O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de nov de 2011

Jeito de Falar

Oncologista Paulo Hoff: "Prognóstico para câncer de Lula é bom". Tudo bem. Mas e qual é o prognóstico para o Lula?!?

Lupi já vai

Pronto, Lupi vai primeiro que Mário Negromonte. A Comissão de Ética Pública da Presidência recomendou que Dilma demita Lupi. O pedido foi feito porque as  explicações dadas pelo ministro não foram satisfatórias

Lupi se deu mal na comissão. Sua exoneração foi recomendada por unanimidade. O presidente da Comissão, Sepúlveda Pertence, disse que a recomendação se deu por "explicações não satisfatórias" de Lupi. Sepúlveda também disse que Lupi deu respostas "inconvenientes" à própria Comissão, ao Congresso e à imprensa.

Bomba! Metalúrgico cai pela segunda vez no Palácio!

Reprodução
O petista Marco Maia, metalúrgico gaúcho, assume a Presidência do Brasil. Quem tem inimigo na trincheira nuncamaisnessepaís pode dizer que uma granada não cai duas vezes no mesmo lugar.


Dilma na Venezuela

Dia 11 a primeira-mulher-presidenta não vai estar em Brasília para participar da Corrida e Caminhada Anticorrupção. Vai a Venezuela visitar Hugo Chávez. Uma visitinha de médico. Daquelas tipo bate-volta; vapt-vupt, toma-lá-dá-cá. Como já demonstrou interesse pela laringe de Lula, decerto vai querer olhar de perto a próstata de Chávez. Quer dizer, olhar de perto no bom sentido. Nada disso que a oposição pode estar elucubrando. Governantes, nesses casos, são solidários.
LACAIO
Essa pandilha à solta pelo Congresso Nacional anda mesmo impossível. Cândido Vacccarezza, líder petista na Câmara, não passa um dia sem defender um autor de malfeitos. "Por que Lupi é Fantasma? Por que existe uma campanha contra ele!" - disse o defensor dos fracos e oprimidos dessa governança de Dilma no terceiro mandato Lula. Já está na hora dos setoristas daquela imensa casa de tolerância não ouvirem mais os rufiões da política que pululam por lá.

BURGUESIA
Mesmo contra a vontade da equipe médica do SUS que atende Lula no hospital Sírio-Libanês, o ex-presidente de direito e encarnado de fato no governo brasileiro, falou à revista norte-americana The New Yorker, espécide de Playboy política de lá. Disse, entre outras bobageiras que "não se fica fora da política pra sempre". Esqueceu de dizer que  não fez outra coisa na vida até hoje. E que foi assim que ficou podre-de-rico. De tal forma que pode tratar seus males físicos com o requinte que só a elite, só a burguesia pode tratar.

ENTREMENTES...
Ana dos Santos Silva, 72 anos, prima de Lula da Silva, recebeu diagnóstico de câncer na língua e na garganta há coisa de um mês. A cirurgia de remoção do tumor agendada para 23 de novembro no Centro Hospitalar Municipal de Santo André, foi cancelada horas antes de o procedimento começar. Ana alegava dores e já estava internada em jejum, recebeu alta hospitalar e teve de voltar para casa, na Estrada do Cata Preta, no Parque João Ramalho. O médico responsável pela cirurgia informou que o adiamento foi causado pela falta de materiais cirúrgicos. A Prefeitura desmentiu e disse que a cirurgia foi transferida por causa da chegada de outros dois casos urgentes no hospital - não especificados pela administração -, que ocuparam os dois leitos na Unidade de Terapia Intensiva disponíveis no dia. Nuncanessepaís uma cirurgia de câncer na garganta foi tão eletiva. Pequeno detalhe: ninguém se deu conta de que o Silva de Ana tinha tudo a ver com o ilustre Silva de Lula, o que não desencarna.

CARTOLAGEM CRUZEIRISTA
Os dirigentes do Cruzeiro, com a corda no pescoço, ´tentam engambelar uma vez mais sua torcida e garantem que estão querendo ir mesmo para a Segundona no ano que vem. E justificam: a Portuguesa, campeã da Série B, teve mais jogos exibidos na TV do que vários clubes da primeira divisão. A Lusa teve 71 partidas transmitidas no Brasileirão – contando exibições ao vivo e videoteipes na Globo, Band, Sportv e PFC. Deu de goleada em metade da série A: América Mineiro, Atlético-GO, Atlético Mineiro, Atlético PR, Avaí, Bahia, Botafogo, Ceará, Coritiba e Figueirense. Se o Cruzeiro cair será apenas em razão de uma perspicaz estratégia dos cartolas cruzeirista.

29 de nov de 2011

Bündchen fora; Dilma dentro

Engraçada essa turma de ministros da governanta Dilma do terceiro mandato Lula. A Iriny Lopes, da Secretaria de Política para as Mulheres meteu bronca para tirar a Gisele Bündchen da TV, mas agora finge que não viu a Dilma sair de corpo inteiro na The New Yorker, uma espécie de edição política da revista Playboy. Qual a diferença entre uma de calcinha e outra de saia justa?!? Essa gente que gosta de mandar na gente só vê o que bem entende. Gracinhas.

Dilma tiririca com Dirceu

Dilma está tiririca com Dirceu, o Zé, rico e milionário. Em sua busca por holofotes, ele disse ao jornal El País, da Espanha, que "Dilma é presidenta, mas Lula é o nosso líder".

Nuncanessepaís uma primeira-mulher foi tão faxineira na vida. Mas, olhando com bons olhos para o outro lado da questão, isso é um típico caso de tráfico de influência.

Com a palavra, ninguém mais nem menos do que o próprio Lula da Silva. Como ele não pode falar, fica tudo por isso mesmo.

Modéstia

Lula para a revista The New Yorker, a mesma que, por acaso circula nesta semana com um monte de páginas traçando o perfil de Dilma Rousseff: "Eu já cumpri meu papel no Brasil". Modéstia. O que Lula fez, na verdade, foi um papelão.

Quem tem, tem medo de nada

O ex-secretário de Políticas Públicas de Emprego do Ministério do Trabalho, Ezequiel Nascimento abortou sua audiência na Comissão de Fiscalização Financeira  e Controle da Câmara. Tinha compromissos inadiáveis. Deveria estar na hora do parto. Observadores acham que a bolsa deve ter estourado.

Ele deveria prestar esclarecimentos sobre uma viagem de Carlos Lupi, ministro de Lula na governança de Dilma em avião particular, mas informou à comissão que não poderia ir. É impressionante como uma comissão que não leva a lugar nenhum pode provocar crises intestinas numa pasta que, de repente, dá diarréia mental em todo mundo.

Surpreeesa!

Pois não é que o Ministério do Trabalho acaba de negar o visto de trabalho pedido por Nuno Vasconcellos, controlador do grupo português Ongoing?!?

O Ongoing é dono da Ejesa, editora velha de guerra de muitos jornais, como O Dia, o Brasil Econômico e o Marca.BR - arevido folhetim esportivo.

O zeloso  veto do Ministério do Trabalho não deixa de ser uma surpresa para Dirceu, o Zé, rico e milionário: as coisas & loisas entre a banda lusitana e o governo brasileiro sempre foram ótimas, desde o tempo em que Zé habiatava a Casa Civil.

Tempo para voltar

Quem comete malfeitos é malfeitor. Carlos Lupi e Mário Negromonte, acusados de malfeitos, recebem sobrevida de sua mentora Dilma. É o tempo que eles têm para esconder as malfeitorias até que voltem as suas origens. Negromonte volta como rico empresário da construção civil na Bahia e Lupi retorna à sua afortunada banca de revistas no Rio de Janeiro.

Falem mal, mas falem de mim

Revista The New Yorker

A Ungida

“The New Yorker” traça perfil da primeira-presidenta como “ex-radical governando um país que vive boom econômico"

Fonte: site da revista The New Yorker
A revista norte-americana The New Yorker  se dedica esta semana à primeira-mulher-presidenta do Brasil, Dilma Rousseff. A publicação trata a nossa diligenta chefa como uma "ex-radical que conduz o país em um boom econômico".

"A Ungida", artigo do jornalista e escritor Nicholas Lemann, trata do passado de Dilma, desde que era estudante nos anos 60, durante a ditadura, até sua prisão na década seguinte, quando foi torturada. O texto diz que ela e outros militantes de esquerda “viviam escondidos planejando ações, estocando e transportando armas e bombas”.

A reportagem fala sobre a situação econômica e social do Brasil comparando-a com os Estados Unidos: “o país, até pouco tempo tido como um dos menos educados e um dos mais desequilibrados economicamente, agora, cresce muito mais rápido do que os EUA".

Se alguém está festejando a publicação, saiba que a coisa vai mais além dos eduros elogios: O Brasil é pintado como "uma democracia caótica, com imprensa livre, liberdade política e um governo central mais poderoso e intrusivo que o norte-americano”. E a coisa continua: “a taxa de criminalidade é alta, as escolas são fracas, as estradas são ruins e os portos mal funcionam”. Mais que isso o parágrafo destaca o alto crescimento econômico em contradição com a desigualdade social.

Para ficar só por aí, a revista ainda entra no que chama de avalanche de demissões na gestão Dilma e emenda rápido e rasteiro: “ninguém acredita que Dilma Rousseff seja corrupta, mas ela trabalhou por anos com algumas dessas pessoas que deixaram o governo".

