O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

31 de out de 2009

BOLA GENÉRICA

Morre Juvenal último remanescente da Seleção de 50
Moisés pereira
De Campos dos Goytacazes RJ

O último dos remanescentes da Seleção vice-campeã do mundo de 1950 faleceu hoje em Camaçari, na Bahia, onde morava há mais de 50 anos.

Se o fato de ter pertencido àquela histórica Seleção já é suficiente para que seja notícia no Sanatório, particulamente por ter nascido em Santa Vitória do Palmar, minha cidade natal, também é determinante para estas considerações.

Juvenal era zagueiro esquerdo na formação: Barbosa , Augusto e Juvenal; Eli, Danilo e Bigode; Friaça, Zizinho, Ademir, Jair e Chico.

Juvenal tinha hoje 86 anos, estava hospitalizado há 15 dias com a saúde debilitada e com dificuldades financeiras. Recentemente, programas esportivos da televisão noticiaram campanhas beneficentes pró-Juvenal, um ídolo do tempo em que a fama não era recompensada com benesses materiais.

Era um dos jogadores que ficaram estigmatizados pelo episódio denominado "Maracanaço" quando a seleção uruguaia conquistou o título mundial diante de 200 mil torcedores brasileiros estarrecidos diante da tragédia.

Tendo nascido em Santa Vitória onde iniciou no Rio Branco, jogou em Pelotas, no Brasil de onde se transferiu para o Flamengo e posteriormente jogou no Palmeiras, onde conquistou títulos importantes. Vestiu por 11 vezes a camisa da Seleção.

Outro jogador de Santa Vitória que chegou à seleção foi Cardeal que em 1937 disputou o campeonato sul-americano, depois de ter sido campeão gaúcho em 1935 pelo Farroupilha. Aliás no Farroupilha jogaram os vitorienses Lelo e Betinho, ambos bons jogadores mas sem o destaque dos que vestiram a "Canarinho".

29 de out de 2009

PRAIA DISTANTE

Na sua obstinada guerra contra o TCU, em particular, e a fiscalização em geral, Lula do Brasil da Silva gargarejou ontem que "temos que fazer, em vez de ficar discutindo merreca de dinheiro".

Então, só duas coisinhas: primeira, "merreca de dinheiro" é o salário dos aposentados e pensionistas da Previdência - que, por acidente de trabalho na metalurgia, é outro padrão; segunda, se tem que fazer, por que não faz? Faz, Cara! O Obama já dise, você é O Cara!
Então agora a gente sabe que Lula do Brasil da Silva não discute nem deixa discutir o salário justo para os aposentados porque não se importa com merreca.
Quanto a fazer alguma coisa, só se o governo fosse outro, porque este até agora não fez nada, nem vai fazer porque trabalho não é a sua praia.
No dia em que alguém desse governo arregaçar as mangas - fique certo - vai ser para tomar injeção no braço, porque tomar nos fundilhos "que não se levantam das cadeiras" é alegria do povão.

BOLA GENÉRICA

Eu vou pra “Pasárgada” e Celso Roth para o pódio
Moisés Pereira

O Campeonato Brasileiro de futebol está chegando às rodadas finais e ainda ninguém se arrisca em afirmar quem será o Campeão. Eu, porque estarei viajando nos próximos dias e, ficarei fora do espaço, deste pelo menos, durante algumas dezenas de horas vou tomar uma posição e possivelmente vá me quebrar.

No sprint final o jóckei é muito importante e uma meia dúzia de treinadores ainda tem chance de chegar lá.
Muricy o mal-humorado chegador, Ricardo Gomes repatriado da França, Andrade a nova 8ª maravilha do mundo dos “cariôcos” como diz o Lauro Quadros, Mário Sérgio redivivo depois do Gre Nal, Adilson Batista comendo o mingau pelas beiradas, talvez o instável Hélio dos Anjos e Celso Roth.

Celso Roth é o meu eleito. Eis um treinador que sempre sofreu os maiores preconceitos. No Sul é o patinho feio, e dificilmente alguém tenha sofrido campanha contra tão insidiosa e sistemática quanto ele.

Não é o técnico dos meus sonhos, até porque considero que tenho motivos bem mais nobres para sonhar, mas não é pior do que a maioria, aliás, é dos melhores. Seus times são organizados, consistentes e dificilmente são envolvidos a ponto de serem massacrados numa campanha.

Contra o Celso sobram argumentos, é retranqueiro, não tem títulos importantes, persegue os craques. Pura pontualidade para desmerecer um profissional que pelo seu temperamento, timidez, ou falta de carisma tem dificuldade de relacionamento com os formadores de opinião e, daí por via de conseqüência com os torcedores. Rui Carlos Osterman , o professor, uma sumidade como comentarista justificou esta aversão a Roth dizendo que tratava-se de um casmurrão” eventual". Roth, penso, não entendeu e não gostou.

Nem sempre títulos são definitivos para dar qualidade a um treinador. Enio Andrade, considerado o melhor treinador da história no Rio Grande do Sul nunca foi campeão gaúcho, por exemplo, e não é porque tenha treinado o São José, o Farroupilha e outros times menores, porque perdeu títulos regionais treinando o Grêmio e o Inter.

Voltando a Celso Roth. Por todas essas razões, por ter sido perseguido pela maioria da imprensa gaúcha que muitas vezes prefere cascateiros e marqueteiros sem a capacidade de Roth é que torço por ele.
Muitas vezes vi Roth sendo tratado com desrespeito pelos crionistas gaúchos e pior vi comentarista comandando vaia quando seu nome era anunciado no alto falante do estádio Olímpico no início deste ano.

É por isso que nesse campeonato, embora a tabela de seu time não seja a melhor nas rodadas finais acredito que poderá ser vitorioso.

Enquanto estiver na Pasárgada, o território utópico de Manoel Bandeira, e embora não vá ter a mulher que quero, até porque ela está aqui, lá serei amigo do Rei, e até se Celso Roth perder o campeonato não importa, porque lá a vida é uma aventura de tal modo inconseqüente...

FESTA EM CARACAS

Hoje, quinta-feira, 29 de outubro de 2009, dia em que a Comissão de de Relações Exteriores do Senado decide sobre a entrada, ou não, da Venezuela no Mercosul, adivinhe onde se encontra o presidente do Brasil?!?

Errou. Não, não está no Palácio do Planalto. Está em Caracas para uma visitinha ao amigo Hugo Chávez que vai durar coisa de um dia e meio. O suficiente para comemorar a aprovação do protocolo de adesão, produzindo assim mais um factóide de repercussão continental. E essa celebração teria mesmo que ser feita a dois, para o bem geral do ego de cada um deles. Afinal, ninguém é feliz sozinho.

ZELAYA TEM FUTURO, POR SUPUESTO

Imagem:totaltvbrasil

Agora é sério, o governo de Honduras entrou na Corte de Haia com representação contra o Brasil por ingerência em assuntos internos. E, ao que tudo indica, o governo hondurenho vai pedir indenização pela cumplicidade brasileira nos danos irreparávei causados aos país que se libertou do jugo e das estrepolias de Manuel Zelaya e sua laia.

O desassossego de Honduras começou no dia 21 de setembro, quando Zelaya se homiziou na Estalagem Da Silva, em Tegucigalpa, para assumir o lugar de Celso Amorim naquela ponta de território brasileiro em Honduras.

De lá, desde que chegou, Zelaya prega a conflagração popular, provoca disturbios, desordens, causa mal-estar público, amedronta a população e tenta comandar - sob inspiração de Chávez e complacência do governo Brasil Da Silva - uma perturbadora e pernicioosa guerrilha urbana.

Pois, assim é que, ontem o governo de Honduras apelou para a Corte de Haia, principal órgão judiciário da ONU pedindo “a adoção de medidas provisórias ou cautelares caso não sejam interrompidas as atividades ilegais do Governo do Brasil que alteram a ordem pública interna de Honduras e que representam uma ameaça ao desenvolvimento pacífico do processo eleitoral de 29 de novembro".

O documento assinado pelo chanceler da República de Honduras, Carlos Lopez Contreras em nome do governo Roberto Michelleti tem dois pontos básicos: 1) la petición del gobierno de Roberto Micheletti contra la República de Brasil, país con el que se tenían relaciones diplomáticas desde hace más de cien años. A representação entregue a Julio Rendón, da Comissão Internacional de Justiça, Julio Rendón, diz que se justifica "por cuestiones jurídicas relativas a las situaciones diplomáticas y al principio de no intervención en los asuntos que son de la competencia interna del Estado".

2) O documento diz que "el fundamento de la solicitud recae en la comisión de ilícitos, por parte del Gobierno de la República Federativa de Brasil, que generan responsabilidad internacional con relación a sus obligaciones establecidas en la Carta de las Naciones Unidas y en la Convención de las Naciones Unidas sobre Relaciones Diplomáticas".

Lula do Brasil Da Silva até agora, fugindo de seu costumeiro papel de falastrão, não disse uma palavra a respeito. Nem poderia mesmo, afinal ele não viu nada, não sabe de nada e, como de hábito, não fez nada. Foi Celso Amorim, ou Marco Aurélio Sargento Garcia. Um dos dois. Eles que se virem.

Quanto a Manuel Zelaya, é bem provável que despejado da Republiqueta que o Itamaraty permitiu que fosse instalada dentro do Boteco Brasil Da Silva, em Tegucigalpa, seja convidado para liderar o Movimento dos Sem Teto aqui na pátria amada, idolatrada, salve, salve do governo Brasil Da Silva e seus seguidores de fidelidade canina. Desde que Hugo Chávez desse permissão ao seu amigo Da Silva, por supuesto.

