessa pandilha que está com o pé que é um leque para invadir a Casa Civil e a Secretaria de Relações Institucionais gira em torno R$ 11 mil Por mês. E assim é que, enquanto o pinto pia, a pia pinga.

Felipão na cabeça da CBF

Deu Felipão na cabeça da CBF

Sai Andrés Sanchez e não entra ninguém. A notícia é boa, mas a outra vai durar mais: para cumprir as ordens da Fifa, a CBF - depois de pedir bençãos á primeira-mulher-presidenta Dilma Vana, escolheu de primeira um treinador da segunda divisão para a seleção deles lá: Luiz Felipe Scolari.

Reprodução/Ag.Globo
Dos preferenciais - Muricy e Tite - Felipão era o único desempregado. Não é mais. Vai dirigir o escrete nacional até a Copa das Nações no ano que vem.

Depende apenas do que seu time vai fazer nessa competição por rapadura, para continuar como técnico do selecionado de Zé Maria Marin, O Medalhão,  até àquela que vai ser "a melhor Copa do Mundo" para os cartolas e elite dominante e a mais distante para o geraldino que trabalha para ganhar salário.

Folgo pela notícia muito mais por causa do seu fiel escudeiro, o Flávio Murtosa que, nos tempos da 1ª Divisão de Amadores do Rio Grande do Sul, nunca me ganhou uma peladinha sequer. De qualquer maneira, Felipão é uma vez melhor que Mano Menezes; não é dez, nem cem, porque Mano nunca foi treinador de futebol.

RODAPÉ - A saída de Andrés Sanchez e a extinção de seu cargo é mais uma derrota de Lula, padrinho do figurão corintiano que agora está indo, com essa vitória de Dilma Vana, para a Secretaria de Esportes da Prefeitura de São Paulo.

Clássico do Terror
 
Os Lulistas estão em meio a profunda crise de terror. Os Intocáveis, em sua mais recente série de aventuras, acabam de anunciar o próximo lançamento para todas as casas de espetáculo: O Bebum de Rosemary. Um clássico do horror moderno que toma conta do Brasil.

Lula diz uma vez mais que foi apunhalado pelas costas.

Todo e qualquer brasileiro de mediana percepção pode e deve se dar ao direito de não acreditar.

Então é só fazer como nossa primeira-mulher-presidenta sempre faz, simplesmente perguntar de forma dura e implacável: Cadê as provas, cadê?!? Cadê o punhal, cadê o motivo, cadê o sangue, cadê a cicatriz, cadê o corpo de delito?!?

Se Lula diz que foi apunhalado pelas costas, então até que enfim e para gaúdio de Dilma Vana, ela certa e prontamente terá em mãos as provas que sempre pede quando há denúncias que deixam nódoas em seu governo. É que desta vez o ônus da prova cabe a Lula. Ele não vai decepcioná-la.

Sem digitais no cofre

Roberto Troncon, superintende da PF em São Paulo confirmou nesta terça-feira que há ligações entre Lula e Rosemary Nódoa de Noronha.

Ele não afirmou que sejam 122 telefonemas - talvez ainda não tenha contado um por um - e disse que não há indícios de crimes.

Com a autoridade de quem tem o domínio do fato Troncon garganteou que "se ele tivesse sido pego em algum crime, certamente estaria sendo investigado ou já indiciado".

Como assim, "investigado ou indiciado"? Por quem, cara?!? Até parece que essa onda de operações não têm nada a ver com o desdém que os Federais vêm sofrendo em suas reivindicações por melhores salários e um bom plano de carreira...

Lula não foi investigado nem indiciado quando estourou o Mensalão no meio do seu governo, por que seria investigado e indiciado agora que Dilma Vana é mais popular e pode muito mais que ele?!?

Em todo caso, então tá. Como "não há indícios de crimes" - bolas, ninguém mata nem enforca por telefone - Lula não precisa dar mais nenhuma explicação. Já está explicado. Só quem é tonto não se dá conta de que, quem é do ramo sabe o que faz: não deixa digitais na maçaneta do cofre, não passa recibo e nem fala com seus companheiros de profissão sem usar linguagem cifrada, o popular código secreto do mundo dos malfeitos.

Pelo visto, os telefonemas foram todos por linhas trocadas, tudo engano entre Lula e Rose Nódoa. Ele não é nada daquilo que você andou pensando; Lula só deve explicação agora é para a dona Marisa Letícia que a esta altura já sabe o quanto andou atrapalhando o calendário de viagens internacionais de Rose Nódoa nas vezes em que, como primeira-dama oficial da República, integrou a comitiva do marido então presidente.

BODE NA ANTESSALA
Dilma Vana recém tirou o sofá da sala lá no escritório da Presidência em São Paulo e já se defronta com outro bode que se encaminha a passos largos para o gabinete ao lado, ocupado por Michel Temer, vice-presidente e há muito e muitos governos bem entrosado com as docas santistas.

É que, impulsionados por Rosemary Nódoa há negócios em torno de R$ 1 bilhão detectados pela Operação Porto Seguro na ilha Barnabé, no porto de Santos. Rose teria encaminhado esses interesses de terceiros usando o santo nome de Lula jamais em vão. Barnabé é o maior terminal do mundo para exportação de produtos químicos, inclusive e de maneira especial, o etanol.

E assim então você já pode começar a entender o título da operação da PF que fala em Porto Seguro. O nome é só uma dica. Apenas a ponta de um rastilho da bomba que pode ser bem pior do que uma punhalada nas costas.

POR QUE?
Ninguém vai perguntar para Lula por que Rosemary Nódoa tinha passaporte diplomático e que missão importante ela desempenhava nas vaigens a 23 países que ela fez com a comitiva presidencial? E ninguém vai perguntar para o Antônio Patriota por que Rosemary Nódoa, agora que Lula já não é mais presidente oficial do Brasil, não teve o passaporte diplomático renovado? Então, tá. Seria mesmo uma pergunta idiota.

E SE O AVIÃO CAÍSSE?
Do blog de Cláudio Humberto, o Bateu-Levou dos tempos colloridos: "Nas viagens com Lula ao exterior, Rosemary Noronha nunca constava da lista oficial, até para não ser notada. Os comandantes do Air Force 51 ficavam perplexos e preocupados: e se o avião caísse?". Bolas, para fins de gossips a queda do Aerolula causaria o mesmo efeito colateral que está alcançando hoje com o aval da Operação Porto Seguro. Já para o bem da nação, o impacto seria bem outro.

A DIFERENÇA
Qual a diferença entre uma Rosemary Nódoa de Noronha e um Carlinhos Cachoeira. O que levou Cachoeira à cadeia e o que não leva Rose ao mesmo destino é que Carlinhos Cachoeira não deu um pio a respeito de sua rede de malfeitos, mas Rose já disse que não vai cair sozinha. Não há nada que um corrupto tema mais do que uma língua afiada.

 

27 de nov de 2012

Odair, culpado útil

Odair Cunha estava quieto no cantinho dele. Aí veio a CPI do Cachoeira. O governo - por determinação do seu presidente submerso - mentiu para ele que, sendo relator da comissão com o jeito PT que Lula "nos ensinou" deixaria o baixo clero e ganharia pose de cardeal político na segunda grande Casa de tolerância nacional.

Odair Cunha até que se esforçou como coveiro obediente: enterrou a CPI do Cachoeira, mas não passou de mais um culpado útil nas ondas da corrente majoritária. Como paga, levou umas emendas parlamentares a mais.

Odair Cunha fez, como nanico bem mandado, tudo que mandaram fazer, menos prestar a devida atenção ao roteiro que deveria revelar ao Brasil um esquema de corrupção, lavagem de dinheiro, formação de carteis do mal, muito maior do que o Mensalão, sistema implantado pelo chefe do chefe Dirceu para comprar e vender pequenos negociantes, donos de siglas de aluguel.

Hoje, depois de garatujar um relatório ridículo até mesmo para os bofes dos seus patrões, está sendo abandonado à própria sorte, conforme o tradicional script policialesco que o PT do Mal sempre escreve quando os personagens já se prestaram para tudo quanto seus autores queriam.