RODAPÉ - Pois é. Falem mal, mas falem de mim. Mas não é só isso. O jornalista Nicholas Lemann diz coisas com a exatidão, clareza e concisão que a nossa liberdade de expressão tem suprimido dos jornalões, só para não causar azia no governo, nosso maior patrocinador.
VASCO FRUSTRA PALMEIRAS
Dinheiro posto fora o Palmeiras pagar bixo de R$ 20 mil para seus jogadores vencerem o Corinthians no domingo. O Vasco vai frustrar o sonho palmeirense. Os dirigentes vascaínos já tomaram todas as providências para humilhar o Flamengo, obrigando-o a ganhar o jogo que dará ao Vasco o título de vice, ideia fixa e maior tradição do clube de São Januário.

ROTO FALOU DO ESFARRAPADO
Para Dirceu - o Zé, rico e milionário, antes de Lula não havia Polícia Federal no Brasil. Foi Lula quem inventou o organismo. Pelo menos foi o que ele disse a um repórter do jornal El País, da Espanha: “Antes de Lula a Polícia Federal jamais combateu a corrupção. E agora a oposição vem dizer que Lula montou um sistema de corrupção”. Zé Rico esqueceu de dizer que foi a Polícia de Lula que o despejou da Casa Civil e o varreu da Câmara de Deputados. E justamente sob acusação de "corrupção e formação de quadrilha".

AINDA BEM
Marco Maia: "A Câmara não é delegacia de polícia". Ainda bem, pois do contrário estava todo mundo preso.

A PROVA
Senador tucano Alvaro Dias, mostrou nesta segunda-feira documentos que apontam suposto esquema de extorsão de sindicatos montado dentro do Ministério do Trabalho. São três termos de “compromisso de doação”, assinados pelo sindicalista João Carlos Cortez em troca da regularização do Sindicato de Trabalhadores em Bares e Restaurantes da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira. Pela documentação Cortez se compromete a doar à Força Sindical, unha e carne com o PDT, 60% do imposto sindical pela oficialização do "negócio". É por isso que o deputado Paulinho da Força queria saber indignado se "a imprensa agora quer derrubar um ministro por dia?!?"... É que, com isso, além de Lupi estão sendo desmascarados também os pelegos.

ABANDONO
Fernando Haddad travestido de candidato a prefeito paulistano prometeu que não vai abandonar São Paulo. Nem precisa, basta continuar na Prefeitura fazendo o que fez até agora no MEC.

ZONA TOTAL
Há milhares de sindicatos criados e em gestação pelo Brasil da Silva afora. basta molhar a mão da banda larga do Ministério para abrir as portas de uma bodega dessas. Abrir um sindicato é tão fácil quanto criar uma igreja no Brasil. Paga, não bufa e pronto! Se você quiser, hoje mesmo pode inventar o seu. Um careca pode inventar o Sindicato Nacional dos Carecas ; um vagabundo pode criar a Central Sindical dos Vagabundos e Malandros da República e assim por diante. Esse aí de cima é impagável:
Sindicato de Trabalhadores em Bares e Restaurantes da Baixada Santista, Litoral Sul e Vale do Ribeira... Amanhã você pode criar o Sindicatode Trabalhadores em Bares e Restaurantes da Esquina lá de Casa. O Brasil da Silva é uma zona.

DEVOLUÇÕES
Carlos Lupi devolveu correndo R$ 1.700 de diárias mal-havidas. Foi fácil. Agora vai ter que devolver mais de R$ 1 milhão dos salários que recebeu durante seis anos como funcionário-fantasma da Câmara dos Deputados. Na bolsa de apostas da varredura de ministros, especialista em lixo grosso garantem que ele, um dia desses eles deixa o Ministério pela porta dos fundos, mas não mete a mão no bolso.

O TRABALHADOR
Enquanto isso, o dono do Ministério das Cidades, Mário Negromonte - aquele que te pega atrás do armário antes que desmonte - adiou sua ida ao Senado. Alegou compromissos inadiáveis. Como anda ocupado esse ministro da Dilma!

SEM MÁSCARA
Motoboys deverão ter moto branca e usar colete próprio em São Paulo. Outra norma é não ter antecedente criminal; Prefeitura vai criar estacionamentos em pontos estratégicos. O mais fácil de tudo seria proibir o uso de capacete. Sem máscara, os motoboys seriam facilmente reconhecidos, andariam mais devagar e seriam mais precavidos.

28 de nov de 2011

Isonomia, já!

É impressionante a eficiência da polícia nos confrontos com os camelôs. Não parecem nem de longe com aqueles cordiais guarda-costas que acobertam deputados e senadores no Congresso Nacional. Lá na grande casa de tolerância do Brasil eles não usam balas de borracha, spray de pimenta, não chutam, nem dão por paus nem por pedras. Isonomia, já!

Pobre Animal Social

E então, Lula descarta o malandro metalúrgico que o habitava, para tratar de um tumor na garganta no hospital Sírio-Libanês que não tem culpa nenhuma.

Dirceu, o Zé rico e milionário, deita falação contra as elites oposicionistas tão imaginárias quanto a sua audaz carreira de guerrilheiro de balas perdidas.

O marqueteiro Duda Mendonça, troca as rinhas de galo por rodeios de vaquilhonas no Pará, estado da Federação por onde Lulinha, filho bom e batuta toca gado na estrada.

O Delúvio Soares, ri a mais não poder dos realities shows protagonizados pelos supremos julgadores na TV Justiça, como se fossem a maior piada de salão.

Zé Genoíno, o boquirroto do Araguaia, fazendo papagaiadas no Ministério da Defesa da República do Brasil da Silva.

Antonio Palocci monta consultorias que tiram milhões da coisa pública para colocá-los na privada, onde se sente muito à vontade fazendo força pela vida boa.

ONGnelo Queiroz, sucessor do Roriz das bezerras de ouro e de Arruda dos panetones, obra e anda pela Copa do Mundo como se, no Segundo Tempo, ela fosse ser jogada em Brasília.

ONGlando da Silva, farta-se de tapioca, enquanto - a exemplo de Lula que ia provar que "o mensalão é uma farsa" - tenta provar que não perde na prorrogação.

A gente vê essa pandilha de sevandijas comendo do bom e do melhor - de tapioca a baião-de dois; de cartões corporativos a secretárias executáveis; de centrais sindicais a uniões de estudantes e fundações e institutos - fingindo-se de povo, disfarçando que não são a própria elite dominante.

Essa banda podre de rica e de caráter, depois de esperar quase 30 anos para tomar o poder e apropriar-se do Brasil, implantou há pouco mais de oito anos uma forma de governo exercida por uma única classe política, a oligarquia.

Para eles só há duas classes: os governantes - entenda as elites -  donos e man/dões do poder, e o resto da sua sociedade: os governados.

Com esse jeitão e essa roupagem a elite se organizou de tal modo que mantém, a longo prazo, a própria posição, tutelando seus próprios interesses, comendo e lambuzando-se nos banquetes em que o prato principal é a coisa pública e todas as suas circunstâncias, todas as sua iguarias.

Essa elite que nos manda sabe que a democracia é apenas uma utopia, uma teoria construída para legitimar e manter um poder que sempre está em mãos de poucos homens. Nem tão homens assim; mais mequetrefes despreparados para a labuta, mais uma banda larga de sequiosos pelo poder e pela gandaia.

Essa elite mascarada de corrente majoritária ou de movimentos de bons slogans, não diz mas sustenta que o poder só se reproduz por via democrática quando a oligarquia permite que os integrantes de qualquer classe social desfrutem do que ironicamente chamam de democracia. E então esse homem comum é um oligarca.

Essa elite que aí está só permite que isso aconteça porque no fundo, no fundo tudo parece indicar que existe uma reprodução do poder pela via aristocrática... Apenas essa substituição acontece sempre e invariavelmente no interior da própria elite.

Tratar Lula, Dirceu, Delúbio, Genoíno, Marcos Valério, Duda Mendonça de elite é forte. Forte e lamentável. Lamentável e humilhante. Humilhante e aterrador.

O vocábulo elite, no caso deles, infesta o ar que se respira com o cheiro da falsa idéia de que são todos cavaleiros de fina estampa, "pessoas não-comuns" que pelo simples fato de estarem no poder, de serem o poder, são o que há de melhor na sociedade. Isso é aterrador.

Procure, procure. Traga as provas. Mostre que os governantes desse Brasil da governanta Dilma do terceiro mandato de Lula, o Presidente Submerso, tenham, além da esperteza e da voracidade, alguma qualidade que os diferencie, alguma superioridade intelectual ou moral que os torne melhores e superiores à massa dos embasbacados que se deixam governar.

Esses autocratas, no entanto, são reféns deles mesmos. Chantageiam-se entre si. Não sabem e não podem viver sem isso. É por isso que Dilma trocou a vassoura por um ridículo espanador de pó.

Nesse regime de máfias, quem está no comando do governo não pode ir contra a classe política. A "estratégia da coalizão pela governabilidade" não deixa. O grande chefe é o maior escravo.

O diabo é que estamos à beira do precipício. Se dermos um passo à frente, podemos fazer como no Egito - espernear, gritar, esbravejar, lutar - mas vamos destituir definitivamente uma elite, para parir de novo uma outra restrita classe política. É que sem classe política não se governa.

A isso é que os homens de casa grande e senzala chamam de gênio da vaca. A vaca se bosteia, se bosteia e não sai do mesmo lugar. O touro vai lá e cobre. E goza. E manda.

E qual é então a saída? Ouçam o que lhes ordena, democraticamente, um anarquista que chegou atrasado a todos os movimentos que se processaram nesse país, desde os tempos da 2ª Grande Guerra, quando o Brasil era honesto e trabalhador. Organizem-se. De baixo para cima.

Só não fiquem em cima muito tempo. Vira poder. E o poder - todo mundo já disse isto - o poder corrompe.

