O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de abr de 2009

REPÚBLICA DOS CALAMARES

OUÇA O QUE DIGO - Zé Dirceu sempre vai mais longe do que aquilo que fala. Disse que recebeu a notícia do câncer da guerrilheira Dilma como “um soco no estômago”. Nas entrelinhas está dizendo mesmo que a coisa é grave e ninguém pode ir para uma disputa presidencial portando um linfoma. Dirceu ainda não aceita ter perdido a chance de ser o sucessor de Lula, quando foi defenestrado por Bob Jeff da Casa Civil, hoje abandonada pela Mãe do PAC. Essa República é de calamares, mas tem muitos Calabares.

FALTA POSTE - Quase sete anos depois de mandar e desmandar no governo e no país, o PT não tem um postezinho sequer para Lula se apoiar, caso Dilma não seja candidata em 2010.

RONCA & FUÇA - Esse pânico de gripe suína já está passando das medidas. Outra noite a mulher expulsou o marido de casa porque ele estava roncando. Na delegacia ela alegou que "além disso, ele queria fuçar".

FERIADÃO - O engarrafamento nas estradas brasileiras nesse feriadão não foi nada. Pior foi deputados e senadores terem que cancelar suas viagens para o México - Cancun, Acapulco, esses lugares - só por causa da febre suína. E um pouco também - coitados - pelo corte que sofreram nas cotas de passagens aéreas.
DUREZA - Pensando bem, essa proibição imposta a deputados e senadores de andar viajando para cima e para baixo com suas esposas, não é o pior não para a maioria absoluta dos parlamentares. Duro agora vai ser viajar sem as suas - digamos - secretárias.

MAGRÃO -Taí ó, agora ninguém é culpado pelo regime de Ronaldo Fenômeno. Se ele não estivesse tão magro, não teria machucado as costelas naquele jogo contra o Atlético Paranaense.

MÁSCARA - Vanderlei Luxemburgo, técnico do Palmeiras – o Porco, não corre perigo nenhum de pegar a gripe suína. Não, com aquela máscara que ele tem.

MUITO TOPETE! - Aí, sugeriram Itamar Franco para vice de Serra. É pior que Genro, o Tarso de Lula, para vice de Dilma. Esses caras têm topete.

JEITINHO POLÍTICO - Michel Temer é um guri medonho: agora criou comissão para reestruturar pagamento dos deputados. Pode ler aí que, na verdade, eles vão acabar incorporando as despesas e os benefícios nos salários máximos que já ganham para não fazer nada.

O AVESSO DA DELAÇÃO - Deu na Folha Online: O ex-diretor do Senado João Carlos Zoghbi, cuja "ama de leite" recebeu recursos de banco que opera crédito consignado na Casa, procurou senadores próximos para negociar punição branda, em lugar de demissão sumária. Quer dizer, silêncio premiado. Não dá com a língua nos dentes e livra a cara de todo mundo. É o avesso da delação premiada. O Senado comporta essas coisas. Edison Lobão, hoje ministro das Minas; Romeu Tuma, ex-DOPs hoje corregedor da Casa do Polvo e Efraim Moraes, velho democrata da Paraíba hoje até senador, são três figuras enquadradas na alça de mira do finório Zoghbi, ontem diretor todo poderoso, hoje em palpos de aranha.

PÂNICO SUÍNO

Esse pânico de gripe suína já está passando das medidas. Outra noite a mulher expulsou o marido de casa porque ele estava roncando. Na delegacia ela alegou que "além disso, ele queria fuçar".

29 de abr de 2009

MAQUIAVELISMO

Ministros do STF fazem desagravo a Gilmar Mendes na primeira sessão após bate-boca. Pronto, como bem queria a maioria, acabam de valorizar a figura do ministro Joaquim Barbosa!

REPÚBLICA DOS CALAMARES

Essa República está mesmo uma geléia geral. Veja só o que deu na edição desta quarta-feira, 29 de abril, na Folha OnLine:



Ministro da Agricultura convidará Lula para comer carne de porco


GABRIELA GUERREIRO
da Folha Online, em Brasília


O ministro Reinholds Stephanes (Agricultura) pediu nesta quarta-feira que a população continue a consumir da carne de porco, já que não existe riscos de contração da gripe suína por meio da ingestão do alimento.