Pelo menos, o banho ele não iria estranhar e teria, em Genro - o Tarso que não faz falta a Lula na Justiça, um bom advogado e defensor de sua nobre causa.

28 de out de 2009

O APAGÃO

Foto: R. Stuckert/PR E assim Lula vai apagando o Brasil Da Silva.
O VIOLINO NO TELHADO
Foto: R. Stuckert/PR
O brasileiro já sabe: nem é preciso mais olhar para tocar a vara.

CANSEI DE ILUSÕES

Quanto mais santa Dilma Roucheffe e seus coroínhas negarem que suas peregrinações pelos palanques do PAC são escalas da campanha eleitoral de 2010, mais será reforçada a imagem de que ela e seus fiéis andarilhos não têm nenhum compromisso com a verdade.

A essa altura da procissão, a ala dos crentes aqui do Sanatório, troca a ladaínha e os cânticos fervorosos, pela dolência da música popular brasileira e bota no andor o desencantado Tito Madi: "Mentira, foi tanta mentira que você contou; mentira, foi tudo mentira, cansei de ilusões"...

FAMÍLIA ADAMS

Foto: ABr

Luís Inácio Adams, novinho em folha na Advocacia Geral da União, sem largar de mão o posto de advogado-geral bancou o porta-voz do governo Lula Do Brasil Da Silva: A ministra Dilma não é candidata no momento. Ela é ministra. Tem o direito e o dever de estar presente em atos pertinentes à administração institucional”.

RODAPÉ - O quiéisso, companheiro?!? Fala por inteiro. Diz que, para exercer esse "direito e dever", ela tem deixado os deveres domésticos da Casa Civil de lado para assumir a identidade de Mãe do PAC. Isso é burla e escárnio. Declarações acobertadoras assim são um horror. Coisa de um bom episódio da Família Adams.

ELEIÇÕES NO URUGUAI

Imagem: redebrasilatual
Zé - O Último dos Mujicanos

DE PASSAGEM...

O desabafo de um pai derrotado
Moisés Pereira

Emocionei-me ao extremo esta manhã, ao ler a carta do músico e poeta carioca Luiz Fernando Proá relatando o desfecho de seu drama pessoal que culminou com a prisão de seu filho Bruno dependente de drogas.

Bruno que iniciou no vício com a bebida e passou por diversas experiências com maconha, cocaína, haxixe, ácido , etc, até entregar-se definitivamente ao crack há seis anos e agora estrangulou a namorada de 18 anos.

O pai lutou bravamente para recuperar o filho que chegou a ser internado cinco vezes, mas a luta foi inglória e hoje ao ver o filho preso sente-se resignado e as lágrimas são mais causadas pela tragédia que vitimou a namorada e sua família do que mesmo pela derrota com a perda do filho para a reclusão.

História como a de Luiz Fernando e seu filho Bruno desfilam todos os dias na nossa imprensa espelhando uma realidade terrível que abala a nossa sociedade.

A carta divulgada pelo pai é desses documentos que tocam a alma da mais insensível das criaturas e diz bem da impotência dos familiares na tentativa de recuperar viciados após a dependência acentuada especialmente o crack segundo os especialistas.

Resta-nos a reflexão inevitável de que somente o acompanhamento do desenvolvimento dos filhos e a educação podem ser determinantes na evitação de dramas desta dimensão.
Até quando teremos de conviver com esta situação.

Segundo turno no Uruguai

José (Pepe) Mujica o “meu candidato” a presidente do Uruguai obteve 47,39% dos votos válidos na eleição de domingo. O percentual não foi suficiente para que tivesse sido eleito no primeiro turno e passará por nova prova no segundo turno dia 29.

Será seu adversário Luiz Alberto Lacalle que obteve 28,53 % dos votos. O pleito do dia 29 promete ser parelho colocando em disputa a Frente Ampla de esquerda, e o Partido Nacional representante das oligarquias do pais oriental, aliás país pequeno, e contraditório no cone sul do continente.


Mujica, ex-guerrilheiro tupamaro, arredondou o discurso prometendo um governo moderado espelhando-se no estilo de Lula da Silva, não sei se engolindo sapos como aqui, é o candidato da situação e Lacalle que foi presidente de 1990 a 1995 tem a marca de um governo corrupto.

Lacalle terá o apoio do Partido Colorado, inclusive do candidato a vice o ex-gremista Hugo de Leon mostrando que também lá o esporte leva a tentativas políticas.

Pepe Mujica é um crítico contumaz do atraso uruguaio e dirigindo seu trator na chácara que possui nos arredores de Montevidéu na tarde da eleição expunha uma das contradições da pátria de Artigas : enquanto na eleição é usado aquele tradicional título de eleitor quadrado de 15 cm com foto, que nem era no Brasil, geralmente colado com fita durex e até esparadrapo, as vacas uruguaias são registradas eletronicamente, e tudo se sabe sobre elas.

Talvez porque sejam 12 milhões de cabeças, quatro, aproximadamente por pessoa. “Ema, ema, ema, cada um com seus poblema”.

27 de out de 2009

A MANDONA

Aí, de passagem por São Bernardo do Campo, longe dos afazeres domésticos da Casa Civil, dona Dilma Roucheffe respondeu às críticas do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes: "Nós não estamos fazendo vale-tudo eleitoral nenhum"!

Bom, se ela disse, então o ministro vai ter que acreditar. Do contrário, leva uma chapuletada. E ai de qualquer brasileiro que resolva achar que dona Dilma mente. Fica sem sua casa, sua vida e sem carteirinha de bolsa-familiar. O que o Brasil mais precisa para o ano que vem é uma mandona dessas, dando as ordens e botando os cachorros em todo mundo.

26 de out de 2009

JANGO & ZELAYA

Só uma coisinha: por que é mesmo que o PT e seus militantes não fizeram com João Goulart - o Jango, no Brasil o que querem fazer agora com Manuel Zelaya, em Honduras?!?

BOLA GENÉRICA

Gre Nal medíocre
Moisés Pereira
De Porto Alegre

Paulo Roberto Falcão, o ”Rei de Roma”, comentarista da Rede Globo e colunista da Zero Hora, listou no jornal de domingo procedimentos que adotaria se fosse reinador do Grêmio ou do Inter no clássico de ontem.

É certo que em 10 alternativas acertaria uma. Exatamente a que decidiu o jogo. Uma bola longa foi lançada para Alecsandro que fez a parede para D’Alessandro, este livre de marcação arriscou um chute da intermediária. Contando com o pique traiçoeiro da bola à frente do goleiro Victor e o clássico 378 estava decidido logo depois dos dois minutos iniciais.
Se este gol poderia dar esperanças de um grande clássico não foi o que aconteceu. O jogo foi medíocre. O Inter além do gol, muito pouco rendeu ofensivamente limitando-se a contra-ataques que pararam num bloco defensivo compacto do tricolor.
E o Grêmio denso no meio de campo também careceu de verticalidade ficando na dependência de uma luta desigual do limitado Perea na frente.
No Inter, D’Alessandro além do gol pouco produziu, e Giuliano foi dos poucos que se salvaram da mediocridade.

No Grêmio o único parecido com jogador talentoso era Douglas Costa que foi substituído no intervalo. Souza teve o lance mais agudo ao testar com chances de gol e Herrera na hora de chutar livre frente ao gol furou em bola de forma ridícula.

Seria melhor com Tcheco e Max Lopes? Quando a esperança é Max Lopes não há mais esperança. Para o Inter o resultando mantém as chances do G4 e o título não fica tão longe. O que preocupa é o futebol apresentado, lamentável. Pra não dizer que não falei na arbitragem. Seneme deixou de apitar um pênalti claro de Bolivar em Rever.

Não é devido à organização e ao planejamento que poucos times têm, que o Flamengo avança, é porque Andrade encaixou um time que tem no ataque um Imperador que o time carioca, nesta reta final, é a agradável surpresa.

Também o Galo mineiro de Celso Roth e do goleador Tardeli avançou e está mais do que nunca na briga. Isso representa mais emoção na decisão do certame onde o título está indefinido e o G4 ainda tem 7 candidatos.
Na outra ponta da tabela Fluminense e Sport são os grandes candidatos à degola, enquanto entre Santo André, Botafogo e Náutico, um deles escapará . Quarta feira teremos uma nova rodada decisiva.

RODAPÉ - Licencinha, Moisés?... Pois é. O Galo Mineiro não só avança, como está jogando bem. O Autuori dá saudade de Roth, né não?!? Aqui no Sanatório fica a impressão de que a melhor coisa do Grenal foi a expulsão de Rogério Ceni lá em Santos. Mário Sérgio, penhorado, agradece.

25 de out de 2009

O PRATO DO DIA

Dilma Roucheffe que há muito tempo deixou de lado os afazeres domésticos da Casa Civil, não foi à missa das dez e tirou o domingo para rebater as acusações de que estaria antecipando a campanha eleitoral de 2010.

A heroína da missão possível de quantas viagens se possa calcular ao lado do presidente Lula do Brasil Da Silva, olhou-se no espelho e viu em si mesma uma perfeita dona de casa para retrucar às críticas:"É preconceito contra a mulher. Eu posso ir para a cozinha, cozinhar os projetos. Agora, na hora de servir, não posso nem ver?".