Organizem-se. Esse Movimento Anticorrupção apartidário de camisetas pretas, de luto nas lapelas, que andou mostrando as caras sem pinturas, pode ser um começo.  É uma espécie de passaporte não-diplomático, bem patriota que pode permitir à maioria indignada afrontar a minoria já coesa e organizada.

Mas à la louca, que nem os egípicos, não vai dar. É preciso organização. É preciso que haja uma fórmula política para justificar as marchas e contramarchas, as paradas, as passeatas, os movimentos populares. Do contrário, não se chegará a lugar algum desse Brasil da Silva que já não tenha um dono do pedaço.

RODAPÉ - As elites são sempre menores que o povo. Por isso elas se organizam mais facilmente. A indignação, no entanto, pode mais que o poder. Só não pode é se perpetuar no poder. Um povo elitizado não é povo; como democracia de elites não é democracia é oligarquia. E assim seremos para todo o sempre: uns querendo ser o que os outros não querem deixar de ser. Democracia é utopia. Azar do homem - pobre animal social.

O EGITO É AQUI

Egípcios fazem fila hoje para votar na primeira eleição pós-Mubarak. Coitados, nem sabem o que os espera. A emenda pode sair pior que o soneto. Como estava ontem, era um horror. Hoje, tudo pode piorar. Amanhã, tudo pode voltar a ser como foi até agora.

O Brasil é o Egito latino-americano. Já se viu que varrer ministros é apenas um ritual de faxina mal feita. Sai um ruim e entra um pior. A Esplanada dos Ministérios continua sendo a maior lixeira a céu aberto do mundo.

27 de nov de 2011

RODADA DE DOIS CLÁSSICOS

E ainda há cronistas esportivos que defendem a fórmula de mata-mata para o campeonato brasileiro. E então a Série A imitou a Série B. Ficou tudo para a última rodada. O Brasileirão consegue, até que enfim, igualar-se à Segundona.

FIGUEIRENSE 1x0 CORINTHIANS

O MELHOR - Entre o Jorginho do Figueirense e o Tite do Corinthians, melhor seria que ambos perdessem. Tite e Vasco da Gama sairiam ganhando.

A ESCRITA - Até hoje, ao redigir Corinthians com H tenho a sensação de que a ata de fundação do Timão foi escrita por Vicente Matheus.

GOL DO JUIZ - O gol de Liedson não foi dele; foi do juiz. O atacante corinthiano saiu de trás do zagueiro catarinense. E tem mais, o gol não foi no Figueirense; foi no Vasco que jogava contra o Fluminense no Engenhão.

IMPUNIDADE - Quem é que dá cartão vermelho e expulsa de campo um árbitro que arrepia a regra o jogo inteiro?!?

FLUMINENSE 1x2 VASCO DA GAMA

O MELHOR DO CLÁSSICO - O jogo foi bom. Mas assistindo ao clássico Fluminense x Vasco fiquei com a nítida impressão de que perdi mais um show de bola do Neymar.

QUESTÃO DE TEMPO - O Felipe do Vasco provoca dois fortes sentimnentos no torcedor: de alegria, porque ele joga demais; de tristeza, porque pra ele dois tempos são demais.

JOGOU FORA - No primeiro tempo o Elton do Vasco não perdeu o gol mais feito do jogo; ele jogou forea a sua carreira de atacante.

IMITADOR PERFEITO - Em seguida, o invejoso Marquinhos do Flu, imitou Elton. Perdeu um gol idêntico e com extraordinária perfeição.

INFRATOR CONTUMAZ - O jogo foi bom. Bem jogado. Faltas normais. Só o árbitro mereceia levar cartão vermelho. Infringiu a regra durante os 90 minutos e mais os acréscimos.

GOL DO TIMÃO NO VASCO - No exato momneto em que Liedson fazia o gol do árbitro para o Corinthians contra o Figueirense, o Vasco quase botava fora o campeonato: tirou Juninho de campo. Foi como se tivesse levado um gol corintiano.

GOL ESPÍRITA - Aí, a alma que o Tite diz que é do Corinthians, era de Ricardo Gomes e entrou em campo. Gol de Alecsandro. Mas foi só para disfarçar. Em seguidinha, Fred - o Monstro, ao matar no peito, quase matou o Vasco. Um gol espírita.

CARNAVAL ADIADO - Aos 45 minutos, como é bom em futebol, Bernardo acabou com a festa que o Corinthians já ensaiava lá em Florianópolis. O gol deixou o carnaval que o Palmeiras vai fazer domingo que vem para comemorar o título do Vasco.

APOTEOSE - No domingo que vem, o Corinthians joga pelo empate. Esta é a maior garantia para o título de campeão do Vasco da Gama. Vai ser a apoteose do Brasileirão.

PASSANDO O VICE - Infelizmente para o Vasco este ano ele não vai ser vice. O lugar está garantido para o Timão, desde que  Mano Menezes foi trocar flâmulas e camisetas com o torcedor mais pé-frio do Brasil da Silva.

ESTÁ ESCRITO - O Brasil vai estar vazio na tarde de domingo. É. Domingo é dia de futebol. Última rodada não é hora de empate. Domingo o Corinthians não ganha do Palmeiras e o Vasco não perde para o Flamengo. Maktub.

OPS! - Vasco é Vasco e o resto é o resto. E pode ser também uma boa camada de Pré-Sal. Ops! Pré-Frio!

Zé, Rico e Milionário quer Cassar Bolsonaro

No intervalo de suas consultorias milionárias que botam negócios da coisa pública na privada e no pleno gozo de seus capitais, o mau burguês Zé Dirceu, denunciado pelo Ministério Público Federal como chefe da quadrilha no processo do mensalão defendeu hoje em seu blog a cassação do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

Como sempre e na condição de palpiteiro-mor da República dos Calamares, Dirceu, o Zé Rico e Milionário desse Brasil da Silva meteu de novo o nariz onde não foi chamado e defendeu a idéia de que o parlapatão deputado Bolsonaro fosse cassado porque afirmou que a primeira-presidenta Dilma Rousseff deveria assumir seu “amor por homossexual”.

É o típico remake do filme de Tarzan que a gente já viu: a macaca Sheeta se acha mais bonita que a Jane. E o pior é que Tarzan não sabe de quem gosta mais.

Para Dirceu, ele ter sido cassado por ser mentiroso, não ter decoro, traficar interesses, facilitar propinagem e ser tido e havido como o big boss dos 40 mensaleiros é um crime de lesa-pátria, uma conspiração para acabar com a luta de um guerrilheiro de araque para fazer da democracia um trampolim para a boa-vida de companheiro bom e batuta que vem levando.

O que, para ele, não tem perdão e precisa de castigo é o estapafúrdio Bolsonaro trocar os pés pelas mãos e cutucar a leoa com vara curta. Mexer no quieto pode; mexer com a governanta do terceiro mandato de Lula, jamais. Merece cassação e cadeia.

De qualquer maneira e por enquanto, cassação a sociedade brasileira já deu a Zé Dirceu. Os doutos supremos é que ainda não lhe deram a cadeia que merece.

E não deram porque a Justiça brasileira não considera culpados em 30 dias os arrrombadores dos cofres públicos, como preconiza o próprio Zé, Rico e Milionário do PT para o direito de resposta a jornalistas que tornam pública a vida que os espertalhões levam na privada.

Relatórios Ministeriais

Chega o fim do primeiro ano de governo Dilma nesse terceiro mandato de Lula. A primeira-mulher-presidenta, diante do mar de denúncias que assola o País, expediu uma ordem curta e grossa a cada um dos seus ministros: "Quero urgentemente seu relatório sobre minha mesa"!

Div/PR

Carlos Lupi, trabalhador como ele só, já se antecipou e mandou o dele por escrito e assinado: "Sua mesa é de madeira de lei, tem quatro pernas, duas gavetas e tampo muito bonito".

Bala Perdida ou Câncer

100 Mil Casos de Câncer de Pele

No Brasil, quem não é vitima de bala perdida, atropelamento, ou assalto vai acabar morrendo com um tipo qualquer de câncer, seja lá quando for.

Neste proveitoso ano de 2011 os brasileiros chegam às festas de Ano Novo com a marca de 100 mil casos de câncer de pele. Haja Sírio-Libanês e Hospital Samaritano para dar o devido atendimento à demanda popular.

Aqui no Sanatório da Notícia o diagnóstico geral é de que ninguém, de sã consciência e corpo insano, chega às raias do delírio de sentir "vontade de ficar doente para ser atendido pelo SUS", como disse há pouco tempo um boquirroto no calor da inauguração de uma UPA - Unidade de Pronto Atendimento, lá pelos lados de
Pernambuco.

RODAPÉ - Afora a elite que tem plano de saúde ou a mão salvadora do governo, as "pessoas comuns" morrem de mal súbito. São aquelas que não têm sequer tempo de morrer de SUS/to. Caem pelas tabelas, nas portas e nos corredores dos hospitais públicos.

26 de nov de 2011

Chegou a vez da faxineira

É tanta lama espalhada por tudo que é canto da Esplanada dos Ministérios que até os aguapés da oposição estão se movimentando.

O líder do DEM - acredite o partido tem um líder - senador Demóstenes Torres, vituperou nesta sexta-feira que a chamada "faxina" do governo precisa atingir até a primeira-presidenta Dilma. Demóstenes denuncia que há um "conluio" para "roubar o Brasil".