"Não há nenhum problema em se comer carne suína. A grande preocupação nossa é que se crie a ideia de que comer carne de porco faz mal, e não faz. Transmite a ideia de que é o suíno que transmite o vírus aos humanos, o que também não é verdade", afirmou.

Na tentativa de tranquilizar a população quanto ao consumo da carne de porco, Stephanes disse que vai sugerir ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para, juntos, consumirem carne suína em um restaurante na semana que vem, caso o alarme sobre a doença se mantenha.

"Com certeza vou convidar o presidente da República, na próxima semana, para irmos a um restaurante ou fazermos um porco no rolete. Com certeza nós vamos fazer, ou então vamos consumi-lo na Embrapa", afirmou. Stepnhanes disse que o cardápio do seu almoço nesta quarta-feira foi carne suína. "Estava muito bom, sem nenhum problema."

O ministro disse que não concorda com a denominação gripe suína,uma vez que o vírus não é transmitido por porcos. Na avaliação de Stepnhanes, o governo brasileiro deveria tratá-la de gripe mexicana.

"Pela história de outras gripes, elas levaram o nome do local onde surgiram. Nesse caso, a OIE [Organização Mundial para a Saúde Animal] afirma que essa gripe não deveria ter o nome de gripe suína porque não apareceu do suíno. Não há nenhum exemplo da contaminação de suíno para humanos, nem de suíno para suíno, mas apenas de humanos para humanos", afirmou.

RODAPÉ - Três rápidas conclusões: 1) Stephanes acha que Lula é doido; 2) Stephanes pensa que Lula já esqueceu que ele foi ministro de FHC; 3) Stephanes deveria convidar Lula para, ao invés de porco, comer mexicanos.

DIRETORA DELYRANTE TIRA DOM HELDER DE PAUTA

A sessão do Senado, nesta quarta-feira, era em homenagem a dom Helder Câmara. Tudo parecia correr muito bem, até que a secretária-geral da Mesa da Casa, dona Cláudia Lyra, entrou em pânico ao dar com os olhos no roteiro da programação: o ator Murilo Grossi declamaria um poema dom Helder: "Sonhei que o papa estava louco". O contexto poético do pequeno-grande bispo de Olinda e Recife e do Brasil e de todos os tempos, imagina um papa acometido de loucura que, um dia, resolveu repartir as riquezas da Igreja com os pobres.

Como, bajulando a Casa do Polvo, lá estava no plenário a figura do ex-arcebispo de Brasília dom José Freire Falcão, dona Cláudia Lyra delyrou e, mandando mais que o presidente Zé Sarney e do que a Mesa toda, impediu que fosse feita a apresentação. Tirou dom Helder de pauta. A homenagem é hoje um fiasco parado no ar. A delyrante funcionária, como se estivesse sofrido picadura de marimbondos de fogo, decidiu que o poema de dom Helder Câmara era uma "afronta" ao Falcão. Essa fauna do Senado é impagável. (Foto: Agência Senado)

28 de abr de 2009

PEGANDO NO PESADO

É comovente ver como trabalham(?!). É porque sabem o quanto custa pagar o pão que o diabo amassou que defendem um salário mínimo de R$ 506 e uns quebradinhos para janeiro de 2010.

IGUALDADE SOCIAL

Com mordomia, ou sem mordomia; com cotas de passagens, ou sem cotas; com auxílio-moradia, ou sem-teto; com franquia postal, ou sem selo mesmo, é bom o eleitor brasileiro lembrar aos senhores congressistas - deputados e senadores - que o salário mínimo do trabalhador de verdade, que bate ponto e batalha oito horas por dia de sol a sol, é de R$ 465,00. Aliás é bom lembrar também ao governo Lula.

FICA EM CASA!

O deputado pernambucano Sílvio Costa (PMN), uma das vozes mais grossas contra o fim da cota de passagens aéreas para parentes de parlamentares, voltou atrás em sua opinião e defendeu regras para as viagens.
Ele tentou se justificar desse jeito: "Percebi que a opinião pública não tinha assimilado a nossa tese", afirmou. "Fui cobrado por populares por essa minha tese e a opinião pública não estava assimilando. A nossa tese não mais existirá. Vamos ajudar Temer a aprovar o texto na íntegra, de passagens apenas para parlamentar e assessores", afirmou.