Odair Cunha está sendo tirado de cena, sem ser protagonista. Foi um mero coadjuvante, que agora está sendo posto para fora do set de filmagens, sem nem mesmo ter recebido um aceno ou um agrado lulático. Até Rui Falcão, presidente do PT tirou o corpo fora no momento de ser responsabilizado pelo indiciamento de Policarpo Júnior, diretor da sucursal da revista Veja em Brasília.

Ele rebateu a acusação de que teria induzido Odair Cunha a queimar o jornalista, puxou a escada e deixou o nobre relator agarrado no pincel.

Odair Cunha é um serventuário one way das elucubrações de quem é formado em traíragens políticas. Uma vez usado, é jogado fora.

Depois de enterrar a CPI do Cachoeira, o coveiro Odair Cunha volta para a Casa menor do que quando entrou. Um caso típico de punhalada nas costas, corriqueiro nas fileiras majoritárias da companheirada lulática.

Agora pelo menos Odair Cunha já sabe que quem nasceu para ser Falcão no Brasil da Silva, jamais será Águia de Haia, nem aqui nem na Conchinchina.

A Papuda e o Corredor da Morte


O hematologista César Leite diz que o estado de saúde de Cachoeira é grave. O empresário dos palpites zoológicos padece de um quadro de envelhecimento precoce, transtorno de conduta e estresse agudo. Afora a diarréia e a insônia. Quer dizer, Carlinhos é hoje um sonâmbulo ambulante.

Já o psiquiatra Salomão Rodrigues diagnosticou sintomas de transtorno de conduta e estresse agudo, o que provoca em Cachoeira períodos de agitação e depressão.

Reprodução
 Ops! Carlinhos Cachoeira tá magro mesmo; mas cadê os cabelos brancos?!?

O cardiologista Roberto Las Casas acrescentou, por sua vez, que Cachoeira é portador de taquicardia supraventricular e síncope, mal que leva à perda súbita da consciência. Carlinhos Cachoeira vai ter que se recuperar da severa perda de peso - 19 quilos em 266 dias - além da desidratação.

Há um clima de apreensão e ansiedade cercando o contraventor, tido como chefe da máfia dos caça-níqueis em Goiás.

O clima de apreensão, no entanto, é bem menor do que a expectativa aflita dos sócios do seu sindicato de malfeitorias na máquina pública. Se Cachoeira bater as botas, eles respiram aliviados.

Então, um alerta para o Ministério da Saúde: todo cuidado com o paciente é pouco. Cachoeira precisa sair forte e rijo dessa arapuca do destino para o bem da República Federativa do Brasil. Antes de tudo, ele tem que dar com a língua nos dentes e entregar um por um dos malfeitores que integram o seu cartel. Cachoeira não virou contraventor e nem ficou rico sozinho.

A PENA DE CACHOEIRA

Após ser internado na noite deste domingo com um quadro clínico de diarreia e transtorno de conduta, os médicos do Instituto de Neurologia de Goiânia, no Setor Bueno, bairro nobre da capital dos goianos, descobriram que os cabelos brancos de Cachoeira nasceram em virtude de um envelhecimento precoce.

"Ele envelheceu de cinco a seis anos no período em que ficou preso", avaliou o hematologista César Leite. "O estado dele é grave, cronicamente." Tradução: antes mesmo de ser julgado, Carlinhos Cachoeira foi condenado à pena de morte.

Ninguém tem culpa por esse tempo que Cachoeira foi o único da máfia toda que ficou confinado na Papuda. Na verdade, ele foi colocado numa cela do corredor da morte que, até agora no Brasil, ninguém sabia que existia.

A dedução é simples: Carlos Cachoeira foi preso em 29 de fevereiro, durante a Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, que provocou grande abalo na quadrilha chefiada por Cachoeira que controlava uma rede de jogos ilegais em Goiânia. Foi preso e não saiu mais. Até o elenco de Thomaz Bastos, o Rei do Habeas, o abandonou depois de lhe cobrar pelo menos R$ 5 milhões a título de honorários pelos inócuos serviços advocatícios.

Bolas, 2012 é um ano bissexto. Outro dia 29 de fevereiro só daqui a quatro anos. No total, o agora esquálido Cachoeira ficou 266 dias encarcerado. Isto significa para seus nobres causídicos que ele foi favorecido: saiu da cadeia devendo 1.095 dias de sol quadrado.

Esse tipo de pressão, essa falta de perspectiva, deprimem qualquer pobre coitado aí que vive de salário mínimo; imagine o que não provoca numa alama sensível e pura como a de um Carlinhos Cachoeira, um Zé Dirceu, ou em um chefe dos chefes desses podres de rico dos carteis que governam o Brasil da Silva.

O cidadão que acredita que Deus ainda é brasileiro, mal pode esperar que esses sevandijas comecem a cumprir as penas que o Supremo vem dedicando a cada um deles. Esses crédulos são capazes de rezar até para que todos os dias daqui pra frente sejam 29 de fevereiro.  É a pena mais próxima da morte que inventaram no Brasil.
SORTE DELA
Andressa está preocupada: Carlinhos Cachoeira está com diarréia e com insônia. Bobinha... Deveria estar pra lá de faceira. Já pensou o marido com diarréia, dormindo a noite inteira?
 Reprodução
FIM DE CARREIRA
Dilma Vana ficou braba e decidiu que vai extinguir o cargo de assessoria da Presidência da República no escritório de São Paulo. Isso dá nos dedos de Lula que, no papel de marido traído e apunhalado pelas costas, acabou de dizer que aquele antro lá era como se fosse a "menina dos seus olhos", que amava muito o escritório e coisa e tal. Desse jeito, não tem volta mesmo, Lula vai ter que se contentar em concorrer ao governo de São Paulo e não ao Palácio do Planalto. Se até lá não estiver inelegível. De tudo isso fica aqui e agora uma constatação: Dilma Vana já não se importa em cortar fundo as relações com Lula. Seus tentáculos são perigosos demais para ela. Dilma detesta sufoco. Ainda mais quando se trata de uma pedra no caminho da rampa.

ME ENGANA
Como Lula não mente, vamos atrás dele uma vez mais: pronto, ele não sabia de nada, foi traído e apunhalado pelas costas,outra vez. Como há quem considere Lula um enganador de primeira, então que paixão era aquela pelo escritório da Presidência da República em São Paulo que o fazia telefonar de cinco em cinco dias para Rosemary, a chefe do cartel de corruptos que a Polícia Federal desbaratou? Patetice, outra vez? Ou a velha história do "me engana, que eu gosto"?!? Quanto às frequentes "punhaladas nas costas", já tá mas que na hora de Lula trocar seus guarda-costas por absoluta incompetência.

Reprodução
A PEDIDO
Lula mexeu os pauzinhos e o Palácio do Planalto engoliu o sapo de acrescentar um "a pedido" na demissão de Rosemary Nóvoa de Noronha. Assim tira a nódoa do seu nome. Quem tem padrinho não morre pagão.

PRONTO
Zé Weber Holanda, mais um no cartel lulático, braço direito de Luiz Adams. ministro da Advocacia Geral da União (AGU) continua preso, mas foi exonerado também com um jeitoso "a pedido". Assim que estiver de novo nas ruas estará pronto pra outra. Ah sim, Luiz Adams também foi "apunhalado nas costas".

A DAMA SUBMERSA
Rosemary Nódoa que, nos telefonemas que trocava com Lula, chamava a primeira-presidenta Dilma Vana de "tia" era conhecida nos bastidores como a primeira-dama do governo submerso e, no âmbito mais geral, como a "Rainha dos Cartões Corporativos". A oposição não conseguiu nunca a sua convocação para prestar contas no Congresso porque o Palácio do Planalto não deixava.

RELAX DE MARTA
Quem está relaxando e gozando com a desdita de Rosemary é Marta Suplicy que levou o chute no traseiro por influência da primeira-chefa do escritório da Presidência da República em São Paulo. Rose batalhou para que HaHaHaddad fosse o prefeito paulistano. O gozo de Marta é duplo: pela queda da desafeta e pelos maus lençóis em que está metido seu chutador. É gozo múltiplo até: Marta é senadora e ministra.
 