Está cheia de razão. Os projetos que ela cozinhou ainda estão crus, continuam projetos. É preciso então pelo menos vê-los de perto, colocá-los em pratos limpos, porque do contrário eles vão torrar e ela se queima. De qualquer maneira, já faz tempo que La Roucheffe está frita como mãe desses projetos do PAC.

Ah, sim... Quanto à tese do "preconceito contra a mulher", isso é uma idéia machista. No fundo, no fundo, alguém tem que ser muito homem nessa democracia pra imaginar uma coisa dessas. No meio dessa fritura toda, o prato do dia é porco chauvinista, quando em excesso, tão indigesto quanto qualquer fruto do mar.

FOTO ACIDENTAL

Foto: R. Stuckert/PR
A imagem não é acidental: é umas das incontáveis tiradas na celebração antecipada das 64 risonhas primaveras de Lula do Brasil da Silva, promovida por um grupo de ansiosos fãs de carterinha do aniversariante que, na verdade, veio ao mundo num radiante dia 27 de outubro, nas cercanias de Garanhuns. As fotos não mentem jamais: um acidente, dois dedos perdidos.

OS PÉS PELAS MÃOS

Essa coisa de meter Cristo no meio, misturado com Judas, é bem do feitio de Lula do Brasil Da Silva - o Cara que troca alhos por bugalhos, bota a vida pública na privada, não tá nem aí se o pato é macho ele quer é comer ovo.

Gargarejou o que gargarejou, blasfemou o que blasfemou, mas pode estar com sobradas razões. Não que Cristo tivesse o topete de vir ao país de Lula e, para fazer sua política de boa vizinhança, chamasse Judas Iscariotes de "meu líder, meu amigo e companheiro" - como o nosso pai dos pobres, há bem pouco e aos abraços, andou chamando Muar Khadaffi. Longe disso.
Mas que Lula do Brasil tinha razões de sobras quanto à obrigatoriedade de coalizão dos políticos brasileiros com Deus e todo mundo, ah isso tem.

Então o Cara está certo. O PT não pode viver sozinho. Acha melhor brigar junto, do que chorar separado. Então chamou pra si um monte de neocompanheiros, uma súcia de velhos inimigos, uma tropa de nanicos, um que outro grande, se amigou também com o único partido comunista do mundo e, como não poderia deixar de ser, está unha e carne com o velho camarada bom e batuta que é o PMDB.

Grandes coisas! Por acaso o Henrique Meirelles não era ministro de FHC? E o Renan Calheiros não foi ministro de Justiça no governo tucano? E a maioria desse monturo todo que anda por aí, na Casa do Polvo, na Casa Civil, na casa da sogra, de gravata e palitó não é, isso sim, "herança de governos anteriores"?!?

Lula - o Profano não inventou a, digamos, coalizão ideológica e política. Nem é o criador do desaforo religioso. Só botou os pés pelas mãos no seu jeitão peculiar de dizer as coisas. Misturou Cristo com Judas, quando poderia muito bem, em nome da governabilidade, ter apelado pro diabo que carregue

24 de out de 2009

IMAGENS DE BAGAGENS

Foto: José Cruz e Souza
A imagem é do jornalista José Cruz que captou o antigo, o verde, o novo da velha rua Princesa Isabel, no centro da cidade de Pelotas - uma pátria pequena que eu tenho no Sul.




SOPRAR É BOM

Foto; Alan Marques/Folha
Um bando de puxa-sacos foi comemorar neste sábado o 64° aniversário de Lula do Brasil da Silva. Ele, no entanto, só vai cumprir suas 64 risonhas primaveras no dia 27. Grande coisa, esses 64. Há quem faça 69 todo santo dia e já nem comemora mais. De qualquer maneira, melhor do que nada, parece ser o lúdico exercício de soprar. Mas antes de deletar, olhe bem a foto. Aquilo ali à esquerda de dona Marisa Letícia é um clone sem chapéu?... E a gente pensava que não havia nada igual.Na hora de soprar, Lula do Brasil da Silva inverteu a posição das velinhas e fez a mágica de tranformar 64 em 46. Nisso ele é bom.

O UMBIGO DA DEMOCRACIA

A cabeça de Lula - o Profano, tem fronteiras para o que consegue entender por democracia. Ela não é um caminho para as andanças de um povo, de uma nação. Democracia para Lula do Brasil Da Silva é "um troço bom" mas, como tudo, tem limites.

Democracia para Lula é uma coisa, um troço, um negócio bom, desde que sirva de escadaria para seus périplos eleitorais - atalho obrigatório para o domínio, para a manutenção do poder, muito mais até do que o governo em suas mãos - um pouco acima do próprio umbigo.

Democracia tem sido mesmo "um bom negócio" para a Era Lulática que veio logo depois do Período FHC que também comeu e se lambuzou dessa democracia que garante a República da Esperteza. Tem sido um troço tão bom que eles podem fazer o que têm feito com ela e ninguém vê nada, ninguém diz nada, ninguém faz nada. Essas coisas pegam.

Foto: R. Stuckert/PR

A democracia do Brasil Da Silva é bem do jeitinho brasileiro. Gosta quando gostam do que seus donos dizem que fazem ou prometem fazer. Perde o prumo e ganha ranço de ditadura quando, por exemplo, os mecanismos oficiais de monitoramento, controle e fiscalização começam a funcionar mais do que são capazes de funcionar os despreparados donos dos cargos que ganharam de mão-beijada.

Toda vez que a democracia vence as barreiras da fronteira estabelecida pela mente insana in corpore sano de quem se adonou do conceito de governo & poder, um medo olímpico invade o coração de atleta que salta de tudo que é lado e desperta o espírito do vencedor que não admite derrota, nem perdoa competidores, a não ser quando se dão por vencidos.

A estreiteza com que Lula Do Brasil Da Silva exercita a sua democracia, afunila também os instrumentos de fiscalização de seus atos e suas circunstâncias. É assim com o PAC e com o jornalismo sem patrão - porque com os donos da mídia ele se entende. Lula quer porque quer transformar esses instrumentos em mais um de seus aparelhos. E para isso, sua cabeça não tem fronteiras. Enquanto ele não mandar no TCU e nos jornais, até que nenhum deles lhe provoque azia, Lula não descansa. Essa é a grande limitação que sua cabeça não conseguiu perceber ainda.

Pena que isso venha fazendo Lula do Brasil Da Silva misturar sua vida pública com a privada. Mesmo no bom sentido, o goverbno Lula nesses casos perde o rumo. Acha que não deve prestar contas a ninguém; nem ao seu próprio poder e menos ainda ao Judiciário, ao Legislativo, aos organismos de defesa da população, aos meios de comunicação e até aos que ainda tem estômago para entrevistá-lo.

Ele quer agora um organismo técnico, com força independente para julgar os atos e as obras do governo". Bola, não é isso mesmo que o TCU está demonstrando ser? Não é isso que a imprensa faz quando fiscaliza, investiga e noticia o que andam fazendo com a democracia nesse país?!?

O que é então que Lula do Brasil Da Silva quer? Está na cara: ser o único democrata do Brasil; das Américas; da Terra; do céu... E que o Supremo não se meta que ele chama o Judas para conversar. Ou um Zé Múcio, no TCU; um Toffoli, lá no STF...

FALA SÉRIO!

Foto: R. Stuckert/PR

Depois do que blasfemou sobre a coalizão que Jesus Cristo faria com Judas, Lula do Brasil Da Silva - o Profano pode dizer o que bem quiser e lhe der na cabeça.

Seu alvo mais próximo agora é, mais que o TCU, qualquer órgão de fiscalização ou de defesa da população. Assim é que sua contrariedade se volta também contra o jornalista e suas arteirices investigativas e fiscalizadoras.

É bom, por isso mesmo, que os senhores dos tribunais de contas e repórteres fronteiriços de todo o país ponham as barbas de molho - que as do Lula já estão arrepiadas.

Lula, depois de tirar Judas para dançar, gargarejou alto e bom som para quem quisesse ouvir: "O Brasil está travado. Não é fácil governar com a poderosa máquina de fiscalização e pequena máquina de execução".

Com "poderosa" ele quis coaxar que ainda não conseguiu dar o pulo do sapo no esquema de fiscalização oficial brasileiro; com "pequena máquina de execução", ele mentiu porque nunca a "máquina" foi tão grande; e também se enganou, porque nunca foi tão ineficaz e corrompida.

Lula que não consegue despertar em sua gente o espírito do trabalhador que saiu do ABC, está engendrando agora uma espécie de câmara de nível superior, que tenha autonomia para decidir rapidamente se uma obra pode ou não ficar parada. E explica mas não justifica: "porque senão o país fica atrofiado".

Atacado de atrofia moral o governo finge que não vê e não sabe que, se a banda podre da democracia trabalhadora que toca com avidez as coisas públicas não metesse a mão, nem fraudasse licitações, não desviasse dinheiro público, não corrompesse e nem deixasse se corromper, as obras não seriam interrompidas, nem embargadas.

É só uma questão de honestidade. De ser e de falar sério. Obra de interesse público é obrigação de qualquer governo e não compromisso com financiadores de campanha eleitoral.

Quanto às notícias, em nome da liberdade de expressão, elas vão continuar dando azia. Pelo menos enquanto Lula Do Brasil Da Silva - o Blasfemo, não emplacar o tal Conselho Nacional de Comunicação, seu velho e querido objeto de desejo.