O Sanatório só quer saber: desde quando aquilo deixou de ser desfaçatez para ser uma tese? Não, ninguém precisa responder, vai demorar muito. O desconcertante nesse quadro esboçado por uma das mais tristes figuras da Casa do Polvo é que na semana passada ele, Sílvio Costa, foi à tribuna e desancou o sarrafo em cima das restrições: "Sou casado há 30 anos, se tiver que passar 30 dias em Brasília, minha mulher ficará por lá"? - ironizou em estilo de indagação. E ainda concluiu: "Querem me separar"!

Desde então, desconfia-se pelos corredores congressuais que - apesar de ter 30 anos - seu casamento não é lá muito sólido. Agora, surge a dúvida cruel: ele vai pagar a passagem da mulher, ou vai se separar?
Bem que poderia ficar em casa. Nem precisa sair de lá. Ninguém vai notar a diferença.

TOSSE

Só agora é que o Ministério da Saúde Quase Perfeita vai ver o que é bom pra gripe?!?

CONTÁGIO

Pois agora, seu puxassaco, aperte a mão do primeiro político que aparecer pela sua frente. Depois vá até o posto de saúde da esquina vacinar-se contra a febre suína.

27 de abr de 2009

MENOS, RONALDO! MENOS!

A diretoria do Corínthians não gostou nem um pouquinho dos dois gols de Ronaldo e, muito menos, do segundaço aquele de cobertura contra o Santos. Se ele emagrecer só mais um pouquinho, o Real Madrid vai querer levá-lo de volta para o lugar de Pepe, o Estripador. O departamento médico do clube já está pensando contratar uma nutricionista exclusiva só para fazer o Fenômeno recuperar os quilos que perdeu. Gordo como era, dava muito bem pro gasto nesse Paulistão e sofria muito menos assédio do mundo da bola do que sexuais pelas baladas de outrora.

DEUS BRASILEIRO

Lula: "Dilma não tem mais nada e é candidata"! Taí ó, Deus é brasileiro. De Pernambuco. E cura os males do mundo. E faz milagres: é capaz de eleger mesmo até um poste, como anunciam seus arautos.

REPÚBLICA DOS CALAMARES

Deu no blog do Josias de Souza e o Sanatório repassa o texto aqui para você:

Em 5 anos, os ‘gastos aéreos’ do STF subiram 320%

A Justiça, como se sabe, é cega. Mas não é boba. A exemplo dos parlamentares, os ministros de tribunais superiores também têm lá as suas mordomias.

Dispõem, por exemplo, de cotas de passagens aéreas. No caso do STF, cada um dos 11 ministros pode gastar R$ 42.848,20 por ano.

Diz-se que a cifra custeia o ir e vir dos ministros entre Brasília e seus Estados de origem. O dinheiro para as viagens a serviço saem de outra rubrica.

Numa conta que inclui o vaivém de servidores, as despesas aéreas do Supremo somaram algo como R$ 4 milhões em cinco anos.

Nesse período, deram um salto de 320%. Em 2003, o tribunal gastava R$ 269 mil. Em 2008, torrou R$ 1,133 milhão. Neste 2009, por ora, R$ 304,66 mil.

As despesas com viagens de funcionários sorveram da bolsa da Viúva R$ 2,2 milhões desde 2003.

Os deslocamentos dos ministros custaram às arcas públicas R$ 1,8 milhão –R$ 970 mil da cota individual dos 11 magistrados e R$ 837 mil para os vôos a serviço.

Sob pancadaria diária, o Congresso se prepara para levar suas despesas à internet. No Executivo, há um “Portal da Transparência”.

O Judiciário, por enquanto, gasta à sombra. Renderia homenagens ao contribuinte se levasse todas as suas despesas à vitrine.

Em relação às passagens, eis algumas pulgas que saltitam atrás da orelha:

1. A cota dos ministros do STF tem prazo ou gera sobras como as que permitiram a congressistas viajar para a passeio?

2. A milhagem é creditada para o tribunal ou é abiscoitada pelos viajantes?

3. Vale viagem de parente?

RODAPÉ - Nuncanessepaís os Poderes puderam tanto.