Reprodução
CADÊ VOCÊ?!?
Por onde anda o Zé Eduardo Cardozo, ministro da Justiça de Dilma Vana, nessas horas em que a Polícia Federal grampeia os telefonemas de Lula com Rosemary e desbarata uma gangue no escritório da Presidência da República em São Paulo? Ele também foi apunhalado pelas costas, ou não tem como controlar a Operação Eliot Ness dos nossos Intocáveis que querem aumento e não levam? Desse jeito vai deixar de ser "um dos três porquinhos da Dilma" já que anda mais perdido que cachorro que cai do caminhão de mudanças.

PASSE LIVRE
Não é nada, não é nada, a primeira-dama do governo submerso sediado em São Paulo, Rosemary Rose Nóvoa, tinha passaporte diplomático, o documento mais banalizado do Itamaraty na República dos Calamares. Com ele na bolsa, Rose Nódoa acompanhou Lula - quando ainda presideus - em viagens a 23 países. Os roteiros das comitivas impediam que ela e dona Marisa Letícia dessem de cara uma com a outra.

Reprodução
O CRIME COMPENSA
Valdemar Costa Neto, da sigla de aluguel PR, pegou quase oito anos de prisão. Escapou do regime fechado e vai ter apenas que dormir na cadeia por algum tempo. Bom negócio para a fortuna que fez.

TUCANOS QUEREM LULA
Os tucanos, alvoroçados pelo toque de caixa da Polícia Federal apresentam nesta terça-feira requerimento para a convocação de Lula e do advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, à Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara. Eles querem explicações sobre denúncias de corrupção reveladas pela operação Porto Seguro, da Polícia Federal. Até parece que eles vão dizer alguma coisa. Esses dois nem precisam de habeas corpus para ficar em silêncio. Eles não ouvem nada, não enxergam nada, não sabem nada há muitos e muitos anos. Vai ser só uma visita recreativa. E, se duvidarem, no fim de sessão, meia dúzia de tucanos passam a ser petistas desde pequenininhos.

26 de nov de 2012

Operação Abafa x Operação Porto Seguro

Desta vez não é por causa da revista Veja, nem pelo editor-chefe Policarpo Quaresma de Dissodaquilo Jr. - muito menos pela mídia que provoca azia, jamais pelo STF composto por 11 ministros dos quais 8 são indicados por Lula ou por Dilma Vana e nem sequer de longe por Cachoeiras e outros acidentes graves na geografia política do PT do Mal e seus aliados terceirizados.

Desta vez, a histeria geral nas hordas majoritárias dos cartéis que se apropriaram dos governos que o Brasil vem padecendo num paraíso desde o segundo de FHC, passando pelos dois de Lula e por essa metade da temporada de Dilma Vana, é por conta da Polícia Federal.
Foto/aluizioamorim.blogspot/Reprodução
Logo ela, a PF que é hoje submetida a Zé Eduardo Cardozo que está ministro da Justiça, mas não sabe nada do que os Intocáveis andam aprontando pra cima da sua afoita companheirada que tanta saia justa anda colocando em sua primeira-mulher-presidenta da República.

Essa última "punhalada nas costas" de Lula foi mesmo de matar. Matar de rir, tamanho é o deboche. Ele não sabia de nada outra vez. Que vocação para usar chapéu de viking!

O que será que eles - a cândida Rosemary e o atraiçoado Lula - falavam o tempo todo nesses 122 telefonemas trocados durante os últimos 19 meses? Dona Marisa Letícia quer saber; Demóstenes Tores quer saber; a pátria toda, engalanada, desta vez também não quer ser a última a saber... O Brasil não é aquela música da ACA - Associação dos Cornos da América que diz cheia de alegria "é do jeito que eu sempre quis, eu sou corno, mas sou feliz".
 
Reprodução
De qualquer maneira o que acontece é que o PT do Mal acha - meio assim como o gaúcho Joca Martins - que não podemmo se entregá pros home, porque não tá morto quem peleia. E, diante dos efeitos colaterais da Operação Porto Seguro já deflagrou o movimento em bloco que está sendo chamado de Operação Acalma Rose.

Sabe o que é? A chefe predileta do escritório da Presidência em São Paulo, amiga e companheira boa e batuta de Lula, Rosemary Nóvoa de Noronha já ameaçou que não vai cair sozinha. Mas de jeito nenhum, amigo e companheiro! - emenda como boa carteleira e fã de Leopoldo Rassier que cantava essa balaca gostosa dos Pampas como ninguém.

Precisa-se então dizer mais que isso?!? Ela sabe do que, de quem e com quem está falando. Bom lembrar, no entanto, que Toninho do PT e Celso Daniel, também sabiam. Recordar é viver. Ou não.

Reprodução
Os petistas majoritários e seus terceirizados não têm tempo nem de se coçar. Mal Cachoeira saiu da cadeia e já anda por aí perguntando coisas assim como quem diz muito mais do que precisa saber.

Ele acabou de escrever um bilhete: "Se eu sou um consultor da Delta e estou preso, e o Zé Dirceu que é um consultor da Delta? Qual a diferença entre nós?". Quem é de leitura no cartel dos calamares, entendeu o recado.

E o tempo não para. Mas não foi o verso de Cazuza que ligou o deputado do terceirizado PR, Valdemar Costa Neto à quadrilha descoberta pela Operação Porto Seguro. Foi a Polícia Federal que descobriu a íntima relação de Costa Neto com Paulo Rodrigues Vieira, apontado como o chefe do esquema de corrupção em agências reguladoras e órgãos federais.

Só falta agora a companheirada do cartel da propina pedir ao seu ministro da Justiça que detone a Operação Azar do Valdemar. Há quem já esteja pronto para mais uma punhalada pelas costas.

PREMONIÇÃO DE MARQUETEIRO
João Santana, marqueteiro do PT banca pitonisa e "lança" Lula para o governo de São Paulo. É que Dilma Vana não quer e nem deve largar o osso. Em todo caso, Santana adivinha que Dilma Vana deve ganhar a eleieçaõ de 2014 no primeiro turno, seja lá contra quem for. E aí vai mais adiante nesse delírio que, como todo boato, tem um fundo de verdade: diz que HaHaHaddad vai ser o presidente da República em 2022 e garante que Lula vai ser o governador dos paulistas com Chalita de vice...E daí, qual é pó? Com o eleitorado de cabestro não tem curécuré: quem já foi governado por Paulo Maluf, bem que pode ser governado por Lula. Qual é a diferença?!?

Essas premonições de João Santana, fazem lembrar aquela preleção do Vicente Feola, técnico brasileiro minutos antes de enfrentar o escrete da Rússia, na Suécia, em 1958:
- Aí, Garrincha você pega a bola, dribla o lateral esquerdo, passa pelo baque central, deixa o meia-ligação deles sentado e cruza que o Vavá mete pra dentro...
- Tá bom, mestre... Mas o senhor já combinou isso com a defesa dos gringos também?

Lula apunhalado pelas costas, outra vez.

Ainda na posse do seu passaporte, Lula chegou da Índia e logo teve que mostrar surpresa ao ser informado que sua companheira de labuta, boa e batuta, Rosemary Nóvoa de Noronha tinha feito do escritório da Presidência da República em São Paulo uma vaca de divinas tetas.

Como na Índia não se come vaca, Lula já foi dizendo de cara que foi traído:  "Eu me sinto apunhalado pelas costas. Tenho muito orgulho do escritório de São Paulo, onde foram feitos encontros com empresários pelo interesse do país".

Pronto! Sai uma vez mais de cena o ex-presidente mais safo que o País já teve e entra o maior pateta que o Palácio do Planalto já abrigou em toda a História do Brasil.

Lula é hoje com o bando de Rosemary o pateta que foi ontem com a quadrilha de Zé Dirceu. Com Dirceu ele conversava todo santo dia, era seu chefe e não ouvia nada, não fazia nada, não sabia nada; com a companheira Rosemary, já sem os encargos de presidente da República, ele falava de cinco em cinco dias ao telefone nesses 19 meses mais recentes e não escutava no outro lado da linha sequer os ruídos da propina que caía aos montes nos pés de sua interlocutora preferida e embaixo do seu nariz.