23 de out de 2009

MAIS UMA SAIDEIRA

Foto: El Heraldo/Tegucigalpa
Zelaya, o morador mais ridículo e incomodativo que a Estalagem Brasil Da Silva já teve que aturar, lançou mais um dos seus ultimatos ao governo de fato de Honduras. Isso já não é mais ultimato; é saideira. Sempre tem mais uma. Parece que bebe. Bebe e bota na nossa conta.

JORNALISMO SEM PATRÃO

A essência anárquica da webmedia resgata a liberdade perdida no exercício obrigatório da notícia. Na internet, o jornalismo não tem patrão. Salvo horrorosas exceções.

PERIGO NA CERTA

Preste atenção quando Lula do Brasil da Silva rouqueja. É perigo na certa. Quando ele diz que é preciso revisar os organismos de defesa da população e recomenda tirar o poder de fiscalização do Tribunal de Contas da União, ele está dizendo na verdade que democracia é a vontade soberana dos que manobram a democracia do jeito que ele quer.

Lula não está nem aí para a possibilidade de que as investigações do TCU tenham ou não fundamento ou total razão de ser e indícios de absoluta verdade, o que importa é que seja feita a sua vontade, assim na terra como no PAC. Jeitinho adotado à imagem e semelhança do homo sapiens das Américas, Hugo Chávez, o democrata da Venezuela que cai de quatro e sai pastando.

Quando ele sugere que deve ser criado um conselho especial, uma comissão ou coisa que o valha para fiscalizar quem fiscaliza, ele está dizendo que essa excrescência, tipo berruga, cupim ou corcunda e o diabo a quatro, Lula está escondendo que a coisa medonha vai fiscalizar tudo que se interponha à vontade da República da Esperteza. os governos estaduais e municipais,

No bojo dessa proposta estão para ser liquidificados o Judiciário, o Legislativo, o Executivo por inteiro, os sindicatos, as instituições de classe, as que não têm classe nenhuma, o TCU e a festiva e audaciosa imprensa que edita jornais que lhe dão azia.

Quando Lula do Brasil da Silva gargareja é perigo, na certa.

A HORA DA POSSE

Foto: R. Stuckert/PR
E o re/conhecido advogado do PT, Zé Antônio Dias Toffoli, toma posse como ministro no STF. Pelo beijo agradecido, indecoroso e explícito pespegado pelo irmão do ungido, bem à moda Don Corleone, parecia que estava tomando posse de Lula do Brasil Da Silva.

Foto: R. Stuckert/PR
Outro flagrante histórico. Toffoli forma dupla com Dilma Roucheffe. Amanhã ou depois, mais cedo ou mais tarde, vai ser cada um por si e a Justiça a Deus pertence. Deus brasileiro, decerto.

Foto: R. Stuckert/PR
Na hora da posse todo mundo aparece. Toffoli, na maior, mais amiga e respeitosa intimidade com dona Marisa Letícia e Lula do Brasil Da Silva, com braços e olhar distante. Atrás dois papagaios de pirata: La Roucheffe e o sombrio e influente Thomaz Bastos.

ATRASADINHA

A oposição agora diz que Lula faz "apologia à corrupção". Como sempre, os oposicionistas correm atrás. Qualquer presidente nesse mundão de Deus que tenha a ousadia insana de dizer que Cristo faria coligação com Judas, está apenas revelando às escâncaras quem ele realmente é; o que ele pensa da política e o que ele faz com o seu governo.

Lula já vinha há muito tempo deixando às claras que os fins justificam os meios no seu jeito de governar a República da Esperteza. Faz isso desde quando iniciou campanha aberta contra os organismos de fiscalização das obras públicas - mais do que sabido e conhecido canteiro de maracutaias, licitações fraudulentas, fraudes, desvios e superfaturamento, às custas das burras públicas. A oposição até pode estar certa quando denuncia essa "apologia à corrupção"; mas já vem tarde.

Na verdade, Lula do Brasil da Silva quer acabar com os organismos de defesa da população, da ordem, da seriedade, onde ele ainda não tem maioria e, onde por isso mesmo, não manda nada.

ESPORTE POR ESPORTE

Parreira na África do Sul. Ainda que os vinhos africanos tenham boa cotação. Essa uva não dá mais cacho.

Diretor do Inter se irrita com rumores sobre contratação de Luxemburgo. Imagina então o humor do garoto Neymar, ao saber que Luxemburgo vai continuar no Santos.

Vagner Love é punido pelo TJD e desfalca o Palmeiras contra o Goiás. Desfalca o quê?!? O Tribunal acaba de complicar a vida do Goiás.

OS BONS SÃO A EXCEÇÃO

Dom Dimas Lara Barbosa, secretário-geral da CNBB deu uma lembrada de catecismo em Lula do Brasil Da Silva, por causa de sua blasfêmia exibicionista, tirando Jesus para dançar sem sequer estar coinvidado para a festa no céu:

Judas foi um discípulo de Cristo. Cristo conhece o coração das pessoas e respeita a liberdade de cada um. Agora, Cristo não fez aliança com os fariseus. Pelo contrário, teve palavras muito duras para eles”.

Fugindo de maiores confusões, dom Dimas cometeu também seu ato falho, ao tirar o corpo fora: "não estou me referindo a nenhum partido político; existem pessoas boas em todas as legendas".

RODAPÉ - Ficamos entendidos então que essa é a exceção da regra. Tivesse o secretário da CNBB dito que há pessoas ruins em todas as legendas, seria mais fácil e mais rápido seprara o joio do trigo.

CONTRATADO PARA MATAR

Vencemos a praia de Ipanema para manter Ronaldo, diz dirigente corintiano. Luiz Paulo Rosenberg, vice de marketing do clube paulista diz que força da torcida pesou para a renovação do contrato do Fenômeno. Esse pessoal sabe que, em futebol, quem não faz; leva! Quem não mata; morre!

Mas então o que é mesmo que Sérgio Cabral - o governador Super Bonder, aquele que não desgruda, está esperando para contratar esse Rosenberg e sua turma para acabar com a guerra do tráfico no Rio e salvar os cariocas?!?

PÍLULAS DE VIDA

Em Brasília, a maior e melhor diversão quando se dá de cara com um desses legionários assessores do governo que puLulam por aí, com ares de grande coisa - como se antes deles o serviço público não existisse - é perguntar-lhe: - O que é mesmo que você tem a ver com o cargo que ganhou?

Se quiser continuar se divertindo com um desses exemplares de glândula do saco do Judas, judie dele mais um pouco: - E o seu salário o que é que tem a ver com o seu emprego?

Esse exercício de troco à empáfia das neofiguras da República da Esperteza tem o efeito das pílulas de vida do Dr. Ross - fazem bem ao fígado de todos nós.

OPOSIÇÃO COMEMORA

Os oposicionistas estão vibrando: o PT convidou o MST para fazer parte da campanha pela candidatura de Dilma Roucheffe ao Palácio Da Silva, em 2010. Pela antipatia geral que provoca, o MST vai aumentar os índices de 40% de rejeição popular à mãe do PAC. A oposição, no entanto, está com um pé atrás - isso pode ser coisa da facção petista que faz de tudo para que ela não seja a sucessora Lula do Brasil.

O FIM

E, então, o governo conseguiu dar à gripe suína o mesmo fim que acabou com a dengue, a malária, a febre amarela, as mortes de SUS nos corredores dos hospitais públicos... Deu Doril e a gripe sumiu.

PAI DE TODOS...

Vejam bem e pensem melhor sobre o que Lula do Brasil Da Silva rouquejou: "Uma forma de evitar a montagem do governo é ficar dizendo que vai encher de petista. O que a oposição quer dizer com isso? Era para deixar quem estava. O PSDB e o PFL (hoje DEM) queriam deixar nos cargos quem já estava lá. Quem vier para cá não montará governo fora da realidade política. Se Jesus Cristo viesse para cá, e Judas tivesse a votação num partido qualquer, Jesus teria de chamar Judas para fazer coalizão".

RODAPÉ - O Sanatório já registrou essa enfermidade do presidente que fala sempre como pai da matéria, pai da raia, pai do PAC, pai da mãe dele, pai celestial e agora Pai de Cristo. Mas, licencinha, só um toquezinho a mais: essa blasfêmia é assim tipo Rexona, sempre cabe mais um... Se o deus brasileiro que existe dentre de Lula fosse bom conselheiro já lhe teria avisado que Cristo perdoa os pecadores, mas não se mistura com eles. Jamais Jesus Cristo estaria no lamaçal em que o pai de todos, fura-bolo e mata-piolho quis colocá-lo.

DINASTIA PARAOLÍMPICA



O presidente do Senac-DF, senador Adelmir Santana, tem a honra de convidá-lo(a) para o coquetel de lançamento do livro Dinastia Paraolímpica - A inserção social em movimento, dos autores Mike Ronchi, Graziella Miletti e Sérgio Siqueira, da Editora Senac-DF, que se realizará no dia 27 de outubro de 2009, às 19h30, no Café Cultural da Caixa - SBS Quadra 4 - Brasília/DF.

22 de out de 2009

VIDE!