DE BATINA E DE GRIPE

O QUE O HÁBITO FAZ...

  • Dizem que, para ser presidente, o bispo Fernando Lugo largou a batina. Ledo engano. Ele apenas a levantou por um bom momento.
  • Já tem assessor de gabinete dizendo que Lugo anda meio cabisbaixo, meio deprê. Deve ser saudade do velho hábito.
  • Como bom pastor, Lugo gostava de comer ovelha. Quanto mais nova, mais gostosa.
  • Observadores atentos garantem que Lugo largou a batina, mas não abandonou o hábito.

GRIPE

  • Não dá nem para imaginar o que será do núcleo duro do poder no dia em que a gripe suína virar gripe do jegue.
  • A filha do Tião Viana já voltou do México?!? Bota fora o celular dele que ela levou pra lá. É lixo hospitalar.

A GRIPE "DELES LÁ"!

Só falta agora o presidente Lula da Silva dizer que "essa gripe suína não é nossa é deles lá" e bater com o telefone na cara de Barack Obama, o Bush mais recente dos Estados Unidos.

A propósito, essa gripe suína não atinge os porcos. A maioria absoluta dos políticos pode ficar tranqüila; não precisa nem se vacinar.

Já há quem esteja recomendando ao luso-brasileiro ministro Zé Temporão que o Ministério da Saúde recomende uma quarentena em Brasília. Bobagem, se isso for feito, o resto do Brasil vai pegar a gripe suína. Os políticos vão deixar o Distrito Federal e voltar para as suas bases.

A equipe médica do Palácio do Planalto já tomou as devidas precauções: vacinou o presidente e dona Marisa Letícia contra a gripe suína. Quer dizer, nem eles acreditam nas declarações de Temporão de que o Brasil não corre o risco de contágio desse vírus.

Aqui, no Sanatório, espera-se que o Palácio não desdenhe dessa crise suína como desdenhou da outra. Depois ficam com cara de bundão e vão ter que tomar vacina nas bochechas.

O pior dessa gripe suína e que, não pegando em porcos, a reforma política vai continuar sendo protelada.

Diante do risco de propalação dessa gripe suína no Brasil, Zé Sarney e seus pares da Academia Brasileira de Letras estão tranqüilos como água de poço: são imortais.

Já Paulo Coelho não se deixou iludir e vacinou-se logo: ele é da Casa mas só vende livros.

O Ministério da Saúde avisa: é diante da gripe suína que a porca torce o rabo.

FARRA GROSSA

É como dizia Luiz Renato - o Gordo, filósofo de tira-gosto e birita, enquanto por este mundão esteve, irmão de fé, amigão, camarada e guru das manias de bar do editor-geral deste Sanatório: "Assim como são as coisas são os objetos". Tinha razão. Leia o que edita o jornalista Jorge Serrão no endereço http://www.alertatotal.blogspot.com/ deste início de semana:



Segunda-feira, 20 de Abril de 2009
Senadores vazam que Presidência torra R$ 270 mil/mês com passagens aéreas para filhos e parentes de Lulla


Edição de segunda-feira do endereço virtual Alerta Total
Por Jorge Serrão

Exclusivo - Não é só o Congresso Nacional quem promove a farra de gastos com as passagens aéreas para parentes, amigos, assessores ou lobistas. A Presidência da República torra uma média de R$ 270 mil reais por mês com despesas de viagem em vôos comerciais para filhos, parentes ou agregados do chefão Lulla da Silva. Não se usa o Aerolulla e os sucatinhas para não dar na pinta.

Já vaza nos corredores do Congresso que a Presidência manda emitir de 40 a 65 passagens por mês para o deslocamento dos filhos de Lulla pelo Brasil. Senadores ironizam que a turma do Planalto parece ter instituído uma ponte aérea subsidiada com Santa Catarina - onde moram a filha de Lulla e o genro dele. Há registros de viagens emitidas para a Inglaterra, França, Grécia e Itália (país onde a primeira-dama Marisa Letícia e os filhos de Lula também têm nacionalidade reconhecida).