Outra vez, Lula virou pateta. Outra vez, Lula foi traído. Outra vez Lula foi apunhalado pelas costas. Outra vez, Lula tira o dele da reta e o resto que se exploda. Que mania esquisita é essa de levar punhalada nas costas? Que diabo, esse cara nunca está de frente?!?

A propósito de mais este atentado contra os fortes e já acostumados pulmões de Lula, uma perguntinha boba: como assim "eu me sinto apunhalado pelas costas"? Apunhalado por quem, cara pálida? Pela amiga Rosemary e sua pandilha de sevandijas, ou pela Polícia Federal?!?

O cansativo nessas punhaladas em série é que quando Lula se diz esfaqueado quem sangra e geme de dor é a camada séria e honesta da sociedade brasileira.

PF prendeu presidente da Federação Paulista de Futebol

Já que andam pegando no pé de Lula, o Ex-Intocável, então agora vai. Eis que de repente, nesta madrugada de domingo para segunda, a Polícia Federal - numa operação ainda inominada, mas que pode ser chamada de "Bola na Rede" ou coisa parecida - abancou-se na casa de Marco Polo del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol e prendeu fogo numa tão minunciosa quanto proveitosa tarefa de busca e apreeensão.

Del Nero se queimou feio nesta rodada: foram apreeendidos diversos documentos e ele está detido. Marco Polo, suposto aventureiro das galeras futebolísticas, está vendo fugir a chance de assumir a presidência da CBF na Copa de 2014 - aquela que vai ser "a melhor Copa do mundo" para quem pode, não para o pobretão infeliz que adora futebol.

No tempo em que Protógenes Queiroz falava, Marco Polo Del Nero foi investigado por ele. O resultado acabou com uma boa pizza na festa de nomeação de Protógenes como consultor da CBF.

Esta pode ser a caixa que vai empurrar para o porão a CPI da CBF que o próprio Protógenes - hoje deputado federal - e o baixinho Romário estão querendo instalar. Uma vez já fizeram uma CPI da Bola. Deu em nada. Eurico Miranda o que transformou o túnel de São Januário em caverna, rasgou o relatório do relator e esfregou uma farsa na cara do Brasil inteiro.

RODAPÉ - Tenho conversado muito com Zé Dario, o pintor que está deixando a nossa casa como nova. Falando de tudo um pouco - que filósofo popular é tão bem informado quanto os motoristas de táxi - ele me perguntou se eu concordava com a prisão de Zé Dirceu e seus mensaleiros. Eu disse que sim... Ele meneou negativamente a cabeça e, com um sorriso simples e cheio de sabedoria, me disse antes de voltar à missão na parede: - Naninenão... Tem só que tirar todo o dinheiro deles. E depois bota essa gente pra trabalhar por salário mínimo, pra começar a vida de novo.

Lula falou 122 vezes por telefone com Rosemary

E então, o senador Demóstenes Torres foi cassado e ainda é promotor de Justiça em processo de extinção porque falava todas as semanas com Carlinhos Cachoeira. Era padrinho do bicheiro e dava presentes de casamento e de aniversário para ele. 

Agora a Operação Porto Seguro abortou que, nos últimos 19 meses, Lula falou 122 vezes ao telefone com Rosemary Nóvoa de Noronha, sua amiga e chefe do gabinete da Presidência da República em São Paulo. Isso deu em média uma ligação a cada cinco dias. Coisa assim pra não deixar ninguém morrer de saudade.

GRAMPO LEGAL

A informação correu por Brasília na edição local do Metro, jornal de tiragem nacional do Grupo Bandeirantes de Comunicação. O jornal diz que a troca de telefonemas se deu entre março de 2011 e outubro de 2012. Aí, Lula já não era mais presidente, só um bom companheiro.

As ligações foram grampeadas pela Polícia Federal, com a devida autorização judicial para casos e efeitos da Operação Porto Seguro que, na sexta-feira passada prendeu seis pessoas, dentre elas o nº 2 da Advocacia Geral da União, José Weber Holanda Alves, e dois irmãos chefetes de agências reguladoras, Rubens Vieira, da Ana (águas), e Paulo Vieira, da Anac (aviação civil).

O empresário Marcelo, irmão da dupla, também foi preso. A quadrilha é, digamos, acusada de corrupção e tráfico de influência.  Só isso.

Rosemary é, também digamos, suspeita de ser uma das cabeças do esquema, que vendia por até R$ 300 mil pareceres técnicos de servidores federais para empresas interessadas em negócios com o governo. Só isso também, até porque - se menos fizesse - não teria sido flagrada com a boca na botija e nem seria varrida, como foi, por Dilma Vana que volta aos bons tempos de faxineira.

NO MATO, SEM CACHORRO

Lula está, uma vez mais, num mato sem cachorro. Negar que telefonava para Rosemary, não pode - sua voz é par e ímpar; se disser que eram só papos de negócios, o bicho pega - que negócio é esse?!; se alegar que eram conversas de apenas bons amigos, dona Marisa Letícia pega, mata e come.

Não é pieguice, nem coisa nenhuma, mas a melhor das hipóteses para Lula é dizer que os 122 telefonemas foram todos muito sérios e com fins negociais, jamais deve alegar que foram nada mais do que uma boa conversa com a companheira, já que a luta continua.

Aí, companheirada, ninguém mais vai poder dizer que não sabe com quem está tratando. Se o cara trai dentro de casa, imagina o que não faz na rua. Nesse caso, a saída mais fácil para Lula é dizer que sabia mesmo do esquema de propina no gabinete paulistano da Presidência comandando por Rosemary sua telefonista predileta.

Assim, o Cara livra a cara. É que o brasileiro já se acostumou de tal forma com os malfeitores da República que prefere um sujeito safo a um pateta que não sabe de nada e não escuta nada, nem mesmo quando telefona de cinco em cinco dias só para saber inocentemente como vão as coisas.

Hoje, brasileiros e brasileiras preferem muito mais bater um papo com um especialista em saidinhas de banco do que levar um par de chifres para casa. Aquela cultura da estratégia de coalizão - em que tudo é só uma questão de preço -  pegou pra valer. Já está na alma da nação brasileira. Trair pode; não pode é ser pateta.

RODAPÉ - Lula pode alegar, numa saída pelos fundos, que o serviço de telefonia no Brasil está mesmo uma droga. Os 122 telefonemas foram todos engano. Vai ver que ele queria mesmo era falar com o Demóstenes.

25 de nov de 2012

Balaços por canetaços

Grande São Paulo: 15 mortes em mais uma noite de extrema violência. Nunca antes na história desse país uma coalizão entre um governo federal e um governo estadual deu tão certo quanto esta de Zé Eduardo Cardozo, ministro da Justiça de Dilma com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Ambos com pose de mocinhos queriam acabar com os bandidos trocando balaços por canetaços.

Até agora o único tiro certeiro foi no cargo do secretário de Segurança do Estado de São Paulo.

O crime organizado popular agradece. É que o fim de semana está apenas a meio caminho.

Ainda faltam, para gaudio de todas as falanges que praticam a violência urbana,  as madrugadas deste sábado para domingo e deste domingo para qualquer segunda-feira.

Não adianta esperneio, cara feia, canetaços, discursos, entrevistas, promessas de combate incessante das forças do bem às forças do mal, porque o crime organizado popular não quer e não admite concorrência.

Muito menos arreda pé quando se sente invadido pela súcia de mensaleiros corruptos, lavadores de dinheiro e quadrilheiros condenados pelo Supremo Tribunal Federal, no mais recôndito dos seus quartéis-generais, os presídios de segurança máxima. PCC, CV e facções coalizadas preferem morrer a passar um ano ao lado desses malfeitores da máquina pública.

Diante de tudo isso, os defensores e aliados da pandilha de sevandijas que está indo para trás das grades, já alertam - sem que pareça ameaça - que enquanto o Supremo Tribunal Federal não acabar com essa mania de despachar para a cadeia esse pacotes de corruptos que formam a máfia oficial do País, as organizações criminosas muito mais do que morrer aos bocados, preferem matar a granel.
 