O jornal Folha de S. Paulo publicou na edição deste sábado que diante da pressão de governadores, a própria presidenta Dilma ordenou ao Ministério das Cidades que mudasse às pressas projetos de transportes para a Copa 2014. Leia a matéria da Folha. Clique aqui: Pressão de Estados fez Dilma alterar projetos para Copa 2014

Com isso, as cidades de Salvador (BA) e Cuiabá (MT) puderam trocar o BRT (ônibus em corredores exclusivos) por sistemas mais caros e demorados, como metrô e VLT, o Veículo Leve sobre Trilhos.

De cara com isso, Demóstenes se indignou: "As denúncias são gravíssimas. Só em uma delas, há um prejuízo de R$ 700 milhões e foi feito por determinação da presidente. Tem de ser feita uma faxina para tirar presidente e não só ministro. Há um conluio para roubar o Brasil".

RODAPÉ - O horror já está subindo a rampa do Palácio do Planalto. A lama já está respingando até no mordomo de filme de vampiro. Michel Temer Já se apressou a desmentir que esteja enrolado nos malfeitos do Ministério das Cidades. Agora a primeira-presidenta também aparece como mandante dos malfeitos. Ela já está até desconfiada que o Brasil não se aproxima do fim de ano. A coisa mais parece o fim do mundo.
QUER PRA ELE
Franklin Martins, redator de Lula para o projeto de censura que se homizia no título de Marco Regulatório das Comunicações, disse que o setor assim como está "é terra de ninguém". Foi bem assim que esse ilustre desempregado rato de gabinetes do poder justificou  a gana do PT pelo controle da mídia. Como "é terra de ninguém" ele quer e faz de tudo para se apropriar do pedaço.

INDIGNAÇÃO
Gilberto Kassab, nas horas vagas prefeito de São Paulo, se disse hoje indignado das acusações de que seus malfeitos ultrapassariam R$ 1 bilhão. Se ele está indignado, imagine só como não estão os contribuíntes paulistanos.

OUTRA ESPÉCIE
Presidida por João Paulo Cunha, um dos 40 mensaleiros de Zé Dirceu, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara incluiu na pauta proposta de anistia para seus companheiros de malfeitos. O Brasil é bem assim: habitado por pessoas e por políticos.

EM FLAGRANTE
Danúbia de Souza Rangel, mulher do traficante Nem, dono da Rocinha e morros periféricos, está em cana. Pegaram a "xerifa" em flagrante num salão de beleza. Quando disseram desse jeito mesmo para o Nem, o malfeitor teve um ataque de ciúme: - Em flagrante? Apaga o cara que tava com ela!

TESTE PARA A COPA
O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, passou por um grande susto na tarde da última quarta-feira. O carro que ele e a esposa estavam foi atingido por uma bala perdida quando passava pela Avenida Presidente Wilson, no centro do Rio de Janeiro. Ricardo Teixeira foi salvo por conta da blindagem do veículo. A bala perdida partiu de um tiroteio entre PMs e criminosos que tentaram assaltar um banco. Teixeira, com a cara larga que Deus lhe deu, mandou dizer à mídia internacional que se tratava de um simples teste preparatório de segurança para a Copa do Mundo.

Dilma está grávida de malfeitores

Assessores de Carlos Lupi pediam 1 milhão de reais por registro sindical.
Nova reportagem da revista VEJA desta semana mostra o nervo exposto do Brasil da Silva que se deixou comprar pela "estratégia de coalizão" implantada durante os oito anos de governo Lula.

Dessa vez, trata-se da história de um sindicalista ligado ao PT que alertou o Palácio do Planalto sobre o esquema de extorsão na pasta há nove meses, mas nada foi nasceu dali.

A situação de Dilma está grávida. Prenhe de malfeitores que não param de cometer malfeitos. Ao empurrar a gravidade com a barriga com a promessa de que de 2012 pra frente tudo vai mudar, Dilma torna-se cúmplice de Lula, muito mais agora do que no tempo em que ele era o seu criador e ela a inocente criatura.

RODAPÉ - Só a CNI tem 27 federações sindicais espalhadas pelo Brasil. São quase 1.300 sindicatos. Se você é bom de contas diga logo: 1.300 multiplicados por R$ 1 milhão, dá quantos bilhões pra banda larga do Carlos Lupi?!? Tá bom, não é bem assim. Pode ser bem pior. Conte também quantos sindicatos estão filiados à CUT, à CGT e assemelhados... Você, trabalhador do Brasil da Silva, é um dos "idiotas" que Sarney chamou de burro porque acharam demais o Maranhão adotar o museu da famiglia dele.

Jornalista Investigativo tem que ajoelhar e rezar

O Brasil que Lula deixou de herança para o Brasil que nos resta, merece e quer mais. Com sua desalmada "estratégia de coalizão pela governabilidade" - apelido para balcão de compra e venda de pessoas e coisas públicas e notórias, Lula foi o mais pernicioso presidente da História do Brasil.

Essa cascata de ministros que rola corredeira abaixo é só a ponta do iceberg. Menos, menos... É apenas uma canoa furada que anda à deriva nesse mar de lama.

Há muitos compradores e vendedores nessa imensa nau de insensatos que é o Brasil da Silva. A "estratégia de coalizão" de Lula germinou uma safra de facilitadores de convênios com ONGs, OSCIPs, institutos, fundações, consultorias, centrais sindicais, movimentos de fachada popularesca.

O governo Dilma e o povo embasbacado não conseguem deter a sanha e a voracidade desses traficantes de negócios que misturam a coisa pública na privada.

Mal a mídia investigativa descobriu a fonte dos desejos impublicáveis desses filhotes de Lula e já eles todos, astutos frutos dessas águas turvas, abrem seus tentáculos para travessias em outras pontes capazes de suportar a carga pesada do seu apetite interminável pela apropriação do País.

Neste Segundo Tempo, a bola da vez é a mina de ouro das leis de captação de patrocínios de enorme boa vontade. Genéricos específicos patrocinadores tipo assim dos que dominam a Lei de Incentivo ao Esporte, a Lei Rouanet e similares. Com escassas e honrosas exceções, essas leis encerram boas idéias, de pronto esfaceladas pela fome de poder e pela ganância.

No mais das vezes, tudo não passa de um reles golpe do João Sem Braço. Botou a cabeça entra tudo. Não tem ombros. Nem moral. Nem escrúpulos. Coisa típica de Nem - o bandido-chinelo que dominava a Rocinha.

Mas nada para por aí. Tudo tem a ver com a herança lulática. Mais que o uso e o abuso de legislações lépidas e faceiras, há outros caminhos escancarados de perdição nessa pátria. Passaporte diplomático para religioso é uma das grandes tábuas de salvação.

Pastores de igrejas-lavanderias realizam uma turística volta ao mundo dos crédulos, passeando por aeroportos sem abrir as malas e bagagens, sem passar por censores eletrônicos, sem se submeterem a revistas pessoais como qualquer simples mortal filho, até quem sabe, do mesmo Deus.

Com pouco mais de R$ 500 qualquer um, na Junta Comercial mais próxima, abre as portas de uma igreja, na primeira esquina de bom movimento que encontrar pela frente. Daí a transformar uma divina lavanderia em imobiliária celestial é um pulo. Melhor, um voo. O crente chega ao céu em seguidinha.

O jornalismo investigativo já poderia ir se preparando para ajoelhar e rezar. Se os repórteres entrarem nessas naves terão que purgar a ira dos pastores que não pregam prego sem estopa.

Se Lula, com a sua "estratégia de coalizão" comprou a alma nacional, as igrejas vendem lotes no céu para os mais abonados ingenuos; para os beatos descamisados servem um cruzeiro pelos mares de paraísos fiscais.

Já é hora das reuniões de pauta tratarem dessa matéria com base nos indícios de que hoje, de fato e estupidamente de direito, onde quer que os deuses brasileiros ergam uma igreja, o demonio levanta uma capela.

Maré Baixa

Foto: R. Stuckert F°/PR
O governo Dilma não anda mesmo numa boa maré. Ontem ela "entregou" o primeiro navio fabricado no Brasil. Até o sobrenome da embarcação entrou na onda dos ministros que navegam num mar de lama.

Temer não tem nada a ver com rolo em projeto da Copa

Asssim como não tem nada a ver com as docas do porto de Santos; assim como não teve nada a ver com os negócios agropeculiares do Ministério da Agricultura do PMDB de Rossi, Michel Temer negou nesta sexta (25), por meio de nota em papel timbrado, qualquer interferência na suposta fraude que permitiu a alteração de um projeto de transporte, do Ministério das Cidades, para a Copa de 2014.

O vice-mais presidentede Dilma é acusado de ter articulado alteração com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior; o governador do Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), e o ministro das Cidades, Mário Negromonte.

Temer garante que "não recebeu qualquer pedido do governador do Mato Grosso, Silval Barbosa, para interferir em processo de mobilidade urbana do Ministério das Cidades para a Copa de do Mundo de 2014, ou em relação à aprovação pelo Ministério do Planejamento dessas mudanças".

Ele informa ainda aos menos avisados que, em audiência realizada no dia 9 de agosto, o governador reivindicou "créditos da Lei Kandir em razão de exportação de produtos agrícolas do Mato Grosso" e que "não trataram de outros assuntos".

Como Michel Temer tem todos os traços do político que parece a mulher de César, ele parece honesto. Já disse que não tem nada a ver com os rolos de Negromonte. Então tá.

RODAPÉ - Se vivo fosse Antonio Carlos Magalhães, o babalorixá ACM diria que afinal o mistério está chegando ao culpado de sempre, o mordomo dos filmes de vampiro.