A denúncia sobre a farra de passagens promovida pela turma do Lulla pode vazar (ou não) a qualquer momento no Congresso. Os senadores e deputados ficaram pts da vida de se transformar nos únicos alvos da campanha da imprensa contra a farra das passagens. E já ameaçam divulgar, oficialmente, que o Presidente da República também comete seus pequenos abusos com as passagens subsidiadas pelo dinheiro público.

Se a pequena farra vazar, Lulla tem dois comportamentos previsíveis. Primeiro, negará que saiba de alguma coisa. Mas, caso seus aspones considerem tal procedimento normal, certamente vão utilizar argumentos de "segurança nacional" para justificar o financiamento de passagens aéreas para parentes do presidente. O General Jorge Armando Félix, do Gabinete de Segurança Institucional, que se prepare para mais dor de cabeça.

PERGUNTAR NÃO OFENDE?!?

Pois essas indagações que circulam à la gandaia na internet já chegaram ao conhecimento de milhares de internautas. Elas dão nos nervos de Gilmar Mendes. De tal forma que ele já pediu a sua assessoria que descubra o autor do e-mail que navega em altas ondas virtuais.(Foto: facasuahistoria.blogspot.com)

1. O senhor sabe algo sobre o "assassinato" de Andréa Paula Pedroso Wonsoski, a jornalista que denunciou o seu irmão, Chico Mendes, por compra de votos em Diamantino, no Mato Grosso?

2. Qual a natureza da sua participação na campanha eleitoral de Chico Mendes em 2000, quando o senhor era advogado-geral da União?

3. Qual a natureza da sua participação na campanha eleitoral de Chico Mendes em 2004, quando o senhor já era ministro do Supremo Tribunal Federal?

4. Quantas vezes o senhor acompanhou ministros de Fernando Henrique Cardoso a Diamantino, para inauguração de obras?

5. O senhor tem relações com o Grupo Bertin, condenado em novembro de 2007 por formação de cartel? Qual a natureza dessa relação?

6. Quantos contratos sem licitação recebeu o Instituto Brasiliense de Direito Público, do qual o senhor é acionista, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso?

7. O senhor considera ética a sanção, em primeiro de abril de 2002, de lei que autorizava a prefeitura de Diamantino a reverter o dinheiro pago em tributos pela Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Diamantino, da qual o senhor é um dos donos, em descontos para os alunos?

8. O senhor tem alguma idéia do porquê das mais de 30 ações impetradas contra o seu irmão ao longo dos anos jamais terem chegado sequer à primeira instância?

9. O senhor tem algo a dizer acerca da afirmação de Daniel Dantas, de que só o preocupavam as primeiras instâncias da justiça, já que no STF ele teria "facilidades" ?

10. O segundo habeas corpus que o senhor concedeu a Daniel Dantas foi posterior à apresentação de um vídeo que documentava uma tentativa de suborno a um policial federal. O senhor não considera uma ação continuada de flagrante de suborno uma obstrução de justiça que requer prisão preventiva?

11. Sendo negativa a resposta, para que serve o artigo 312 do Código de Processo Penal segundo a opinião do senhor?

12. Por que o senhor se empenhou no afastamento do Dr. Paulo Lacerda da ABIN?

13. Por que o senhor acusou a ABIN de grampeá-lo e até hoje não apresentou uma única prova? A presunção de inocência só vale em certos casos?

14. Qual a resposta do senhor à objeção de que o seu tratamento do caso Dantas contraria claramente a *súmula 691* http://www.dji.com.br/normas_ inferiores/ regimento_ interno_e sumula_stf/stf_0691a0720. htm do próprio STF?

15. O senhor conhece alguma democracia no mundo em que a Suprema Corte legisle sobre o uso de algemas?

16. O senhor conhece alguma Suprema Corte do planeta que haja concedido à mesma pessoa dois habeas corpus em menos de 48 horas?

17. Por que o senhor disse que o deputado Raul Jungmann foi acusado "escandalosamente" antes de que qualquer documentação fosse apresentada?

18. O senhor afirmou que iria chamar Lula "às falas". O senhor acredita que essa é uma forma adequada de se dirigir ao Presidente da República? O senhor conhece alguma democracia onde o Presidente da Suprema Corte chame o Presidente da República "às falas"?