Foto:Tremembé/Reprodução
Então é isso que a rica horda de advogados porta-de-xadrez acha de bom alvitre: para que os brasileiros inocentes não continuem sendo chacinados em penca, o STF precisa dosimetrar outra vez as penas dos mensaleiros e do seu chefe, mas nem pensar em pegar no pé do chefe do chefe dos quadrilheiros. Que tudo então se acomode assim mesmo, como faz bem ao fígado, à laringe, às cuecas de todos eles.

Se ainda assim os componentes da nova elite nacional de malfeitores tiverem que curtir cadeia fechada, então que o Brasil construa novos presídios de conforto máximo e bem distantes dos atuais que tanto atemorizam o audaz Zé Eduardo Cardozo, ministro da Justiça do governo e do PT.

Que até lá, eles todos aguardem em pleno gozo do sol da liberdade; juntinhos de nós que não carregamos nas costas sequer o crime de envenenar essa bandidagem toda... Com o vírus do voto.

Nem Nódoa, nem Fernando de Noronha...

Aí, então, só por maldade perguntaram a Lula se ele sabia do barraco no gabinete paulistano da Presidência da República armado por Rosemary Nóvoa de Noronha e sua pandilha de malfeitores.

Ele, como de hábito, garantiu que não ouviu nada, não disse nada e não sabe nada. Em seguida, com aquele olhar de macaco velho que não mete a mão em cumbuca, desconversou:

- Hein, Nódoa? Não, parece que não tem mancha nenhuma...

Os repórteres, vetores contumazes de seus mais profundos sintomas de azia, insistiram com ele:

- Trata-se de Rosemary de Noronha...

E, uma vez mais o safo se fez pateta:

- Quê Fernando de Noronha o quê; eu tava palestrando na África pra ver se ainda pego aquela indicação pro Nobel da Paz.

Deu as costas para mais uma punhalada tipo aquela que acusou ter recebido quando o Mensalão foi descoberto e saiu de fininho que atrás vem gente, mas a Dilma tá na frente.

Ah sim, quanto ao escândalo que arrombou as portas do Palácio do Planalto, ele foi exatao, claro e conciso, como sempre:

- O Mano Menezes foi demitido porque quem manda na CBF é o Zé Maria Marin. Mas o meu Coringão vai com tudo pra Tóquio.
INCENTIVO AO ROMBO
Aldo Rebelo, ministro do Esporte: "Governo dará incentivo fiscal a clube que profissionalizar gestão". E explicou ainda que parte da medida fará parte do decreto de regulamentação da Lei Pele. Para o governo, futebol não é lavanderia. O rombo nos cofres dos clubes é só um detalhe. É como se fosse um gol com a mão que não foi anulado. Tá valendo

DILMA PASSA LULA
Dilma supera Lula em pesquisa Ibope sobre a eleição de 2014. o nome da primeira-mulher-presidenta é citado de forma espontânea por 26% dos entrevistados; seu padrinho tem 19% . Agora é que Dilma vai ver só o que é bom pra tosse, quando se mexe com o Capeta. E cá pra nós, Dilma superar Lula é bom para quem? E vice-versa, muda alguma coisa?!?
DESVIO DE ATENÇÃO
"Com Cachoeira livre, negócios ilícitos serão potencializados, diz procurador Hélio Telho, que comandou investigação. Para ele, "o esquema sofreu um baque, mas não está morto". Tá querendo o quê? Nada melhor para os planos do crime organizado de gravata vermelha e colarinho branco do que o crime pé de chinelo voltar a agir. É o melhor jeito de desviar a atenção.
Série: Heranças de Lula
 

Sombra de Lula - herança que dona Marisa Letícia nunca se importou de deixar para Dilma Vana - Rosemary Nóvoa de Noronha, mais que uma vice-dama da Presidência da República em São Paulo, era uma verdadeira nódoa.
 

Além do horizonte

Um dia depois de estourar o escândalo no escritório da Presidência da República, em São Paulo que prendeu 16 corruptos, dentre eles a chefe do gabinete avançado Rosemary Nóvoa de Noronha e o advogado geral da União adjunto, José Weber Holanda Alves, braço direito do advogado geral da União, Luís Inácio Adams, o blog de Cláudio Humberto, o Bateu-Levou dos tempos colloridos, editou este gosip que mostra o que pode haver além do horizonte:

Revisão cara na AGU
A Advocacia Geral da União contratou a revisão dos dois veículos utilizados pelo chefe, ministro Luis Adams. O preço é quase o valor de um carro zero: R$ 42 mil por dois anos de contrato. Uma revisão comum custa R$ 300,00 por veículo em qualquer concessionária.
 
Dá para entender a intempestiva volta da faxineira Dilma Vana que trocou a vassoura pelo espanador na hora de limpar a herança bendita do Capeta, ou você vai esperar pelo próximo capítulo para começar a execrar a Polícia Federal que anda tirando a vez da revista Veja e da mídia que causa azia?

24 de nov de 2012

Maldita hora

Sinceramente, não é que Dilma Vana não soubesse o que a esperava quando, ao assumir a Presidência da República, disse que Lula deixara uma herança bendita para ela. Desde que subiu a rampa, Dilma não parou de demitir ministros acusados de corrupção e malfeitos com a coisa pública.

E há efeitos colaterais com a coisa privada também, porque ninguém consegue ser feliz sozinho. Nem mesmo Cachoeira, único bandido preso até agora por jogo ilegal, bingos, carrteado, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitações, formação de quadrilha, tráfico de influência, consultorias mágicas, institutos de palestras bobas e outros malfeitos que o governo está cansado de ver, de saber, de passar a mão na cabeça e dar tapinha nas costas.

Tudo isso, no entanto, vinha sendo culpa da revista Veja e de boa parte da mídia que causa azia no Capeta e seus seguidores de "fidelidade canina".

O escândalo que arrombou as portas do gabinete da presidência da República neste fim de semana foi, para quebrar as pernas dos mafiosos que se apropriaram do Brasil, culpa exclusiva da Polícia Federal. Pronto, desta vez, até que enfim, a revista Veja vai falir. Como é que pode tomar um furo desse tamanho?!?

Então, estamos conversados. Dilma Vana sabia muito bem o risco que corria quando, agradecida pelo empurrão que a colocou no Palácio do Planalto, classificou a herança de Lula como "bendita". Maldita hora de mostrar gratidão.

Alegre fim de semana

Ah, se fosse no crime organizado pé de chinelo!

Mano Menezes não foi o único a ser demitido para alegrar o fim de semana. A chefa do escritório da Representação da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Nóvoa de Noronha, também levou o chute no traseiro.

A afilhada deixada como mais uma das heranças benditas de Lula para o governo Dilma foi indiciada pela Polícia Federal por corrupção e tráfico de influência.

Aí, a primeira-presidenta Dilma Vana subiu nas tamancas, relembrou seus bons tempos de faxineira, tirou a vassoura detrás da porta do Palácio e varreu a finória que sequer contava com a simpatia da antiga primeira-dama, a galega Maria Letícia da Silva.

O advogado geral da União substituto, José Weber Holanda, também será exonerado da função de número 2 do organismo putrefato.

Agora sim, Dilma Vana está pondo em prática a tática de conquistar popularidade usada com enorme sucesso pelo seu antecessor: um escândalo atrás do outro, até que venha por aí mais uma eleição.

Não é que mais esse ninho de falcatruas esteja borrando as paredes do gabinete de Dilma Vana; esse cartel de corrupção bate à porta do padrinho da máfia que se infiltrou nas veias da República Federativa do Brasil.

É incrível, fantástica, extraordinária a capacidade do Capeta de tutti capi manter-se imune e ainda venerado e protegido justamente por aqueles a quem sempre abandona nos momentos mais difíceis e comprometedores.

Se isto ocorresse com um chefão do crime organizado pé de chinelo, ele já teria sido atingido por um taco de beisebol, por deixar seus companheiros se queimarem usando a lei da Camorra, o código do silêncio, em proveito próprio.

Sorte do Capeta que tudo isso acontece no seio do crime organizado de gravata vermelha e colarinho branco que tomou conta do Brasil da Silva.
PASSAPORTE
Todo mundo quer saber  agora quando é que vão cassar o passaporte de Odair Cunha, o coveiro da CPI do Cachoeira.