Imagem: dizai.com
Se quisesse, Jesus Cristo simplesmente teria cruzado os braços lá no Calvário. Como Deus é brasileiro, abre os braços e não acontece nada. Vide Cristo Redentor, no Rio Olímpico; vide bula, no Sanatório; vide Lula, no Palácio.
SEM PAPO - Lula disse o que disse, mas não deu sinal nenhum de quanto seria a propina para Judas, se Cristo fosse - como ele - um líder aqui no Brasil. Provavelmente porque, a essa altura da história pagã nacional, Jesus não tenha falado nada a respeito com Lula por absoluta falta de confiança.
A LÍNGUA - Sendo assim como é, Lula do Brasil da Silva injuriou até Jesus Cristo. Imagine se não tivesse a língua presa.
FARINHA DO MESMO SACO - Depois de ofender Jesus, a quem qualificou - se por aqui estivesse - como provável cúmplice de um traidor, Lula do Brasil Da Silva reduziu seus aliados ao reles e glandular conteúdo do saco de Judas. E, sem se dar conta, colocou-se no mesmo lugar dos seus parceiros e companheiros bons e batutas.
DEUS BRASILEIRO - Lula Do Brasil Da Silva quando disse que Jesus faria acordo até com Judas, deveria muito saber o que queria dizer: afinal ele se acha o Pai do Homem.

JUDAS BRASILEIRO

Imagem: marcondeslucena

Ó tu, sacri-panta! Ainda que mal saibas ler, está na Bíblia - um dos compên-dios mais notáveis da humanidade: Jesus Cristo morreu na cruz porque não abriu mão de sua trajetória de bondade, porque jamais abdicou de seus ideais.

Nuncanahistóriadomundo entraria em pré-acordos, negociações, artimanhas de cooptação, compra e venda de traidores como Judas Iscariotis. Foi crucificado por isso mesmo. Pela dignidade dos seus propósitos, pelo respeito e pelo amor ao próximo.

Se no Brasil vivesse hoje, Cristo não seria aliado de Sarney, Renan, Collor, Temer, Zé Dirceu e muito menos de Lula e sua madona mãe imaculada do PAC. Ao contrário do fariseu-mor da República dos Calamares, hoje - uma vez mais - Jesus Cristo simplesmente abriria os braços. Seria recrucificado. Logo depois que perdoasse os bons ladrões. E, então, subindo aos céus, sentado à mão direita de Deus, Pai Todo Poderoso, diria:

- No Brasil, tanto quanto Deus da Silva, Judas é brasileiro!

A ARMA DO POVO VENEZUELANO

Quem diria?!? A mais recente, ordeira e eficaz arma do povo venezuelano contra o ditador Hugo Chávez é o chuveiro elétrico! Desde que Chávez pediu para que os banhos durassem apenas 3 minutos para poupar água e energia, verdadeiras hordas de subversivos andam batendo de porta em porta, distribuindo panfletos para que o pessoal fique pelo menos 30 minutos cantando sob a ducha de água quente.

O movimento tem três grandes vantagens: 1) vai haver apagão de energia no governo chavista; 2) vai faltar água na terra que hoje pertence a Chávez; 3) Chávez vai ficar surdo de tanta merengada embaixo dágua.

CPI DO MST

Os oposicionistas não vão ter nem tempo de comemorar o banho de bola que deram nos governistas, abrindo a CPI do MST. Os fiéis seguidores do homem, nesse mundo cão, já manobram na mesma pista escorregadia que demoliu com a CPIada da PTrobrás. Eles querem - e vão levar - a presidência e a relatoria da comissão. E ainda vão tripudiar: MST - Melamos Sua Tentativa.

OS CÃES E O HOMEM

Adolf Hitler vivia repetindo: - O cão é o mais fiel amigo do homem... Seus ministros rastejavam: - Nós somos os cães fiéis do füher. E Hitler completava: - Eu sou o homem!

O SACO DOS ALIADOS

Lula do Brasil da Silva, do alto de sua prepotência verborrágica não respeitou Cristo e muito menos aqueles com tem feito suas coalizões. Acaba de chamá-los de alguma coisa pior e mais baixa do que o saco de Judas.

BOLA GENÉRICA

Pato deslanchou e o Porco empacou.
Moisés Pereira
De Porto Alegre

O futebol da quarta feira trouxe-nos espetáculos contraditórios. Enquanto no futebol europeu e, também brasileiro de exportação tivemos jogos memoráveis em mais uma rodada da Liga dos Campeões, aqui em nossos gramados a mediocridade imperou.

O aguardado clássico do estádio Santiago Bernabeu em Madri reuniu o Real, dono da casa e o seu time de galáticos milionários, contra o Milan um pouco descontado depois de perder Kaká e iniciar de forma irregular o certame da liga italiana.

O jogo foi eletrizante com o Real fazendo um bom primeiro tempo e pulando na frente numa falha do goleiro Dida que Raul a jóia madrilhenha não desperdiçou.Pirlo empatou o jogo e logo Alexandre Pato em velociddade colocou o Milan em vantagem.

O Real, mesmo sem Cristiano Ronaldo e com Kaká, muito individualista, chegou ao empate. Mas Pato, que jogava pela primeira vez em Madri ao receber lançamento primoroso de Seedorf bateu de chapa para estabelecer a vitória e salvar a pele do técnico Leonardo do time de Berlusconi.

Convenhamos que foi um futebol de alto nível e até Ronaldinho Gaúcho mostrando disposição foi destaque no jogo mostrando que não desapreendeu de jogar e, se some na maioiria dos jogos, deve ser por outras razões que não o futebol.
Enquanto isso no nosso Campeonato tupiniquim o Palmeiras que se aproximava do título entrou em parafuso nas últimas rodadas e, ontem à noite, mais uma vez perdeu, desta feita para o Santo André que estava na zona do rebaixamento.

Isto apenas atesta que o nivelamento por baixo do nosso futebol é um fato notório e não temos uma equipe confiável para despontar como acreditado campeão.

O próprio Palmeiras do predestinado Muricy não passa de um time médio, dependente de Diego Souza ou Marcos, e os"craques" Clayton Xavier e Vagner Love estão devendo na reta final.

A tônica tem sido pequenos sprinters de alguns times. Atualmente é o Flamengo e o Cruzeiro que vem acelerando na reta de chegada embora ainda distantes.

Bom para o contexto que teremos nesta oito rodadas faltantes muitas emoções começando pelos clássicos do próximo fim de semana, e muito exercício de futurologia dos da opinião correndo risco de se quebrarem.

Aliás, pela tabela, ainda acredito no Palmeiras, mas não me cobrem nada. Porque quando tem um time bom é fácil o diagnóstico, mas com cavalos paraguaios, flanelinhas e aqueles que morrem na praia fico sem muita convicção.

DIÁRIO DE BORDO

O Sanatório no Uruguai
Moisés Pereira

Em julho de 2008 em Buenos Aires, assistimos, eu e a Narinha, a uma entrevista do ex-guerrilheiro tupamaro, José Mujica, quando fiquei impressionado pela sua retórica irreverente e bem humorada analisando os problemas da Argentina e principalmente do Uruguai, ainda na época em que pleiteava ser candidato a presidente.


Mujica tem 74 anos, é senador, ex-ministro da Agricultura, militante histórico da esquerda uruguaia. No dia seguinte, a bordo do buquebus na travessia de Buenos Aires para Montevidéu eis que encontro Mujica que em plena campanha, vendia seu peixe, ou melhor seu gado, aos passageiros presentes.

Lembro que na roda em que estávamos, afirmava que o Uruguai sempre viveu dependente da produção primária, especialmente o gado, fazendo a imagem de que os orientais continuavam gigolôs das vacas como no século passado.

Foi quando fizemos a foto deste post. Eis que José Mujica é um dos favoritos na eleição a presidente do Uruguai em pleito que acontecerá no próximo domingo. Segundo o enviado especial da Zero Hora de Porto Alegre a Montevidéu, José Mujica se apresenta à imagem e semelhança de Lula defendendo um governo moderado de esquerda; ele trocou as roupas desleixadas por ternos bem cortados e até gravata que antes se recusava a usar.

Já é o meu candidato nestas eleições, até para valorizar a foto. Penso que para garantir a vitória, falta apenas o nosso editor Sérgio Siqueira fazer um post com a sua posição sempre talentosa, que, espero, seja contrária e teremos ao final de domingo as bandeiras tricolores (azul, branca e vermelha) da Frente Ampla tremulando na Avenida 18 de julho, nas cercanias de Montevidéu e em todos os recantos do Uruguai até o Chuy, onde temos raízes.

Concorrem com José Mujica o ex-presidente Luiz Alberto Lacalle, nacionalista do Partido Blanco, e Pedro Bordaberry, filho do ex-ditador Juan Bordaberry do partido colorado.

RODAPÉ - Não só postarei como apostarei que Mujica será o melhor para tudo que o Uruguai não precisa. Na penúria em que se encontra aquele querido país, vizinho e amigo, até mesmo alguém que se apresenta à imagem e semelhança de Lula do Brasil da Silva, pode ser uma real ameaça de que pode causar algum bem ao Uruguai. O povo, logo vai saber o que um governo similar, para não dizer genérico, ao brasileiro, pode fazer com a democracia. O Uruguai, pelo bem que tanto lhe quero, não merece virar uma República da Esperteza, inda mais sob a sombra de um esquife. Ou esse Mujica não é o Zé do Caixão?!?

PS: Meu preclaro Moisés, se uruguaio fosse, eu votaria num candidato que reconhecesse que o Uruguai é Punta del Este e sua capital é o Conrad.

CPI das CPIs

Os governistas lutarem até às últimas conseqüências para que a CPI do MST não fosse instalada não é surpresa nenhuma. Isso todo mundo já sabe. O que ninguém pode, nem de leve, imaginar é por quê eles não querem a tal comissão.

Já está em tempo de se criar a CPI dos Governistas. E CPI da Oposição, a CPI da Câmara, a CPI do Senado, a CPI do Palácio, a CPI da Casa Civil, a CPI das CPIs... De qualquer maneira, qualquer uma delas vai sair do nada para lugar nenhum. Pelo menos os políticos vão ter mais o que fazer.