30 Dias para Dirceu

Na ânsia de aproveitar a ocasião e pegar logo o lugar de Lula no PT, Zé Dirceu roubou a cena e foi um verdadeiroi festival de besteira no seminário do Partido dos Trabalhadores(!?) em São Paulo que tratou de reanimar o natimorto Marco Regulatório da Comunicação.
Reprodução
No arroubo do roubo de cena Zé Dirceu, enfim, encontrou a solução para a sua própria debochada impunidade: "Deveria ser assim: se a Justiça não julgar o pedido de direito de resposta em 30 dias, ele fica automaticamente aprovado".

Desde que abandonou num canto do porão de uma de suas residências a invisível metralhadora de balas de hortelã dos seus tempos de guerrilheiro de triste figura, Zé Dirceu não prestara nenhuma contribuição efetiva para o bem do Brasil. Agora, espírito desarmado no meio da companheirada e no ardor de sua eloquência e exibicionismo deu um tiro no pé.

Esse prazo de 30 dias é mais do que justo, pena que até hoje não tenha sido adotado para botar na cadeia as máfias de mensaleiros, consultores de fachada e facilitadores de negócios que saem da coisa pública e vão para a privada. Em todo caso, vamos lá. Ponha-se em prática imediatamente o prazo de 30 dias. Para direito de resposta e para mensaleiros corruptos.

25 de nov de 2011

Negromonte, um Vale de Lágrimas

Reprodução/AE
Em palanque na Bahia, o quase degredado Negromonte vira Vale de Lágrimas. Eia, pois que o filho de Eva suspirando e chorando sem misericórdia brada uma praga contra jornalistas "do sul" que cometem o pecado do preconceito contra governantes nordestinos. O que Mário, o que te espera atrás do armário, não disse é que esse tal preconceito - se denúncias de corrupção podem ser chamadas assim - é só contra ministros que promovem a Festa do Bode.
PODE PEDIR À VONTADE
PSDB pediu o afastamento do ministro das Cidades ao Ministério Público. O líder dos tucanos na Câmara, Duarte Nogueira, acredita que o Ministério Público deve solicitar a saída imediata de Mário Negromonte e de todos os envolvidos. Vai ser difícil, nesta sexta-feira mesmo, o Mário já chorou atrás do armário, numa solenidade em que passava a conversa nos baianos. A primeira-presidenta Dilma já nem sabe onde foi parar a vassoura. Vai empurrando com a barriga para debaixo do tapete vermelho até a demissão em massa lá por janeiro do ano de São Nunca.

MALES PARA OS BENS
Justiça de São Paulo decreta o sequestro dos bens de Kassab
Além do prefeito, o secretário de Verde e Meio Ambiente também foi atingido pela sentença. Chegou a hora de Kassab ouvir Marta Suplicy: só resta relaxar e gozar. Esse é o típico caso que provoca nos espertos aqueles males que vem para os bens.

BURRICE E SURTO
Sarney vê "burrice e a ingratidão" nas críticas contra estatização de fundação com o seu nome, a sua cara e a coragem. Em artigo divulgado em seu blog, o senador perpétuo lamentou a postura dos que criticam a iniciativa do Maranhão. Começa que postura é coisa de galinha botando ovo; depois, para Sarney ver burrice em alguma coisa é porque teve um surto de discernimento às avessas; pra terminar, ao invés de tratar de museu e fundação, aquele que tá morto e não sabe deveria dedicar-se a um mausoléu.

Loura Fatal se faz de doida

Foto: Ag Globo
Verônica Verone, a Loura Fatal que matou com 15 facadas o amante empresário num motel do Rio de Janeiro foi condenada a 15 anos de prisão. Um ano de cadeia para cada estocada, mas deve ficar no máximo cinco ou seis anos atrás das grades. O seu advogado vai recorrer da sentença sob alegação de que os jurados e a Corte não deram atenção ao fato de que ela sofre de distúrbios psicológicos. Na foto da Agência Globo ela se esforça para se fazer de louca e bota a língua para os jornalistas. A Promotoria e a acusação sabem que ela não rasga dinheiro nem come cacaca.

O criminoso sempre volta ao local do crime, ou Um Dia a Casa Cai...

Virou moda: cada um desses ministros doidos varridos, um após outro, pronto bate e rebate propondo logo e de uma vez por todas a quebra de seus sigilos bancários e telefônicos. Como tudo na vida deles, isso não é de graça.

Nem é de graça também que a presidenta Dilma, diante de cada denúncia da mídia que provoca azia, saia aos brados retumbantes querendo as provas. Cadê as provas, cadê?!?

Tudo isso tem seu preço. E custa caro. Há preceitos tão resistentes quanto caducos de que, ao acusador cabe o ônus da prova. Mas tem que ser prova provada.

Indício é bom pra Sherlock Holmes. Não é qualquer Protógenes que desvenda mistérios sem matar a pau e mostrar a cobra. Muito menos, esses reles jornalistas investigativos que azucrinam cidadãos acima de qualquer suspeita.

As provas. Cadê as provas?!?

Bolas, tudo que dá pra rir, dá pra chorar. Tiririca, porque palhaço e deputado, dá pra rir. E pra chorar. ONGnelo Queiroz e ONGlando Silva são uma só coisa que dá pra rir e pra chorar.

Assim é que, como a prova se destina a firmar a convicção sobre a verdade dos fatos, a sua falta pode consagrar que a dúvida é a realidade de uma absolvição que nem precisa de inocência.

Abrir, escancarar contas bancárias e telefônicas é dar uma charmosa ajuda e uma astuciosa mão amiga ao Direito formal que, há muito tempo, nesse Brasil-Esperteza já fez sucumbir o Direito moral. 
No mundo do crime, regido pelo Direito Penal, plantar indícios é tão eficaz quanto plantar factóides na política. Vale a pena para os malfeitores de malfeitos, a artimanha de abrir sigilos bancários e telefonicos.

É como faziam os maléficos e astutos personagens de Sir Arthur Conan Doyle: deixavam pistas falsas, ludibrios que, por tudo quanto indicavam, os levariam à inocência; que os safariam das acusações e de todas as suspeições.

A Justiça autorizou a quebra de sigilo e a profunda investigação das contas bancárias de ONGnelo e ONGlando. Era tudo que eles precisavam como atestado de idoneidade. Nada será encontrado em desabono a sua conduta. Lá não haverá nada de corrupto, de burla, de dolo, de fraude, trampolinice, trapaça, tratantice.

Terão, ao fim e ao cabo, o salvo-conduto, o passaporte para ir e vir - com ou sem escolta civil ou policial - como cidadãos acima de qualquer suspeita por todo território nacional, escaninhos de governo e praças de esporte onde brincam nossos filhos e se encontram nossas famílias.

Pela falta de prova provada, eles se sairão assim: absolvidos, mas não inocentados. O que resta disso tudo é que, pelo menos nas histórias de Sherlock, o criminoso sempre volta ao local do crime. Nesse caso, o malfeitor sempre volta ao local dos malfeitos.

Entrementes... O PT quer recriar a Censura

Nesse interim, o PT continua treinando seu esporte favorito - chutar a liberdade de expressão - num hotel no centro de São Paulo, recriando a censura sob o título de Marco Regulatório para as Comunicações. Coisa de Lula que mandou o papalvo Franklin Martins amordaçar quem não pensa e não diz como pensam e dizem os petistas e seus baseados.

O objetivo é restaurar a censura no Brasil da Silva. O tal Marco Regulatório é mais uma ferramenta de intimidação. Coisa de trogloditas. A justificativa, a desculpa esfarrapada é discutir o controle de meios de comunicação. Quem são eles, para controlar o quê?

O Brasil já tem leis, tem tribunais. Nenhuma regra, nenhuma norma pode ser maior que a lei e nenhuma lei pode causar qualquer espécie de prejuízo à liberdade de informação jornalística. O jornalista tem um dever intocável: exibir a informação verdadeira.

Esse vaivém de escaramuças servem a um só tempo para impressionar a mídia e pressionar Dilma. Pelo visto, no entanto, a primeira-presidenta não vai cair nessa esparrela. As propostas têm sido tão estapafurdiamente inconstitucionais, ao falar de censura e usar indenização como instrumento de chantagem, que não resiste a um debate livre. Que, cá pra nós, ninguém precisa fazer. A não ser é claro, essa máfia de pequenos ditadores enrustidos.

A verdade é tão explícita que a ameaça já vem sendo debatido há quatro anos e não conseguir concluir um texto sequer sobre ela.

Se alguém ainda não sabe - parece que esse rufiões da política brasileira não sabem - a Constituição já assegura o direito de resposta e de indenização, a inviolabilidade da vida privada, da honra e da imagem. Querem mais do que isso, a troco de quê? Só porque troco é bom e sempre vem bem?!?

Essa tentativa de regulamentação é planejada hoje para garantir a impunidade de agentes públicos que desacatam os princípios da moralidade, da eficiência e da impessoalidade.

Essa gente que sai da privada e ingressa voluntariamente na vida pública, valendo-se de concurso, nomeação, eleição, por unção e rufianismo quer ficar imune e impune às críticas que são feitas ao seu desempenho.

Esse é o avesso do que reza a Constituição do país, do que está contido na Declaração Universal dos Direitos Humanos; o contrário do que é a compreensão de todos os tribunais de países democraticamente desenvolvidos.

As velhas constituições brasileiras tinham também essas leis regulatórias para as comunicações. Isso sempre redundou historicamente em restrição à liberdade. A Constituição-Cidadã de 1988 acabou com isso. Hoje, qualquer tentativa de se criar uma lei que mexa e remexa no conteúdo da imprensa será derrubada no Supremo Tribunal Federal.

Este seminário pretende mesmo é deixar a censura em discussão, como um instrumento de coação, de chantagem pura e simples. Como é do feitio dessa pandilha de sevandijas.