LOGO AGORA
Do jeito que saíram Mano Menezes da seleção ele vai ficar dizendo por aí que foi injustiçado. Levou o chute no traseiro logo agora que o grupo estava aprendendo a comemorar até diante de derrotas como esta última diante da Argh!entina.

FEDIDO
Da forma como o goleiro Bruno foi representado no tribunal de Contagem, bem que ele poderia ter escalado o Márcio Thomaz Bastos para a sua defesa. Fedido, fedido e meio.

TÁ FEIA A COISA
Adianta pouco ou quase nada a saída de Mano Menezes da seleção que nunca chegou a ser do Brasil. É que ficam a CBF, Marin e Andres Sanchez. A pandilha permanece. O futebol brasileiro perde. Em todo caso, deixa como tá que a gente sabe como é que fica. Se houvesse uma intervenção, de nada adiantaria também. Algum mensaleiro assumiria. A coisa tá feia.

O maria-vai-com-as-outras


Não se espante, o coveiro Odair Cunha, relator mais indeciso da história desse país na hora de apresentar um relatório, quer agora fazer de Roberto Gurgel e Policarpo Júnior sua moeda de troca na CPI do Cachoeira que ele mesmo matou.

Autor do maior fiasco parlamentar dos últimos anos, Cunha é escrachado até pelos seus próprios companheiros de facção político-partidária. Como já existe um relatório paralelo que será encaminhado ao Ministério Público, o relator de araque - colocado a serviço dos luláticos de sempre - está riscando e rabiscando tudo para enviar seu resumão também ao Ministério Público.

Ao retirar de seu documento capenga e zarolho os nomes do procurador-geral da República e do jornalista Policarpo, da revista Veja, Odair Cunha quer comprar seu conceito com aliados e opositores com estas duas moedas. Vai ser pior que perder aposta no cara ou coroa. Vai malhar em ferro frio. Agora é tarde, Inês é morta. E o Brasil inteiro já sabe com quem está falando. É um Maria-vai-com-as-outras.

Mensalão, o mais pobre esquema de corrupção

Há muitos outros mensalões entre o céu e a terra que a nossa vã filosofia já consegue vislumbrar. O Mensalão, mister é saber, trata-se apenas de um primeiro submarino que veio à tona nesse mar de lama que assola e atola a máquina pública.

Não é sequer o maior; é certamente o mais barato esquema de propina dessa malha tecida pelo cartel da corrupção instalado no Brasil da Silva pela famigerada "estratégia de coalizão pela governabilidade" que começou a corroer os organismos da República em 2002, quando um plano de poder entrou no lugar de um programa de governo.

Há pelo menos 7 ministros de 7 ministérios que, depois de serem varridos pela faxineira contrariada Dilma Vana, foram deixados para trás e andam por aí esquecidos, livres, leves e soltos como se nada tivesse desaparecido dos cofres de suas pastas; há uma ministra que ganhou de mão beijada um ministério só para gastar sola de sapato na campanha de um poste lançado por Lula para ser prefeito de São Paulo; há uma CPI enterrada para não parir um monstrengo que começou com Carlinhos Cachoeira fazendo jogo de bicho para ficar milionário sozinho, ganhando licitações dele mesmo, como se não tivesses parceiros, companheiros e sócios

Há mais corruptos terceirizados pelos cartéis infiltrados nos apodrecidos organismos estatais  do que celulares nas mãos de presidiários do crime organizado pé de chinelo, bem menos agressivo e perigoso - quem diria?! - que o crime organizado de gravata vermelha e colarinho branco.

Há agora a Operação Porto Seguro deflagrada pela Polícia Federal, cumprindo mandados de busca e apreensão e prendendo diretores das agências reguladoras Ana e Anac.

E a cabeça de mais esse cartel de propinas, subornos, corrupção-gilete a que corta dos dois lados, é uma afilhada de Lula que, uma vez mais não ouviu nada, não viu nada, não sabe nada.

A operação prendeu seis e indiciou 18, enquanto realizava a tarefa de busca e apreensão no escritório paulista da Presidência da República. A investigação levou a Rosemary Novoa de Noronha, chefe de gabinete da Presidência em SP, que sempre foi o braço-direito de Lula em São Paulo e teria sido responsável por nomeações na Agência Nacional de Aviação Civil e na Agência Nacional de Águas.

Isso quer dizer que algo muito mais podre que o mensalão de Dirceu está batendo à porta da Presidência da República dos Calamares. A herança bendita de Lula está caindo no baú de Dilma Vana, daí sua cara amarrada no dia da posse de Joaquim Barbosa no Supremo Tribunal Federal.

A primeira-mulher-presidenta não tinha motivo nenhum para sorrir e nem sequer mostrar os dentes. Logo seu guru pode ser réu e, sabe-se lá quanto de moeda de troca não anda caindo em malas pretas de uso frequente por uns que outros que a cercam intramuros palacianos. Dilma Vana sim, é cega, surda e muda nesse emaranhado de malfeitores que herdou do seu antecessor.

O Brasil da Silva é um poço sem fundo de ineptos e salafrários - não necessariamente nessa ordem -que se apropriaram da coisa pública e da nação. E o Capeta de tutti capi ainda circula livremente por aí. Dá o tapa e esconde a mão. Legitmo patada de gato. O pior é que isso já virou jeito simiesco de comprar e vender o Brasil.
Mano Menezes merecia mesmo perder o empregão que usou para colocar o Brasil na 13ª colocação no ranking da Fifa. A mediocridade ultrapassou os limites do despudor nessa partida por rapadura e pelo troféu Subclássico da América. Pela primeira vez na história do futebol o Brasil comemorou uma derrota para a Argh!entina. Perdeu por 2 a 1 e foi festejar uma taça que só teve um resultado prático: atrapalhar uma vez mais o Brasileirão. Mano Menezes não conseguiu sequer montar uma equipe base, não implantou nenhum esquema de jogo e deixou de herança o desencanto do torcedor pela seleção do seu País. Há nisso tudo duas notícias. Uma boa e outra ruim. A boa é que cortaram as pernas de Mano; a ruim é que ainda não sabem para quem vender os seus sapatos.

23 de nov de 2012

Aleluia! Mano Menezes caiu!
O novo treinador será definido só no início do ano que vem. Quer dizer, depois da epopéia do Corinthians em Tóquio. Se o Timão ganhar, pode ficar sem treinador no dia seguinte. Felipão, hoje, é o mais cotado para o lugar de Mano que não deixa saudade, não deixa um esquema de jogo e nem sequer um time pronto e definido. Mano deixa a seleção brasileira num humilhante e inédito 13° lugar no ranking da Fifa.


Se vivo fosse, Abraham Lincoln seria o técnico ideal para a CBF; ele sabia tudo de futebol: "Pode-se enganar alguns por algum tempo, a muitos por muito tempo, mas não se engana a todos o tempo todo".
VAIVEM, OU IR E VIR...
A Justiça autorizou viagens de Carlinhos Cachoeira para Anápolis e Brasília. O empresário da jogatina deve visitar o túmulo da mãe e conversar com seus advogados; a  autorização é válida até sábado. E nesse meio tempo, a Justiça mandou recolher o passaporte do único malfeitor que conseguiu enriquecer sozinho no Brasil, sem cúmplices, sem parceiros, sem sócios, sem corruptos giletes, aqueles que cortam dos dois lados, o ativo e o passivo. De qualquer maneira, a notícia foi tida como alviçareira no seio do cartel que cerca Zé Dirceu e seus terceirizados. Quando chegar a sua vez de viajar, Dirceu poderá ir até Passa Quatro num fim de semana lá que outro e voltar na madrugada de domingo para segunda-feira... Se já estiver em regime semiaberto, é claro.

WEBJET JÁ ERA
A GOL anunciou o fim de Webjet e só por isso demitiu mais de 850 funcionários. Isso quer dizer apenas que brasileiro gosta mais de comer do que de viajar. A WebJet inovou o serviço de bordo, acabou com as barrinhas de cereal e passou a cobrar até o refrigerante. Esse tipo de desaforo o passgeiro não leva pra casa. A Webjet ficou de asas quebradas. Mais uma empresa aérea que fica a ver navios.