ALIANÇAS DIVINAS


Lula do Brasil Da Silva não teve o Papa na língua: "No Brasil, Jesus teria que se aliar a Judas". Bem assim como o Deus brasileiro se juntou a Zé Sarney, Renan Calheiros e Beira-Collor.

ATO FALHO

Aí, então, o repórter do jornal Folha de S. Paulo disse perguntando a Lula do Brasil Da Silva:

- Seu aliado Ciro Gomes diz que há "frouxidão moral" na hegemonia da aliança entre PT e PMDB, da qual o sr. é o principal avalista. Como o sr. responde?

Lula passou a bola para Ciro, mas diante da insistência do jornalista a respeito da "frouxidão moral", o presidente do Brasil Da Silva, condenou-se:

- Ciro esteve no meu governo. A única coisa que não tem aqui é frouxidão moral.

RODAPÉ - Há controvérsias quanto à frouxidão moral, mas nenhuma dúvida de que tenha o resto das outras coisas.

OS EXÓTICOS

Estudos personalizados de mestres oficiosos em ciências políticas e governos invisíveis em andamento nos corredores da Universidade de São Paulo, sem a chancela oficial da USP, revelam que a popularidade de Lula no Brasil Da Silva vem do bolsa-escola que herdou dos tucanos e transformou em bolsa-família-ociosa.

Os mesmos curiosos pesquisadores garantem que no exterior Lula do Brasil Da Silva aparece como vice-campeão no ranking de presidentes mais exóticos do mundo. Perde apenas para Hugo Chávez, o histriônico imbatível.

Em terceiro lugar, renasce das cinzas o comandante Fidel Fênix Castro; Manuel Zelaya já está aparecendo como forte candidato ao grupo top ten mundial. Precisa apenas de mais uma ou duas semans na Estalagem Brasil, em Tegucigalpa.

REPÚBLICA DOS CALAMARES

UM DEDINHO DE NADA - Analistas oposicionistas já vislumbram de tudo um pouco e algo mais na campanha pela sucessão de Lula do Brasil da Silva em 2010. Garantem que estudos em adiantado estado de putrefação levam à possibilidade do candidato à cadeira onde Lula não pára com os fundilhos hoje no Palácio, sacrificar um dedinho de nada da mão esquerda a bem do serviço público. Desde que o candidato seja destro - que ninguém é de ferro.

BENGALADA - Que totó levou o porco nesta quarta-feira no Parque Antártica. Levou 2x0 do Santo André, um time cuja dupla de meio de campo, Marcelinho e Fernando, somam 80 anos de idade. Nem foi totó, foi uma bengalada.

O QUE FAZEM - E, então, estamos todos de acordo: o regime político no Brasil é democrático. O trágico é o que o governo vem fazendo com a democracia.

EM NOME DE DEUS - O governo Lula do Brasil da Silva e as bandas podres dos Poderes constituídos fazem com a democracia, o que os bispos e pastores de igrejas de ocasião - dessas que proliferam por velhos cinemas e salões de baile falidos - com o nome e em nome de Jesus Cristo.

CASSAÇÃO OLÍMPICA -As fotos e os flagrantes da guerra no Rio de Janeiro que os heróis das Olimpíadas conseguem esconder por aqui, a imprensa do mundo inteiro publica. Depois do The New York Times, ontem foi a vez da revista francesa L'Express que editou uma seleção de imagens da tragédia cotidiana dos cariocas. Não se assustem que as estrelas do COB e o pai dos Jogos já estão tremendo. Não demora nada, o Comitê Olímpico Internacional, revoga a decisão que elegeu o Rio para sede da Olimpíada em 2016. Tem é que não falta para isso.

RISCO MAIOR - A conflagração é tamanha no Rio de Janeiro que Genro - o Tarso de Lula na Justiça, comentarista oficial de tudo que já tenha acointecido e Nelson Jobim das Selvas já deveriam ter pensado em transferir a Tropa de Paz lá do Haiti para Copacabana. A idéia não é boa: aqui os nossos soldados correriam um risco muito maior.


MENOS R$ 30 MI - A oposição impediu nesta quarta-feira que a Comissão de Tributação e Finanças da Câmara passasse dos cofres públicos R$ 30 milhões para o saco sem fundo da UNE - União(?) Nacional de Estudantes. A desculpa para o projeto do governo Da Silva era a "compensação pela destruição da sede da entidade no Rio, em abril de 1964". E asim é que lá se foram por águas do São Francisco abaixo, milhões e milhões de carteirinhas y otras cositas más.

O CAMINHO DE CABRAL - A ideologia do PMDB não perdoa, mata. Já acabou com as pretensões de Lindberg Farias - o ex-presidente da UNE que virou prefeito na Baixada Fluminense que queria governar o Rio. Lula do Brasil teve que ceder às primeiras ordens da cúpula dos novos companheiros da próxima eleição: caminho livre para a reeleição de Sérgio, o Cabral que descobriu por acaso o Rio Olímpico.

BOA DESCULPA - No fundo, no fundo, era o que Lula do Brasil mais queria. Só precisava de um boa desculpa para dizer ao Lindberg que "sabe, companheiro, eu não posso fazer nada". E o seu amigo do peito, penhorado, agradece. Bota penhor nisso. Essa enjambração toda, porém, acontece no país do pré. Pré-Sal, pré-candidato, pré-acordo, pré-frio.

ENGASGADOS - Jarbas Vasconcelos, Orestes Quércia, Pedro Simon e outros peemedebistas das primeiras horas, tantas que já chegaram à melhoridade, não engolem o tal pré-acordo elucubrado por Michel Temer e Berzoini, o pai dos velhinhos da Previdência. Garantem que as bases do partido não concordam. Sonham com um candidato próprio à Presidência da República. Por enquanto estão acordados. Podem pegar no sono.

VAIDADE DAS VAIDADES - Se o Congresso promovesse a Expo-Fogueira das Vaidades, Michel Temer seria o presidente da pirotecnia. Sua vaidade sacrifica o PMDB em nome da vaga de vice para ele mesmo na chapa de Dilma Roucheffe - a que já não cuida mais dos afazeres da Casa Civil.

A TÁTICA - Deu a louca em Yeda Crusius, credo! Diz que vai ser candidata à reeleição. É nisso que dá um mau exemplo. Como ela vê que, quanto mais erra, mais Lula ganha eleitores, acha quem com ela se dará o mesmo. É capaz de dizer que, em nome dessa crença, vem provocando escândalo em cima de escândalo. Uma tática que se dá certo em Brasília, tem tudo para ter sucesso em Porto Alegre.

COM O DIABO NO CORPO - Lula estava com o diabo no corpo quando, depois de dois anos, deu entrevista ao jornal Folha de S. Paulo: "No Brasil, Jesus teria que se aliar a Judas".

Rouquejou assim, como quem está acostumado a usar o Seu santo nome em vão. Mas revelou-se. é assim mesmo que pensa e faz, para depois dizer que não fez nada, não sabe de nada, não disse nada.

Regorgou também que "a transferência de voto não é como passe de mágica". E negando que ´já antecipou a campanha eleitoral de 2010, confirmou que se empenhará em transferir o seu prestígio e o do governo para Dilma Roucheffe, sua candidata.

Iludido, Lula do Brasil garante que a eleição de Roucheffe não significa um terceiro mandato dele: "a Dilma no governo tem de criar a cara dela. Rei morto, rei posto." Pois é aí que ele vai dar com os burros n'água. Sua volta em 2014 - na verdade em 1° de janeiro de 20145 - vai ser adiada pela impostura da Mãe do PAC que aquelas alturas já será Rainha do Brasil Roucheffe, para todo o sempre, amém.

Aí, só para dar os trâmites por findos e na expectativa de uma outra entrevista que amanhã é outro dia, grasnou que apoiou Zé Sarney na presidência do Senado por "segurança institucional", pois a oposição ia "fazer um inferno neste país". Demonizou e foi à luta. Luta, bem entendido, é coisa tipo assim uma viagenzinha à velha São Francisco. Esse rio daqui, não; aquele condado lá na Califórnia que tem aquele jeitinho assim que traz de nascença desde que o mundo é mundo. Mas Lula do Brasil da Silva pode mudar.

21 de out de 2009

BRASIL DA SILVA

Foto: R. Stuckert/PR
Ao centro, Lula do Brasil da Silva; à esquerda, Dilma Roucheffe pré-mala 2010; sentado à mão direita do todo poderoso, o Plano B do ano que vem.


Foto: R. Stuckert/PR
Pela atenção e seriedade do olhar de Aécio Neves, aquilo que Lula do Brasil da Silva aponta é algo nuncadantesvistonessepaís.

QUEM PAGA?!?

Foto: El Heraldo/Tegucigalpa
Faz um mês, exatinho, que a facção brasileira da Estalagem Brasil da Silva em Tegucigalpa não faz outra coisa do que senão zelar de Zelaya. Quem paga o salário dessa laia?!?

MINISTÉRIO DA VERDADE - A História Oficial


EU SOU AQUELA SOU

Não, meu nome não é Estela. Mas tenho um passado de guerrilheira urbana e civilizada. Quase politizada, não fosse esse jeito novo de fazer política que – assim como todo mundo – nem eu mesma entendo.

Nos meus bons tempos de band-aid no calcanhar, nunca andei armada. Sim, gostava de viver perigosamente, daí meu disfarce de esparadrapo.