19. O senhor tem alguma idéia de por que a desembargadora Suzana Camargo, depois de fazer uma acusação gravíssima e sem provas ao Juiz Fausto de Sanctis, pediu que a "esquecessem"?

20. É verdade que o senhor, quando era Advogado-Geral da União, depois de derrotado no Judiciário na questão da demarcação das terras indígenas, recomendou aos órgãos da administração que não cumprissem as decisões judiciais?

21. Quais são as suas relações com o site “Consultor Jurídico”? O senhor tem ciência das relações entre a empresa de consultoria Dublê, de propriedade de Márcio Chaer, com a BrT?

22. É correta a informação publicada pela Revista Época no dia 22/04/2002, na página 40, de que a chefia da então Advocacia Geral da União, ou seja, o senhor pagou R$ 32.400,00 ao Instituto Brasiliense de Direito Público - do qual o senhor mesmo é um dos proprietários - para que seus subordinados lá fizessem cursos? O senhor considera isso ético?

23. O senhor mantém a afirmação de que o sistema judiciário brasileiro é um "manicômio"?

24. Por que o senhor se opôs à investigação das contas de Paulo Maluf no exterior?

25. Já apareceu alguma prova do grampo que o senhor e o senador Demóstenes denunciaram? Não há nenhum áudio, nada?

VASSOURA VOADORA

mesmo nos corredores de um Sanatório como este é que essas coisas podem vir à cabeça de alguém num fim de semana:

-O que se poderia fazer com a vassoura de Jânio Quadros para lidar com a sujeira de hoje na Casa do Polvo?!?

Em um instante de lucidez, se concluiria que, na melhor das hipóteses, poderia ser usada por algumas bruxas feias - como diria Clodovil Hernandes ao seu melhor estilo - para sobrevoar os sanguessugas e vampiros que pululam por lá.

A FARRA CONTINUA

Bem diferente do que acontece na Câmara, que vai criar projeto de resolução e levar o assunto à votação do plenário, no Senado a determinação de que passagens só podem ser usadas por senadores ou por seus assessores no exercício da função já vigora. Zé Sarney endureceu, Michel Temer amoleceu.
(Foto: DIV/ Temer, o temeroso).

DESCONTROLADO

Não há um só programa do governo que, mais do que apenas alvo de fraude, não tenha sido atingido por um rombo de verdade. Os mais recentes: Obras do PAC, ProUni e agora o Farmácia Popular. Nem se fale no Bolsa-Família que isso já faz tempo e a missa de 7° Dia já foi rezada. A verdade é que o governo vem confundindo há muito tempo alhos com bugalhos: pensa que programa de publicidade é programa de governo; que promessa de palanque é inauguração de obra; que mandar fazer é o mesmo que fazer. Isso tem sido assim com a saúde, a segurança, as estradas, a desigualdade social, os serviços essenciais, os mensaleiros, sanguessugas, a corrupção generalizada, os cartões corporativos, os gastos poalacianos, o crime organizado nos poderes constiutídos, a crise que "não é nossa é deles lá"... O governo não tem controle do que não sabe fazer e manda fazer. É um descontrolado.

HOLOFOTE

Essa bronca toda com Gilmar Mendes acabou criando um impasse dentro dos quadros do PSOL. Com esse holofote todo, os seguidores da vereadora Heloísa Helena agora já nem sabem mais se o seu favorito para 2010 é Protógenes Queiroz ou Joaquim Barbosa. Há controvérsias.

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

E, como em matéria de Sanatório os finais são assim como se fossem o princípio, eis aqui o epílogo das andanças do jornalista Carlos Eduardo Behrensdorf, nossa Fontana Azzurra e sua Maria de Lourdes, braço direito, olhos e ouvidos, sua alma, coração e vida. Se quiser tornar sua leitura mais saborosa, descubra onde tudo começou e venha lendo de baixo para cima. Dica: o início tem a data de 30 de março de 2009. Detalhe: essa viagem só não foi mais longa porque não teve tempo de ser mais curta. Venha de lá para cá. Boa viagem.

Big Brother

Na estrada constatei uma coisa: a BMW do Zé Emídio fala com ele em inglês, mostra risquinhos e mapas numa tela e – incrível – ele obedece todas as orientações. Quando ele pisa na bola e não segue as instruções a BMW dá a maior bronca.