Pare a festa! Arregacem-se as togas!

Então tá, já deu pra bolinha a festa da democracia que celebra a posse de Joaquim Barbosa na presidência do Supremo Tribunal Federal. Agora é só arregaçar as togas e trabalhar. Há muito que fazer além do julgamento dos mensaleiros. O que há de malfeitor da máquina pública solto por aí, não tá no Gibi. Só de ministério carcomido pelo câncer dos cartéis da propina há pelo menos aquela meia dúzia de sete ou oito e até mais que perderam seus ministros pelo caminho, varridos na marra pela antiga faxineira Dilma Vana.

Se você não tá lembrado, dá licença de contar: era uma coisa véia, uns palacetes assombradados... Cadê os caras, cadê? Os seus cartéis continuam onde sempre estiveram, metendo a mão na massa e balançando a pança. Vamos a alguns deles, só pra relembrar:

Antônio Palloci
Primeiro a levar uma vassourada no governo da Dilma. Ganhou experiência no governo Lula. Foi varrido porque o seu patrimônio aumentou 20 vezes entre 2006 e 2010. Tá que tá.
Alfredo Nascimento
Varrido porque não conseguiu esconder o esquema de propina envolvendo o DNIT e Valec. Alfredo Nascimento, da mesma forma que Palloci, se formou no governo Lula.
Nelson Jobim
Jobim das Selvas saiu-se depois de declarações que pareceram preconceituosas e menos gentís com relação às meninas Ideli Salvatti e Gleisi Hoffmann. Ele chegou ao ponto de dizer que votou em Serra nas eleições de 2010. Nelson Jobim, por acaso, também foi ministro no governo Lula.
Wagner Rossi
Corrupção desbragada na CONAB, dentre as quais o pagamento de propina por contratos e favorecimento de empresas em troca de financiamento de campanha, e uma cachoeira de negócios agropeculiares, determinaram o afastamento do ministro, afilhado de Michel Temer do PMDB "um partido que não precisa ser investigado", segundo o próprio vice-presidente da República da Silva.
Pedro Novais
O garanhão de alcova Pedro Novais tem no seu prontuário o caso em que pediu ressarcimento à Câmara no valor de R$2. 156,00, por despesas com motel. E teve também a denúncia do jornal Folha de São Paulo de que o então ministro usara verba da Câmara para pagar a governanta de seu apartamento.
Orlando Silva
Este fez do Ministério do Esporte o Parque de Orlando. Envolveu-se em várias irregularidades no Ministério. Foi também, por incrível coincidência, indicação de Lula. As denúncias de corrupção foram em cima dos contratos com ONGS e o programa Segundo Tempo. Até candidato a fereador, Orlando Silva foi. Levou uma traulitada que está doendo até agora.
Carlos Lupi
Esse Lupi, cheio de banca, não queria sair nem a pau do governo Dilma Vana. Ele foi uma das tantas heranças malditas que Dilma Vana recebeu do governo Lula. Seu pedido de demissão foi entregue na marra, depois de dizer que só sairia do ministério abatido a bala. Levou um tiro no pé. Preside o PDT.

E tem mais muito mais. Isso aí é só o que veio à tona. O crime organizado que se infiltrou na máquina pública continua mergulhado nas águas da calmaria de sempre. Continua agindo com a naturalidade de quem tem as costas largas e o perfume da impunidade com ares de imunidade.

22 de nov de 2012

Um par de ímpares no Supremo


Um par de ímpares assumiu a mais alta corte de Justiça do Brasil. Com Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski não há qualquer risco de dar bizuca.
Dilma Vana foi até lá. Não sorriu, mas também não ameaçou abrir a caixa preta do Judiciário, como se exibiu seu antecessor quando foi ao Supremo Tribunal Federal como ilustre visitante.

Dilma Vana cumpriu assim a liturgia da relação entre os três Poderes da República, mesmo contra o desejo oculto de Lula e do PT lulático.

A primeira-presidenta não queimou o filme e abriu os dois postigos da janela do Palácio do Planalto que agora mostram o horizonte por inteiro para Dilma Vana vislumbrar a reeleição em 2014. Lula está ficando cada vez mais pra lá de 2018.

As fontes dos baldrocas

A pandilha de sevandijas que transforma em notícia tudo que o PT lulático quer que seja notícia, está furiosa com a reação da mídia diante da tragicomédia em que se transformou o relatório da CPI do Coveiro. Faz das tripas coração para transformar o jornalista Policarpo Júnior da revista Veja em cúmplice de Carlinhos Cachoeira porque o tinha como fonte de informação.

É fastidioso dissertar sobre o assunto que trata da relação de um repórter com as suas fontes que por serem fidedignas, nem sempre são tão dignas assim. Então, basta dizer que para o PT lulático e seus comunicólogos terceirizados, fonte de notícia para um esquema tipo assim Mensalão têm que ser, única e exclusivamente, Lula, Zé Dirceu, Zé Genoíno,  Silvinho, Marcos Valério e coringas do mesmo naipe.

Aí sim, o Brasil da Silva vai gostar. E vai ficar sabendo de tudo quanto o cartel da propina jura que nunca fez nesses últimos dez anos em matéria de trampolinagem, propina, achaque, corrupção-gilete, a que corta dos dois lados - o ativo e o passivo, intrujice, baldrocagem e assalto aos cofres e à coisa pública nesse País.

E assim então o Brasil deles se dará por satisfeito e feliz da vida com a informação que jorra da fonte chapa-branca, pura e sem mácula que formará e informará os amados ouvintes, nobres leitores, ilustres televisivos e sagazes internautas sobre qualquer coisa que seja preciso para que eles considerem como notícia.

E aí sim, chegará o dia em que esses baldrocas, intrujões e malfeitores não mais terão azia ao ler jornais, ver TV, escutar rádio e navegar nas ondas da webmedia.

RODAPÉ - Você acha que um repórter de gaveta é mais honesto, moral e ético do que um repórter inxerido que tenha Carlinhos Cachoeira ou Fernandinho Beira-Mar como fontes "confiáveis", só porque a fonte do gaveteiro se chama Lula, ou Zé Dirceu?!
A SELEÇÃO É  CACHOEIRA
Cachoeira foi condenado a cinco anos de cadeia, mas foi solto pela Justiça. A seleção da CBF perdeu ontem para a Argh!entina, mas ganhou o troféu do Sublássico das Américas. A seleção de Mano Menezes é o Carlinhos Cachoeira do futebol brasileiro.

REFORMA MEIABOCA
Quem esperava reforma ministerial para já, pode ir tirando o cavalinho da chuva. Dilma Vana está pra lá de contente com os ministros que tem. Vai trocar um que outro, como é o caso de Gleisi Hoffmann que deve deixar a Casa Civil para Mercadante que pode ser substituído por Chalita que avha pouco para ele o Ministério da Ciência e Tecnologia. Gleisi, a que desenfurnou,  quer ser governadora do Paraná.

E OS FEITOS?
Ser ministro no governo Dilma Vana é uma barbada. Nenhum deles até hoje apresentou o relatório de atividades. Os que assumiram em janeiro de 2011 é como se tivessem chegado ontem à Esplanada. São tantas as realizações que eles não teriam tempo para prestar conta à nação. Vai ver que são obras e feitos não contabilizados.
CPI do Coveiro

Nunca antes na história desse país se viu um relator de CPI tão sem medo e sem vergonha de ser feliz quanto o obediente coveiro Odair Cunha, fiel seguidor da cartilha lulática que enterrou a CPI do Cachoeira - um escândalo de proporções muito maiores do que o Mensalão.

Foi tão grande o empenho do nanico Odair Cunha na missão de livrar a cara dos companheiros que se apropriaram da coisa pública que ele sepultou inclusive o presidente da comissão, Vital do Rego que virou mero coadjuvante nessa ópera bufa e caolha, montada para ofuscar o processo dos mensaleiros.