A Nova Grife Fashion dos Desvios

Sob pressão, máscara caída, em exposição demasiada, as ONGs e OSCIPs estão saindo de moda. A grife fashion dos desvios em forma de convênios agora se inclina para a captação de patrocínio. A Lei de Incentivo ao Esporte é o perigo mais iminente que ocupa as vitrines por aí. Dá de dez a zero na Lei Rouanet.

Brasil cria banco de dados sobre corrupção.

A idéia se concretiza em Bento Gonçalves, lugar da reunião da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla).
Dali, borbulhante terra gaúcha, sairá um documento minucioso que mapeará os desvios e onde mais atuam os fraudadores do Tesouro. Trará informações sobre investigações em curso, inquéritos policiais, denúncias formais da promotoria e da procuradoria, ações judiciais e sentenças de primeiro e segundo graus, quando houver.

O autor da proposta é Wellington Cabral Saraiva, procurador regional da República em Recife. Atualmente, ele ocupa uma cadeira no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O governo da primeira-presidenta Dilma já aplaude a idéia. Tanto é que já se movimenta para indicar uma especialista em dossiês que viram banco de dados. Só falta nomear a companheira boa e batuta Erenice Guerra.
HUMOR AQUOSO
O anistiado pasquiniano cartunista Ziraldo, estelionatário maluquinho, foi condenado pela Justiça a dois a e dois meses de prisão pela fraude de R$ 525 mil no 1° Festival de Humor Gráfico das Cataratas de Foz do Iguaçu, em 2003. O dinheiro já foi por águas abaixo há muito tempo. E a prisão é cascata. Vai rolar cesta básica.

COMO DANTES
O que acontecia em 2003, continua como se fosse hoje. Uma tal de Secretaria Nacional da Juventude, vinculada ao Palácio do Planalto, acaba de receber R$ 2,3 milhões para torrar em "eventos". Você que é jovem e faz parte da juventude festejante desse País eventual está convidado. Não se sabe pra quê, pra onde, nem quando.
Reprodução/Dida Sampaio/AE

MÁRIO, ATRÁS DO ARMÁRIO - Aquele projeto da Copa que ficou R$ 700 milhões mais caro para o Ministério das Cidades já tem um culpado. Não é Negromonte, o Mário que nos espera atrás do armário, é o mordomo. Tem um analista burro que trocou as bolas e falsificou assinaturas e praticou o crime de falsidade ideológica e escamoteou a corrupção explícita que, por acaso, foi escolhido justamente pelo inocente Mário. Dilma, uma vez mais, recusa trocar o cargo de primeira-presidenta por faxineira-mor da República. Mário foi espanado para trás do armário.

É HOJE!
O PT volta a praticar hoje o seu esporte preferido: caça à liberdade de credo, pensamento e expressão. O partido trata, nos salões do Hotel Braston, no centro de São Paulo, daquilo que chama de Marco Regulatório para as Comunicações. A cretinalha que sempre diz o que quer, não gosta de ouvir o que não quer.
Reprodução/Div
DESCONTROLE GERAL - O Brasil inteiro sabe, mas a União não sabe onde foram parar os R$ 26,5 bilhões enviados para as ONGs. Repasses do governo para as organizações não-governamentais não constam do cadastro do Ministério do Planejamento. Assim como controla os riscos de vazamento de petróleo, o governo controla o vazamento de dinheiro dos cofres públicos. Assim é que, por saber muito bem o que não quer, o governo dificulta toda e qualquer pente-fino nos convênios. Confirmado então: o governo faz saber, mas não sabe fazer. E mais do que preguiça, não tem pressa em ser transparente e parecer honesto.

ROMA NÃO É AQUI
Diante da sistemática queda de um ministro por fim de semana, agora o Brasil está entendendo o que é mesmo que a primeira-presidenta Dilma quis dizer um dia com aquele desabafo quase destemperado: "Isso aqui não é Roma Antiga!". Tanto é que o governo não é mulher de Cesar e por isso mesmo lhe basta não ser honesto e muito menos parecer honesto.

O AVESSO
Em protesto, policiais federais fazem operação padrão nas fronteiras. Com aumento do rigor, apreensões e prisões aumentaram em até 20% em algumas localidades. Aí vem o Zé Eduardo Cardoso, ministro do PT na Justiça e comenta que "acho isso muito ruim". Só nesse tipo de governo mesmo. Ele deveria estar preocupado é quando a fiscalização corre frouxa, quando os federais não estão em greve. Em tempos "normais" a turma ganha pra fazer o quê?!?
Reprodução/Div
VAZAMENTO - Nesse caso de vazamento da Chevron, já que o governo não sabe o que fazer, o mais notável é a presença de Carlos Minc, secretário de meio ambiente ou coisa parecida no governo do Rio de Janeiro. Ele conseguiu vazar e botar na vitrine internacional o mais novo e colorido de todos os seus coletes. Pronto, ninguém mais precisa se preocupar. Agora vai.

HUMOR AQUOSO
O anistiado pasquiniano cartunista Ziraldo, estelionatário maluquinho, foi condenado pela Justiça a dois a e dois meses de prisão pela fraude de R$ 525 mil no 1° Festival de Humor Gráfico das Cataratas de Foz do Iguaçu, em 2003. O dinheiro já foi por águas abaixo há muito tempo. E a prisão é cascata. Vai rolar cesta básica.

COMO DANTES
O que acontecia em 2003, continua como se fosse hoje. Uma tal de Secretaria Nacional da Juventude, vinculada ao Palácio do Planalto, acaba de receber R$ 2,3 milhões para torrar em "eventos". Você que é jovem e faz parte da juventude festejante desse País eventual está convidado. Não se sabe pra quê, pra onde, nem quando.
Reprodução/Dida Sampaio/AE

MÁRIO, ATRÁS DO ARMÁRIO - Aquele projeto da Copa que ficou R$ 700 milhões mais caro para o Ministério das Cidades já tem um culpado. Não é Negromonte, o Mário que nos espera atrás do armário, é o mordomo. Tem um analista burro que trocou as bolas e falsificou assinaturas e praticou o crime de falsidade ideológica e escamoteou a corrupção explícita que, por acaso, foi escolhido justamente pelo inocente Mário. Dilma, uma vez mais, recusa trocar o cargo de primeira-presidenta por faxineira-mor da República. Mário foi espanado para trás do armário.

É HOJE!
O PT volta a praticar hoje o seu esporte preferido: caça à liberdade de credo, pensamento e expressão. O partido trata, nos salões do Hotel Braston, no centro de São Paulo, daquilo que chama de Marco Regulatório para as Comunicações. A cretinalha que sempre diz o que quer, não gosta de ouvir o que não quer.
Reprodução/Div
DESCONTROLE GERAL - O Brasil inteiro sabe, mas a União não sabe onde foram parar os R$ 26,5 bilhões enviados para as ONGs. Repasses do governo para as organizações não-governamentais não constam do cadastro do Ministério do Planejamento. Assim como controla os riscos de vazamento de petróleo, o governo controla o vazamento de dinheiro dos cofres públicos. Assim é que, por saber muito bem o que não quer, o governo dificulta toda e qualquer pente-fino nos convênios. Confirmado então: o governo faz saber, mas não sabe fazer. E mais do que preguiça, não tem pressa em ser transparente e parecer honesto.

ROMA NÃO É AQUI
Diante da sistemática queda de um ministro por fim de semana, agora o Brasil está entendendo o que é mesmo que a primeira-presidenta Dilma quis dizer um dia com aquele desabafo quase destemperado: "Isso aqui não é Roma Antiga!". Tanto é que o governo não é mulher de Cesar e por isso mesmo lhe basta não ser honesto e muito menos parecer honesto.

O AVESSO
Em protesto, policiais federais fazem operação padrão nas fronteiras. Com aumento do rigor, apreensões e prisões aumentaram em até 20% em algumas localidades. Aí vem o Zé Eduardo Cardoso, ministro do PT na Justiça e comenta que "acho isso muito ruim". Só nesse tipo de governo mesmo. Ele deveria estar preocupado é quando a fiscalização corre frouxa, quando os federais não estão em greve. Em tempos "normais" a turma ganha pra fazer o quê?!?
Reprodução/Div
VAZAMENTO - Nesse caso de vazamento da Chevron, já que o governo não sabe o que fazer, o mais notável é a presença de Carlos Minc, secretário de meio ambiente ou coisa parecida no governo do Rio de Janeiro. Ele conseguiu vazar e botar na vitrine internacional o seu mais novo colete. Pronto, ninguém mais precisa se preocupar. Agora vai.
HUMOR AQUOSO
O anistiado pasquiniano cartunista Ziraldo, estelionatário maluquinho, foi condenado pela Justiça a dois a e dois meses de prisão pela fraude de R$ 525 mil no 1° Festival de Humor Gráfico das Cataratas de Foz do Iguaçu, em 2003. O dinheiro já foi por águas abaixo há muito tempo. E a prisão é cascata. Vai rolar cesta básica.

COMO DANTES
O que acontecia em 2003, continua como se fosse hoje. Uma tal de Secretaria Nacional da Juventude, vinculada ao Palácio do Planalto, acaba de receber R$ 2,3 milhões para torrar em "eventos". Você que é jovem e faz parte da juventude festejante desse País eventual está convidado. Não se sabe pra quê, pra onde, nem quando.

Reprodução/Dida Sampaio/AE

MÁRIO, ATRÁS DO ARMÁRIO - Aquele projeto da Copa que ficou R$ 700 milhões mais caro para o Ministério das Cidades já tem um culpado. Não é Negromonte, o Mário que nos espera atrás do armário, é o mordomo. Tem um analista burro que trocou as bolas e falsificou assinaturas e praticou o crime de falsidade ideológica e escamoteou a corrupção explícita que, por acaso, foi escolhido justamente pelo inocente Mário. Dilma, uma vez mais, recusa trocar o cargo de primeira-presidenta por faxineira-mor da República. Mário foi espanado para trás do armário.