Não, não fui eu quem fez o mapa da mansão do Dr. Arthur, codinome da namorada de Adhemar de Barros, ídolo do ícone Paulo Maluf – aquele que, ao contrário de outros companheiros – faz o que faz, mas faz.

Sim, fiz doutorado na Unicamp. Saí um pouco antes e me esqueci de ir buscar o diploma. Eles é que não se lembram mais. Seus dossiês estão desatualizados. Precisam de uma campanha para resgate de memória, para que “não aconteça outra vez”. Vou até falar com Genro que, como qualquer cunhado, não é parente.

Eu e a Varig fomos apenas bons amigos. E quem é esse tal compadre de Lula que eu teria recebido em audiência reservada? Não é aquele gauchão churrasqueiro que assava carne com chuveiro elétrico, não. Nem tampouco o Freud que nada explica.

Não, esse encontro jamais existiu. É que nem aquele com uma senhora que foi secretária do Leão. Leão, o treinador, não; Leão da Receita. Nunca me encontrei com ela. Não está na minha agenda; não está nos vídeos; não está no mapa. E não se fala mais nisso.

E quanto a essa coisa de Ali Babá e os 40 mensaleiros. Não, não sei de nada. Só sei que não eram 40, são 39. Bem, só se há mais um que tenha ficado fora, manjando o movimento. Se são 39 na história, então isso já é uma vitória. É bem como diz o marketing de um filme que anda aí pelos cinemas:"já vem com desconto".

Sim, sou conselheira petrolífera. Pode me chamar de petroleira. Faço esses sacrifícios de vez em quando, pois causam bem à alma, à cuca, à bolsa. E nem sempre eu digo não. São todos bons camaradas; são todos bons e batutas; são todos bons camaradas; são todos...

Aquela bolsa Kelly era uma reles imitação. Sim, comprei numa tenda desses camelódromos que tem por aí. O quê?!? Então é pirata?!? Não, não sei de nada. Nunca tive bolsa Kelly. Isso eu garanto para vocês, aquela não era uma bolsa Kelly. Se fosse, não seria minha. Poderia ser, quem sabe, dessa dona Lina que eu, volto a dizer, nunca encontrei na vida. Ela usa bolsas lindas.

Nunca, mas nunca mesmo, botei os olhos nem as mãos em dossiê FHC nenhum. Até telefonei um dia para a saudosa dona Ruth Escobar para dizer isso para ela. Não, para dona Ruth Cardoso eu telefonei foi para falar de outras coisas, amenidades, assuntos de mulher. Afinal nós duas sempre fomos cercadas por homens ingênuos e dóceis.

Essa histórias de dossiê, de bolsa Kelly, de mensaleiros, de encontros com a secretária do Leão, de armas em punho, de namoro com a Varig, de mapas do tesouro de Adhemar, são pura ficção. Nada disso existiu. Sim, sou religiosa, crente fervorosa, juro por Deus e todos os santos de todas as igrejas que tenho visitado.

Ah, sim... Não sou mandona. Não sou candidata. Já disse e repito! Não soooou candidata!!! Não me encham a paciência, pô! Não sou candidata!!! Sim, sim, no máximo, podem me chamar de pré-candidata. Vocês têm que entender, seus idiotas ingênuos e dóceis, candidata e pré-candidata não são a mesma coisa!!!

Não, meu nome não é Johnny. Nem Estela.

INSTITUTOS IDEAIS

No Ibope, Zé Serra volta aos 41%; Roucheffe e Ciro Coisa continuam empatados. Ela teria 17% e ele 16%. Em pesquisa política é assim 17x16 é empate. De qualquer maneira, a próxima encomenda de pesquisa pelo governo já não vai ser mais CNT/Sensus; tudo indica que será pelo Ibope.

Na mesma pesquisa, Marina Morena aperece com 9%. Como Heloisa Helena quer trocar alianças com a que se pintou de Verde, Marina pode chegar fácil aos 21%. Nesse caso, na próxima pesquisa, estará na frente do poste e da coisa.

TE ESPERO NA SAÍDA!

AS LETRAS -Lula do Brasil da Silva reduziu a atuação e os poderes da Abin. Para ele a sigla quer dizer Agência Burra de Inteligência.

TIRO NO PÉ - Quer passar vergonha? Apresente um currículo dizendo que é um dos agentes da Abin. É tiro certo no pé.

SURPRESA! -Dilma Roucheffe defendeu Zé Dirceu no depoimento que prestou ao Supremo Tribunal Federal. Para ela, ele não era chefe da quadrilha dos mensaleiros, como está no processo. Se fosse, pegava mal. Afinal, quem ficou no lugar dele foi ela.

TCUtuca - O governo Lula tem pavor do TCU. É que o tribunal fiscaliza as obras irregulares do PAC.

PITONISA - É comovente como o padrinho de Cesare Battisti, Genro - o Tarso que não faz falta a Lula do Brasil na Justiça, desempenha o papel de profeta do acontecido. Depois que tudo acontece, ele discursa com pose de advogado sindicalista sobre o que seu dono quer ouvir de sua voz.

AS CARAVANAS - Cada declaração de Genro, o padrinho de Battisti, é uma agressão à inteligência dos brasileiros. Tangenciando seus surrados conhecimentos de advogado consegue apenas escancarar o cinismo que vem caracterizando essas caravanas que passam com os cães que não ladram, antecipando as eleições de 2010.

CABEÇA CHEIA - Quando o Sanatório aconselhou Eduardo Suplicy a colocar a cueca vermelha na cabeça, já tinha diagnosticado o que ele tem na cabeça.

O RÉU - Luiz Francisco Barbosa, advogado de Roberto Jefferson, o detonador do mensalão, pediu a retirada do depoimento escrito de Lula do Brasil da Silva no processo dos mensaleiros. Ele quer Lula como réu. Barbosa diz em sua petição que os comprovados envolvimentos dos ex-ministros do núcleo duro do poder - Zé Dirceu, Luiz Gushiken e Anderson Adauto - são evidências claras do envolvimento de Lula no esquema.

AZIA - O portal Repóteres Sem Fronteira revela em seu relatório de 2009 que o Brasil ocupa a 71ª colocação no ranking de países com liberdade de imprensa. O documento deve estar sendo comemorado como um grande vitória do governo Lula: a Venzuela e Irã estão empatados no último lugar. Não é por nada que Lula do Brasil da Silva tem azia quando lê jornal.

PAPEL DO COISA - Ciro Gomes é objeto de uso do plano Roucheffe. Banca o pré-candidato - essa coisa que a República da Esperteza inventou para burlar a legislação eleitoral - só para demonizar Zé Serra e, na hora do pega-pra-capar se apresenta como candidato ao governo de São Paulo. Pior uso do que este, só mesmo aquela velha história do que o papel de embrulho disse para o pão: - Te espero na saída!

ALIANÇAS - O que já foi um símbolo de união para toda a vida, as alianças na politicagem brasileira, ganham agora o status de boca-rica, no verdadeiro toma-lá, dá-cá que o governo pode fazer com o olho grosso dos que se metem em partidos e acabam mandando no país. No fundo, no fundo, o que interessa nesse tipo de negociação, não tem nada a ver com política. Tudo é só uma questão de tempo de exposição na TV. A campanha do poste preferido de Lula do Brasil da Silva já tem como pinduricalho 7 partidos. Isso dá a Dilma Roucheffe o dobro de espaço a ser ocupado nas salas dos brasileiros. Boa chance para afinal, as famílias desligarem a televisão e conversarem um pouco, antes de quebrarem os pratos e jogarem fora as alianças.

20 de out de 2009

BOLA GENÉRICA

Futebol violento na estrada.
Moisés Pereira
De Porto Alegre

Repercutiu bastante em Santa Catarina, onde estou, o incidente envolvendo torcedores do Inter e do Goiás que se encontraram em restaurante junto ao Posto Sinuelo na BR-101 em Araguari SC. Retornavam os torcerdores colorados do Rio de Janeiro onde acompanharam o empate contra o Fluminense e quando almoçavam, chegou o ônibus da torcida do Goiás que retornava de Florianópolis onde oalvi-verde perdeu para o Avaí.

Apurar quem começou a briga é problema da polícia e a esta alturados acontecimentos não é o mais importante. O certo é que o confronto foi violento, houve quebra-quebra com prejuízos materiais em torno deR$ 15.000,00 e os "torcedores" baderneiros foram parar na delegaciaonde foi feito o dito termo circunstanciado para o prosseguimento do processo.

Violência entre jovens torcedores é um tema recorrente, que cada vez mais preocupa as autoridades, às familias e a ordem pública em geral.

Lembro que já na década de 60 excursões de torcedores movimentavam os jogos de maior importância no país e as estradas ora eram pintadas de azul, vermelho, alvi, rubro-negro, etc. conforme os times envolvidose o clima de festa imperava saudado como positivo para a grandeza doesporte.

Regionalmente, no Sul, minha primeira lembrança de torcida marcante era a do Brasil de Pelotas em tempos ídos e com lideranças emblemáticas que deixo de citar em respeito a pessoas que não estão mais na nossa dimensão.

Não que fosse violenta mas era ostensiva eocupava territórios adversários que passavam a ser seus domíniosespecialmente em praças onde os torcedores se mobilizavam menos. Hoje ao ver a mobilização da torcida xavante pela paz fico gratificado.