Seu relatório deve ser derrubado. A oposição e grande parte da própria base aliada não admitem a omissão e o servilismo com que a comissão foi conduzida. Se o documento tem mesmo cerca de 10 mil páginas, são as 10 mil páginas mais tristes e tendenciosas do Parlamento brasileiro.

Como a CPI não desviou a atenção de ninguém do julgamento do Mensalão, ela foi transformada por seu relator em cumprimento às ordens emanadas do dono da sua facção partidária; tronou-se um instrumento de vingança e perseguição a um lado só da corrupção que assola a máquina pública.

Se, de fato, um relatório paralelo for entregue ao Ministério Público para investigação de todos os envolvidos no esquema de Carlinhos Cachoeira que, para chegar à coleção de bens que alcançam mais de 170 milhões de reais não roubou sozinho de si mesmo, a coisa vai ficar muito mais mal parada para os lados do governo que Dilma Vana ganhou de herança do seu antecessor. Se gritar pega ladrão!... Não sobra um, meu irmão.
Fred, o Khadafi do Flu.
 
 
 
Fred, o matador tricolor do Brasileirão.

 
Khadaf, o matador da Líbia. Se o Flu for jogar na Líbia, favor ir desfalcado de atacante.

21 de nov de 2012

O Come Quieto

Com 10 anos e caqueradas de cadeia nas costas, Zé Dirceu não perde a pose. Agora distribuiu releases dizendo que põe em dúvida a "renovação" anunciada pelo PSDB.
 
Reprodução/AE
Grande coisa. Qualquer um no Brasil, conhecendo os tucanos que conhece, põe em dúvida essa tal renovação. Não precisa do palpite de nenhum presidiário. Tanto não precisa que ninguém lhe pediu para falar nada sobre coisa alguma.

Isto posto, diga-se a bem da consciência geral que essa opinião poderia soar como desfaçatez de um político em trajes de banho, com um pé na porta da cela... Mas saída assim da boca de Dirceu não causa nenhuma surpresa.

Não fosse quem é, ele já teria largado a chave do portão dos fundos do presídio do Tremembé e seguido o conselho do ministro da Justiça, Zé Eduardo Cardozo que, inconformado da vida com o sistema carcerário brasileiro, não cumpriria pena de cadeia nem morto, companheiro.

Sem essa disposição toda para enfrentar a grande aventura, as doces venturas e as amargas desventuras de um porvir em um presídio de segurança máxima brasileiro; sem a vocação de um herói da Eutanásia demonstrada por seu correligionário hoje à testa da Justiça de Dilma Vana, Zé Dirceu bem que poderia orientar-se melhor com relação ao guarda-roupa que vai levar para a temporada de reclusão.

Para não passar pelo pior - que o PCC e o CV estão de olho na rica e poderosa carne fresca que pode querer assumir o comando que hoje lhes pertence - Dirceu deveria comer em tranca. É a melhor estratégia de coalizão com os novos colegas para não correr o risco de passar de corrupto ativo a passivo. Pelo menos seria um interno com fama de Come Quieto.

RODAPÉ - Só mesmo no Brasil da Silva alguém é condenado pela mais alta corte de Justiça do País por corrupção ativa, formação de quadrilha e co-piloto de um deslavado esquema de propina, e ainda assim continua dando pitacos, comandando a massa e balançando a pança. Não há país no mundo que se ajoelhe diante de uma humilhação desse tamanho e feitio.
CACHOEIRA EM CASA
Carlinhos Cachoeira condenado por outras coisas a cinco anos de cadeia saiu esta madrugada da Papuda e está, desde as 11 e meia da noite de ontem em casa, ao lado de sua Andressa. Ele ficou preso  menos 100 dias do que um ano. Cachoeira foi agora condenado pela 5ª Vara Criminal do DF a uma pena de 5 anos de prisão por tráfico de influência e formação de quadrilha. Nada que Zé Dirceu e seus mensaleiros não tenham feito. Como a sua sentença é inferior a 8 anos, a juíza Ana Claudia Barreto decidiu soltar Cachoeira, para cumpri-la em regime semiaberto. O advogado dele - que não é mais Thomaz Bastos - resmunga que ele tem direito a regime aberto.

ELE VOLTOU
Carlinhos Cachoeira ainda aguarda condenações que devem lhe render perto de 80 anos de prisão. Nesse meio tempo, sem dar um pio - que malandro não chia - vai reordenando seus negócios e, na moita, fazendo coalizões com as melhores empreiteiras do ramo das licitações com organismos públicos. O jogo de bicho, bingos, e carteios vários continuarão sendo apenas laranjas no pomar de grandes negócios com o cartel lulático que se entranhou pelos organismos oficiais contaminando de forma metastática o tecido estatal.

MARCA O MARCO
Você aí velhinho do Rio Grande do Sul, tome nota: Marco Maia, metalúrgico gaúcho guindado à condição de deputado federal, louco de medo de Dilma Vana, se recusou nesta terça-feira a apoiar o pedido dos sindicatos para votar o fim do fator previdenciário. O desrespeitoso e malévolo achaque aos aposentados foi invenção de FHC que Lula reforçou e Dilma Vana consagra. É pra isso que essa gente serve. Marca o Marco na paleta. Os outros você já conhece.

OBSTRUÇÃO PELOS APOSENTADOS
Enquanto isso, PDT, PTB, PR, PSC e PSD já avisaram que vão obstruir as votações até que seja colocado em pauta o projeto que extingue o fator previdenciário. O líder do governo, Arlindo - O Chinaglia, quer mais duas semanas para negociar. Decerto, ele ainda não teve tempo para pensar nessas besteirinhas sociais.

RELATÓRIO DO COVEIRO
Pelo relatório da CPI do Coveiro, o governador goiano Marconi Perillo e a revista Veja estão convocados a depor. O documento pede também que Roberto Gurgel seja investigado. O dono da Delta, Fernandinho Cavendish, o Rei dos Guardanapos, Sérgio Cabral e Agnelo Queiroz foram poupados. É o jeito parlamentar que o petista Odair Cunha encontrou de vingar os malfeitores do Mensalão. Enterrou a credibilidade da Câmara uma vez mais, ao não querer investigar aqueles que têm mais pegadas e impressões digitais na carreira de Carlinhos Cachoeira. Está saindo hoje mesmo o relatório paralelo que vai ser entregue ao Ministério Público, pedindo investigação de todos os malfeitores de malfeitos na máquina pública que foram poupados por Odacir Cunha que, só por isso, não voltará de imediato às naves do baixo clero.

ASSIM SERÁ
Dilma Vana já escolheu e assim será. Renan Calheiros voltará a dignificar o Senado ocupando o lugar de Zé Sarney, mais eterno do que imortal; Henrique Alves, porque é igual a Edison Lobão, imbatível em matéria de apagões desde que está nas Minas e Energia, assumirá a presidência da Câmara. Então, preste atenção nesses dois velhos novos "negociadores" do Parlamento. Todo arremedo requintado de Mensalão, seja qual for a moeda de troca, passará por seus gabinetes.

LEGAL
A empresa MCLG Empreendimentos e Participações, que pagou R$ 4,9 milhões à defesa(?) que Márcio Thomaz Bastos ficou devendo a Carlinhos Cahoeira, é suspeita de participação no esquema ilegal do constituínte abandonado pelo ilustre causídico, metido a guru e defensor-mor dos ricos e bem validos da República. É legal um advogado receber dinheiro sujo lavado por laranjas? Até pode ser, mas legitimo não é.

PROCURADORA RECORRE
Lula e Lando ainda não se livraram definitivamente da acusação de estarem enrolados com o BMG naquela armação dos empréstimos consignados para os aposentados. A procuradora Luciana Loureiro vai recorrer da decisão que livra Lula e o seu ex-ministro da Previdência Amir Lando de devolver R$ 9,5 milhões aos cofres públicos. A ação de improbidade administrativa acusa Lula de promoção pessoal. Luciana que se cuide, mais que promoção pessoal, uma vez provada, a maracutaia pode revelar bons índices de comissão por fora. Coisa tipo assim como de hábito acontece no Brasil com síndicos desossados de edifícios e condomínios. Eles nem precisam andar armados, basta intermediar as compras para nadarem em dinheiro. A pandilha é da pesada.