É HOJE!
O PT volta a praticar hoje o seu esporte preferido: caça à liberdade de credo, pensamento e expressão. O partido trata, nos salões do Hotel Braston, no centro de São Paulo, daquilo que chama de Marco Regulatório para as Comunicações. A cretinalha que sempre diz o que quer, não gosta de ouvir o que não quer.

Reprodução/Div

DESCONTROLE GERAL - O Brasil inteiro sabe, mas a União não sabe onde foram parar os R$ 26,5 bilhões enviados para as ONGs. Repasses do governo para as organizações não-governamentais não constam do cadastro do Ministério do Planejamento. Assim como controla os riscos de vazamento de petróleo, o governo controla o vazamento de dinheiro dos cofres públicos. Assim é que, por saber muito bem o que não quer, o governo dificulta toda e qualquer pente-fino nos convênios. Confirmado então: o governo faz saber, mas não sabe fazer. E mais do que preguiça, não tem pressa em ser transparente e parecer honesto.

ROMA NÃO É AQUI
Diante da sistemática queda de um ministro por fim de semana, agora o Brasil está entendendo o que é mesmo que a primeira-presidenta Dilma quis dizer um dia com aquele desabafo quase destemperado: "Isso aqui não é Roma Antiga!". Tanto é que o governo não é mulher de Cesar e por isso mesmo lhe basta não ser honesto e muito menos parecer honesto.

O AVESSO
Em protesto, policiais federais fazem operação padrão nas fronteiras. Com aumento do rigor, apreensões e prisões aumentaram em até 20% em algumas localidades. Aí vem o Zé Eduardo Cardoso, ministro do PT na Justiça e comenta que "acho isso muito ruim". Só nesse tipo de governo mesmo. Ele deveria estar preocupado é quando a fiscalização corre frouxa, quando os federais não estão em greve. Em tempos "normais" a turma ganha pra fazer o quê?!?

Reprodução/Div
VAZAMENTO - Nesse caso de vazamento da Chevron, já que o governo não sabe o que fazer, o mais notável é a presença de Carlos Minc, secretário de meio ambiente ou coisa parecida no governo do Rio de Janeiro. Ele conseguiu vazar e botar na vitrine internacional o seu mais novo colete. Pronto, ninguém mais precisa se preocupar. Agora vai.

24 de nov de 2011

Bolsonaro quer que Dilma "assuma"

Nesta quinta-feira, deu mais um faniquito no deputado Bolsonaro e a cabeça dele soltou gazes pra tudo quanto foi lado da Câmara.

Reprodução/Folhapress
Ele protestou contra a campanha do governo para combater o preconceito contra homossexuais nas escolas. Bolsonaro deu com os dois pés na canela do "kit anti-homofobia" elaborado pelo Ministério da Educação. O polêmico deputado  disse que a presidente Dilma deveria logo "assumir" se o seu negócio é "amor com homossexual".

Ele foi fundo dessa vez: "São 180 itens. O kit gay não foi sepultado ainda. Dilma Rousseff, pare de mentir! Se gosta de homossexual, assuma! Se o seu negócio é amor com homossexual, assuma, mas não deixe que essa covardia entre nas escolas do primeiro grau! Tudo o que foi tratado ontem foi com a temática LGVT para os livros escolares. Criam aqui bolsa de estudo para jovem LGVT, estágio remunerado para lésbicas, gays, bissexuais etc.!"
Boquirroto como ele só, Bolsonaro desembestou de vez: "Então, pessoal, é o presente de Natal que a Dilma Rousseff está propondo para as famílias pobres do Brasil. Ou seja, o dia em que a maioria da garotada nas escolas for homossexual, está resolvido o assunto... Será que o Haddad, como prefeito de São Paulo, vai implementar a cadeira de homossexualismo nas escolas do 1º Grau?".
Reprodução
A senadora Marta Suplicy teve um ataque de "dignidade, já!". Saltou de banda e pediu ao presidente da Câmara que tome providências para punir o deputado por falta de decoro parlamentar.

Relaxou e gozou: "Como mulher, como cidadã, como mãe, como senadora, como vice-presidente desta Casa, pedimos ao presidente da Câmara, deputado Maia, que tome enérgicas providências e limites, porque está sem um freio de arrumação. Sinto muito, a falta de decoro parlamentar desse deputado tem ofendido cidadãos comuns e agora até mesmo a Presidente da República", disse Marta.

Marta é a mesma que, quando candidata a dona de São Paulo, em plena campanha para a prefeitura, perguntou num palanque se o Gilberto Kassab era casado e se tinha filhos.

Mas, a política está assim mesmo, de tanto falarem besteira, eles acabam com a boca torta. Política no Brasil é uma questão de satisfazer necessidades fisiológicas.

Governo Dilma ganha Desvinculação de Recursos da União

SOBROU PRA NÓS

Então a Câmara e o Senado resolveram abrir o cofre da Nação para o governo Dilma gastar como quiser e sem pedir licença para o Congresso até 20% do Orçamento da União até o glorioso ano de 2015. Agora, como se fosse necessário, a DRU - Desvinvulação de Recursos da União vai a plenário para entrar em vigor.

O governo que já é perdulário por natureza, vai deitar e rolar nos gastos de sempre e mais alguma coisa. Ainda mais contando como um plantel ministerial dessa linhagem que vai curtir as festas de fim de ano numa boa, como se não tivesse cometido malfeitos o tempo todo.

Isso que vem por aí não parece férias, nem recesso. Tem todo jeito e feitio de um grande e perigoso indulto natalino a ilustres malfeitores.

A DRU é uma herança bendita que sobrou para Dilma, não como legado do governo Lula, sim como invencionice de Itamar Franco que para isso tinha topete de sobra.

A diferença

Reprodução
Um afago na careca de Zé Serra...

 Reprodução/Div Inst Lula
Um afago na careca de Lula...

Os dois têm muito mais em comum do que a nossa vã filosofia poderia imaginar. A única diferença é que ninguém até agora jogou uma bolotinha de papel na careca de Lula.
Então peguem mais esta reportagem da revista Veja:

Fraude eleva custo de projeto da Copa-2014 em R$ 700 milhões

Escândalo teve como palco o Ministério das Cidades, do enrolado Negromonte. Documento que vetava alteração em projeto do MT foi adulterado pela pasta

Mário Negromonte
Mário Negromonte (Joedson Alves/AE)

O já enrolado ministro das Cidades, Mário Negromonte, ganha nesta quinta-feira mais um escândalo para adicionar ao currículo. Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo informa que, com o aval do titular da pasta, o ministério alterou o projeto de infraestrutura de Cuiabá (MT) para a Copa do Mundo de 2014, elevando em 700 milhões de reais o custo das obras, que já estavam orçadas em 1,2 bilhão de reais.

Copa do Mundo: Para o torcedor, Brasil-2014 será a 'Copa da corrupção'
Para tanto, a diretora de Mobilidade Urbana do ministério, Luiza Viana, fraudou o parecer técnico que negava ao governo do Mato Grosso a possibilidade de alterar o projeto inicial, construindo um Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) ao invés de uma linha rápida de ônibus.

Tudo foi feito com o aval do chefe de gabinete de Negromonte, Cássio Peixoto. E, a partir de então, o ministério passou a respaldar o projeto.

O acerto para a mudança no projeto foi feito diretamente entre o governo de Mato Grosso e o Palácio do Planalto. Para isso, o estado utilizou-se, justamente, do parecer fraudado. O documento original, assinado pelo analista Higor Guerra, desautorizava a mudança tendo em vista problemas de custo, prazos e falta de estudos que comparassem as duas modalidades de transporte.

Antes de adulterar o documento, Luiza chegou a pedir a Guerra que fizesse outro parecer. O analista não só se negou, como pediu demissão da pasta pouco depois.
Ainda segundo o jornal, Luiza afirmou a assessores que teria tomado a decisão após receber telefonemas de Peixoto, o braço direito do ministro, e Guilherme Ramalho, coordenador-geral de Infraestrutura da Copa de 2014 do Ministério do Planejamento.

"Nós fizemos outra nota técnica, com o mesmo número sim, e mudamos o conteúdo", afirmou a diretora, em reunião na última segunda-feira. A fraude teria ainda a participação da nova gerente de projetos da pasta, Cristina Soja.

Resposta - Em nota enviada ao jornal, o Ministério das Cidades não respondeu por que existem duas notas técnicas de número 123/2011 sobre o projeto de Cuiabá para a Copa do Mundo.

Afirmou apenas que há um parecer com esse número, assinado pela diretoria e gerência de Mobilidade Urbana da pasta, "concordando com a defesa técnica do estado e aprovando a mudança na matriz de responsabilidade apresentada pelo governo do estado".

A nota, porém, admitiu que houve divergência interna por parte dos técnicos. "Seguindo o rito processual da administração pública, os técnicos envolvidos no trabalho discutiram, analisaram e reavaliaram a pertinência ou não do novo modelo de transporte proposto pelo governo do estado, tendo manifestado opinião divergente ao parecer final, opinião essa que foi revisada e refutada tecnicamente no momento da conclusão da análise".

Escândalos

Reportagem de VEJA revelou, em agosto, informações que foram levadas à ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, por parlamentares do PP. Em guerra aberta com uma parte da legenda pelo controle do partido, Negromonte estaria transformando o ministério num apêndice partidário e usando seu gabinete para tentar cooptar apoio.