Na Europa, especialente na Inglaterra os grupos de torcedoresmobilizados para o vandalismo foram classificados de "Hooligans" eforam protagonistas de episódios onde foram contabilizadas váriasdezenas de vítimas.

Além do envolvimento com os clubes defendiam ideologías de direita e via de regra atuavam sob efeito de drogas.

O nosso país é prodigo de exemplos de violência provocada por gruposque usam o futebol e os clubes para extravasar suas revoltas,geralmente usando bebida e drogas nos confrontos de grande rivalidade.

Quando gangues se organizam inclusive pela Internet para operações condenáveis. Sem dúvida é uma manifestação preocupante, porque não traz mensagem,não tem projeto e não reivindica benefício. Limita-se à violência pela violência.

E não se diga que são marginais ou excluídos. Pertencem à nossa classe média perdida, sem identidade e poucas perspectivas.

Sou do tempo em que os jovens se mobilizavam por causas mais procedentes. Os estudantes queriam consertar o mundo, derrubar ogoverno e sonhavam com a democracia.

É certo que muitos acabaram presos nos porões do regime militar, quetanto semeou a ideologia do poder a qualquer preço que aplacou as consciências, e, hoje afora uma pintada eventual da cara, preferimos agir nos estádidos e nas estradas sem rumo e sem esperança.

RODAPÉ - No que toca à amada e genial xavantada, nosso diferencial, concordocom tua leitura de que, no momento, ela é muito mais de paz do que de violência... (Pedro Curi)

RODAPÉ II - Pra não ficar fora desse Sanatório, lembro a vocês, pelotenses, do grande goleiro Geóvio, do Xavante, escalando a tela pra subir no pavilhão do Estádio Joaquim Vidal, em Cachoeira, e tentar bater num torcedor (Arcelo Mafuz, pai do Sami) que o contemplara, do meio da torcida, com alguns elogios verbais....deve ter sido década de 1950.
abrs, inclusive para os destinatários que não conheço....

Cesar Augusto Gazzaneo

VIRADO À PAULISTA

Não é por nada, mas é por tudo que não faz em seu governo que a atucanada Yeda Crusius já era para ter arranjado uma boa gripe suína, ou um oma desses quaisquer que emprestam simpatia a qualquer poste e saúde política a todo animal social.

Já era para ter dado um tempo a si mesma e a seus adversários e saído a passeio sem data de retorno ao Piratini.

A essa hora, poderia estar desfrutando de uma boa pescaria, alguns acepipes e muita champanhota às barrancas do Velho Chico, assim como fazem os mais atilados. E essa onda de impeachment já teria se transformado num bom virado à paulista. Crusius, credo!

DILMA E O POST

Se há um blog nesse mundo que tenha razão para postagem é o da postulante Dilma Roucheffe - poste preferido de Lula Brasil da Silva para 2010. Ali sim, o post se justifica.

A azia de Lula do Brasil não tem nada a ver com a leitura dos jornais que mostram a vida no Rio como ela é. Ele agora está convencido de que a falta de espaço para tanto tiroteio e bala perdida faz dos jornais uma espécie de antiácido. Não se espante se, um dia desse, ele disser que toma o Café com o presidente comendo papel com Mantega. Falando de finanças, é óbvio lulante.

Gilmar Mendes - presidente do Supremo Trinbunal Federal, quer que Justiça Eleitoral apure as viagens de Lula com Dilma pelas barrancas do Velho Chico. Para quê? Se ele que é ele - presidente do STF - precisa que alguém investigue isso, imagine nós que pagamos os salários deles todos e ainda financiamos turnês circenses o tempo todo, por tudo quanto é parte?!?

O PMDB do Quércia não gostou nada, nada da ligação direta feita pela facção Michel Temer com o governo do PT pela campanha de Dilma Roucheffe. No PMDB nada acaba em pizza. Ali, o negócio é saber quantas fatias tem o bolo.

FOI QUE FOI


"Esse governo não rouba nem deixa roubar". (Filósofo da Corrente Majoritária, Zé Dirceu)
aAquela coisa de saber que não tem diploma, ficar ouvindo apresentadores de TV dizendo que é doutora e fazer cara de paisagem, não foi mentira. Foi omissão.

aAquela fria de dizer - induzida por Frank, o ministro da Verdade - que não se encontrou com Lina Vieira, ex-Secretária da Receita Federal, para falar sobre a famiglia Sarney, não foi mentira. Foi burrice.

aAquela alegação - ao ser flagrada com uma bolsa Kelly à tiracolo - de que se tratava de uma reles imitação, não foi mentira. Foi uma confissão: usava uma bolsa pirata!

"Esse governo não mente, nem deixa mentir".
(Corrente Minoritária)
RODAPÉ - Dona Dilma Roucheffe depõe hoje sobre o mensalão. Ao dirigir-se ao Supremo Tribunal Federal deve falar a verdade, só a verdade, nada mais que a verdade. Faz sentido.

BRASIL DA SILVA - O Lulapanar

Falando ao jornal O Globo sobre as caravanas que Lula do Brasil realiza com Dilma Roucheffe na boléia, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, advertiu que nem a pessoa mais ingênua acredita que se trata de fiscalização de obras:

“Estão testando a Justiça Eleitoral e o Ministério Público Eleitoral. É uma situação que, se se tornar repetida e sistêmica, há de merecer reflexão. É uma viagem feita com recursos públicos. Nem o mais cândido dos ingênuos acredita que isso é uma fiscalização de obras. Não se tinha visto até então a ministra Dilma fiscalizar obras. A questão tem que ser discutida. Muito do que está se fazendo, sorteios, entrega de brindes, tem característica de campanha”.

Na verdade o Brasil da Silva é uma balbúrdia. Os deputados e senadores fazem do Congresso Nacional uma grande casa de tolerância e o governo faz do país o maior lulapanar do mundo.

O ridículo disso tudo é que o ocupante do mais alto cargo da mais alta corte de Justiça da nação deixa resumir sua indignação e sua douta visão do mais escancarado arrepio à lei eleitoral e à Constituição a um velado alerta à Justiça Eleitoral de que o debochado crime "há de merecer reflexão".

Esse tipo de procedimento já é um caso explícito de Direito Público, não carece de denúncia. Merece abertura sumária de processo que, por sua vez, deveria ser sumário também.

Lula tem mais é que botar mesmo seu poste nas costas e sair por aí, enfiando-o no lombo do povo. Desse povo que seu governo comprou por R$ 52 bilhões nos últimos seis anos com bolsa-família e muitos outros tantos bilhões com vales e sacolas de tudo que é tipo e feitio, afora as bolsas de grife que dona Dilma Roucheffe escolhe com seu cartão corporativo.

NUNCANESSEPAÍS...

Nuncanessepaís, nem nos tempos da eleição de Lula I, muito menos na era Lula II, se mobilizaram tantas forças, tantos poderes, tantas estatais, afiliadas, agregadas, empresas públicas e notórias, cofres, siglas partidárias, organizações não-governamentais, viagens pra lá e pra cá, em uma pré-campanha à presidência da República.

Estão movendo, literalmente, rios e mares - como o São Francisco que recentemente, em discurso de dona Dilma Roucheffe foi promovido a tanto, em nome de Antônio Conselheiro. E removem montanhas e até céus, de tanta missa, culto e batucada que andam freqüentando por aí. Nuncanessepaís se usou e abusou tanto e tão em vão do santo nome da democracia.

O governo que aí está só não é uma ditadura declarada porque há um resto de força da lei que faz o limite entre o presidente e o grande ditador que há dentro do maior vencedor de pesquisas brasileiras de todos os tempos.

NUNCANESSEPAÍS...

VIDA BOA

Foto: El Heraldo/Tegucigalpa
Em Honduras, Manuel Zelaya recusa proposta do governo Micheletti e continua morando na Estalgem Brasil da Silva, em Tegucigalpa. Isso é que é vidão!

CALAMARESCAS

HORAS PERDIDAS - Com perda temporária de imaginação - apenas temporária - o governo acaba de nos roubar uma hora de sono por dia. Até 20 de fevereiro, quando os ponteiros voltarão ao normal, teremos perdido 125 horas de sono, em nome de uma economia de energia elétrica que não aparece na conta do fim de mês. A lâmpa que não se liga ao entardecer é ligada às 6h da manhã, ainda noite escura. Logo o governo Da Silva recupera a memória e engendra outro golpe no bolso dos trabalhadores para aumentar a legião dos portadores de bolsa-família, maior fábrica de eleitores do mundo.

CARÁTER - Nos melhores momentos, Lula do Brasil se mostra como lhe convém; nos pequenos detalhes, se revela tal como é. Em qualquer ocasião se parece com o que não deveria parecer. Ele é assim mesmo, tem tripla personalidade: a que realmente tem; a que aparenta ter; e a que ele acredita ter.

BOM E BATUTA... - O governo Da Silva - assim como todos os governos - compensa a derrota de não ser levado a sério quando diz a verdade, com a glória de ser acreditado quando mente. A diferença é que as mentiras do governo de um trabalhador que chegou ao poder tem a carga do desencanto de quem deixou de ser um velho amigo para ser um companheiro bom e batuta.

RIO OLÍMPICO - É uma pena que nessa guerra entre os bandidos da polícia e os traficantes do Rio, estejam os cariocas que não têm nada a ver com isso.

BELA VISTA - O Rio que aí está é o Rio que Lula do Brasil não vê e não quer que a imprensa veja. Bem que o presidente poderia passar trinta dias de férias ali no Leblon. Não há vista mais linda no mundo. Dali se descortina o Atlântico. E a Rocinha.