Segundo relatos dos deputados que foram convocados para reuniões na pasta, as ofertas em troca de apoio incluem uma mesada de 30.000 reais para quem aderir.

Embora tenha se segurado no cargo, Negromonte já estaria na mira da presidente Dilma Rousseff. Reportagem do jornal O Globo informa nesta quinta que o Planalto já deu início às articulações para a reforma ministerial que a presidente pretende promover no início do ano que vem - e mandou um recado tanto ao PP de Negromonte quanto ao PDT de Carlos Lupi, outro ministro que enrolou-se com mentiras após a revelação de desmandos na pasta de comanda, o Trabalho: nenhum dos dois seguirá no governo.

No caso do PP, o Planalto teria garantido ao partido que a pasta seguirá sob comando da legenda. Já os pedetistas, nem sequer essa garantia tiveram.

RODAPÉ SANATORIAL - Cada vez mais essa proscratinação da primeira-presidenta Dilma se parece, muito mais do que condescendência, um indulto natalino. Vai ver, essa ministeriada toda, tem direito até mesmo a visita íntima.

A Novela do Banco PanAmericano

À beira da falência, naquele dia, já nos estertores do segundo governo Lula, Silvio Santos esteve no Palácio do Planalto, em Brasília, para um encontro com o então presidente da República dos Calamares.

Reprodução/Div
Silvio aproveitou a oportunidade para mentir sorrindo que havia convidado Lula para apresentar a abertura do programa "Teleton", prevista então para os dias 5 e 6 de novembro.

Mentiu também que pedira ao sorridente amigo do peito uma doação de R$ 12 milhões para o programa - valor referente aos 12 anos da atração - uma maratona televisiva que diz  arrecadar dinheiro para assistência de crianças com problemas de saúde.

O que se percebe hoje é o que já se sabia: o encontro foi uma maracutaia bem urdida para livrar o Homem Sorriso do rombo escancarado do Banco Panamericano.

Aquilo não foi o começo de uma negociação séria entre o governo federal e o Banco Panamericano. Foi uma negociata perpetrada pela banda larga do Banco Central, do Ministério da Fazenda e da Caixa Econômica Federal. 

O resultado foi a escamoteação de bilhões de reais num achaque explícito aos que pagam impostos nesse País. Uma operação criminosa que livrou a cara e salvou o sorriso do dono do SBT. Providencial, já que tudo aconteceu às vésperas de mais uma eleição.
Reprodução/Div
Como  demonstração sincera e pura de gratidão, a rede de TV de Silvio Santos deu o troco em forma de novela. E o troco veio anunciado como "a primeira telenovela brasileira a abordar o período da ditadura militar no Brasil". Amor e Revolução, foi escrita por Tiago Santiago, com a colaboração de Renata Dias Gomes e Miguel Paiva, sob direção geral de Reynaldo Boury.

Ambientada no Rio de Janeiro e em São Paulo, a trama começava com a Revolução de 1964, passando pelo período mais obscuro da ditadura militar, os chamados anos de chumbo.

A oportuna desculpa era explicada pelos seus autores e patrocinadores ocultos: “A intenção é narrar a história de personagens diretamente ligados ao tema da ditadura, seja a favor ou contra, como militares, guerrilheiros, torturadores, artistas, jornalistas, advogados e estudantes nos anos brutais da repressão".

Amor e Revolução  não só pelo que deu de traço nos índices de audiência, mas pelo enredo tão desacreditado quanto a desculpa esfarrapada para a visita de Silvio a Lula no Palácio do Planalto, foi a novela mais cara que o povo brasileiro já pagou e continua pagando nesse País.

Silvio Santos e Lula da Silva estão aí, morrendo de rir.

Vasco 1x1 Barcelona das Américas

Pois o Vasco empatou em casa com o Universidade do Chile que usa o apelido de Barcelona das Américas, um título que só serve para reconhecer o baixo nível da Copa Sul-Americana, mero passaporte para a Libertadores.

O Vasco não tem desculpa. Se jogou sem Diego Souza, o Barcelona das Américas não contou com o atacante Messi.

Outra vantagem do Vasco: o treinador do Universidade era um reitor. Dizem que aprendeu com Fernando Hadad.

Não é que o Universidade seja ruim, mas se ele se chamasse Casilero del Diablo, seu futebol seria mais gostoso.

Hoje, a maior alegria dos vascaínos é saber que seu treinador não se chama Luxemburgo, nem Tite, Muricy ou Felipão. São Januário é a terra do Cristovão Redentor.

Juninho Pernambucano joga muito. Seus lances mais geniais são aqueles em que ele usa o pé esquerdo... do Felipe.

Os pontapés dos chilenos não doíam nada; o que machucava mesmo eram os socos. O Universidad é um time tão maleducado que só poderia mesmo ser treinado por um técnico que estudou pela cartilha do MEC.

O Vasco realiza a proeza de competir da mesma forma em diversas competições na mesma temporada porque está convencido de que para ele todos os adversários são iguais, estão no seu mesmo nível. Por piores que sejam.

O pior é que contra o Universidad o Vasco da Gama não fez a lição de casa. Contentou-se com o gol de Bernardo, aos 32 minutos do primeiro e último tempo para ele. Nem se deu conta de que o treinador dos chilenos mandou o Lorenzetti para o chuveiro antes da segunda etapa.

O Vasco, a partir daí, reduziu-se a ser uma orquestra com dois maestros: Juninho e Felipe. Fernando Prass e Dedé tocam de ouvido; o resto desafina. E então acabou a primeira fase.

O árbitro tinha cara de falso. Ledo engano. Era paraguaio legítimo.

Cristovão Redentor abriu os braços e operou um milagre, trocou Felipe por Felipe. Felipe Bastos, foi o que bastou para estragar tudo. Com o Felipe paraguaio, Juninho desafinou. O Vasco saiu do tom.

O jogo virou um festival tipo Woodstock de cabeças-de-bagre. Entraram Alecsandro e Leandro que inclusive esqueceu a bengala na boca do túnel.

Aos 33 minutos da segunda e pior fase da vida vascaína, um tal de Osvaldo Gonzales empatou de cabeça, aproveitando uma saída do goleiro do Vasco que estava à cata de borboletas. Agora, o Vasco vai ao Chile para ser vice-aspirante da Sul-Americana.

Pode levar o Diego Souza, pois o Barcelona das Américas nem vai precisar do Messi para continuar na competição.

RODAPÉ - Tite disse ontem para a mídia encantada que o segredo do Corinthians é que "o nosso time tem alma". Se é por isso, o que será que ele pensa que é o Ricardo Gomes  quando aparece, de repente, no vestiário do Vasco?!?

23 de nov de 2011

Botando óleo pelo ladrão

O mais grave nesse vazamento arquimilionário de óleo na Bacia de Campos, é que só agora se descobre que a exploração de petróleo no Brasil acontece - pela Chevron ou pelo raio que o parta - sem qualquer controle. O Brasil governado pelos "trabalhadores" ganha sem trabalhar.

Ameaça: Lupi vai continuar "trabalhando"!

Foto: ABr

Nesta terça-feira, Carlos Lupi saiu da reunião do PDT, partido que ele transformou em facção a seu serviço e saiu ameaçando: "Vou continuar trabalhando".

Epa! A farra com as ONGs vai continuar. É nisso que deu a "estratégia de coalizão pela governabilidade" que Lula implantou em oito anos no Brasil que hoje vive sob o regime de máfias.

Massa não vai ter de quem ganhar

No fim de semana, ainda segundão da Ferrari, Felipe Massa em entrevista à imprensa especializada, recomendou a Rubens Barrichello que abandonassea Fórmula-1. Tudo bem já deve estar mesmo na hora de Rubinho deixar a mania de ser piloto, mas se isso acontecer, na frente de quem Felipe Massa vai chegar?!? É bom não esquecer que Massa levou aquela peça na testa que o deixou em coma, só porque corria atrás de Barrichello.
LULA EM CASA, DE NOVO
Reprodução

Lula, outro dia, diante do hospital Sírio-Libanês, com seu new look da Turma do Bardahl.

Lula deixou o Sírio-Libanês depois da sua segunda sessão de quimioterapia. O boletim médico é lacônico, assim como tem sido o presidente de honra do PT nos últimos dias: "O paciente encontra-se bem". Nunca o silêncio de Lula foi tão retumbante dentro do PT, pelo Brasil adentro e mundo afora.

EMPACADO
O governo criou um factóidezinho mixuruca para anunciar com pompa e circunstância que as obras do PAC-2 aquele que substituiu o PAC-1 que nunca foi concluído, já atingiram 11% do total previsto para 2014. Nesse ritmo, vão chegar a 33% do que prometeram. Como sempre o governo faz saber, mas não sabe fazer.

WEEKEND
Governo de São Paulo decide proibir garupas em motocicletas em dias úteis. Quer dizer então que, a partir de agora, os roubos e assaltos serão só nos fins de semana.

BEBER E DIRIGIR
Pesquisas revelam: jovens em todo País abusam de bebida alcoólica. Pronto, amanhã qualquer um deles pode ser presidente da República.

APENAS UMA CARTA
Ainda no Hospital Sírio-Libanês, Lula recebeu carta de Barack Obama dizendo-se "triste". Não basta ser solidário; tem que participar.

PDT CÚMPLICE DE LUPI

A poderosa facção PDT reunida, tornou-se cúmplice de Carlos Lupi.

Com o encontro de ontem, confirmando sem assinar embaixo, apoio e cumplicidade a Carlos Lupi, o PDT além de manter a primeira-presidenta Dilma como refém, acabou se transformando numa legítima facção que acoberta os malfeitos do bando de seu protegido.