Acho que agora sim vivemos o Admirável Mundo Novo previsto por Aldous Huxley e o big brother, pelo menos no Brasil e, ao contrário da BMW, está confinado na tela da Globo sob o chicote feroz do Pedro Bial.


Carlos Eduardo Behrensdorf, de Kühlungsborn, Alemanha.

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Sexta-feira 10 abril 2009
Fumando

Aqui pela Europa me chama a atenção o número de fumantes. Na Itália é gritante o número de adolescentes, meninas e meninos fumando como quem masca chicletes.
Nos países do Leste europeu os vendedores de cigarro adotam táticas para não perder espaços com as campanhas antitabagistas. Leio que o aumento dos impostos nem sempre resulta em cigarros mais caros. A guerra está declarada e a fumaceira é total.

Na Estônia e na Eslováquia, onde mais de 90% do preço dos cigarros é em razão dos impostos, um maço de Marlboro custa entre US$ 2,22 e US$ 2,72, respectivamente. São preços relativamente baratos.

Em alguns países, as empresas do setor tabagista optam por reduzir lucros para garantir que as pessoas continuem fumando. Isto funciona: na Estônia metade da população fuma, e na Eslováquia, 42%. O lado negro do fumo tem A Força...

Em Berlim, onde se bebe cerveja como se respira, há fumantes em bares e restaurantes. Volta e meia sente-se o aroma de um bom charuto, hábito que por aqui não caiu de moda. Vendem bem os que são importados da Republica Dominicana.

Folga
Aproveitando o feriado da Semana Santa, dona Maria de Lourdes Behrensdorf e esta voz que fala, fomos de carona com Madalena e Zé Emídio, ambos oficiais de chancelaria em missão na Embaixada do Brasil em Berlim, Kühlungsborn, uma cidadezinha a 250 km de Berlim às margens do Báltico para descansar, ou seja, sem relógio no pulso, sem internet com o firme propósito de não fazer nada.

Conseguimos!
A cidade tem restaurantes, mercados, comércio, calçadas e pavimentação de ruas sem possibilidade de tropeço. Há também um trenzinho a vapor que trafega pelo centro da cidade e imediações. Os sul-americanos usam roupas de inverno e os alemães bebem cerveja ao sol e ressonam como lagartos em beira de estrada.

Por aqui só há movimento de abril até o início de setembro. Depois, só mais vento, mais frio e neve. Hoje, aproveitando o sol, fomos olhar o Mar Báltico. Como estamos próximos da Dinamarca e da Noruega, mesmo com o sol brilhante eu vesti meias de lã, camiseta interna da Hering, daquelas de mangas compridas, camisa de lã e minha jaqueta de inverno, pesada e com capuz. À noite dorme-se com os aquecedores ligados. É a primavera!

Carlos Eduardo Behrensdorf
De Roma
RODAPÉ - Segue o barco.

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Quinta-feira, 9 de abril 2009
Trem

Todos nós sabemos que as viagens sempre acrescentam muitas coisas úteis a nossa cultura de sobrevivência, principalmente, nos idiomas que encontramos pela primeira vez.
No entanto, o surgimento de textos redigidos em combinações jamais vistas para quem se socorre deste fraterno, competente e receptivo Sanatório para evitar que a cabeça estoure, nos faz correr por estes corredores internéticos em busca dos remedinhos.

No trem de Praga para Berlim estava escrito no banco a minha frente Konec zbytecnym omezenim! Nevolat 2 pevné na móbil a naopak. Concordei, é claro... Logo a seguir, embaixo de uma barra azul, uma sorridente criatura dizia Nevyhanzujte jisdenku na ulak ziskenjte slyu nasich parteneru. Como não me pareceu um bom negócio, achei melhor me abster. Sabe como é, na dúvida, tenha cuidado. Meus comprimidos, please...

Rio Spree
Em Berlim confesso minha surpresa como marinheiro de primeira viagem que ignorava a beleza do rio Spree e seus canais. Eles cortam a capital alemã mostrando bairros e as mais variadas paisagens as suas margens. Uma beleza.

Peço desculpas aos que conhecem Berlim por recomendar um passeio que dura três horas em barcos confortáveis com serviços de bar e restaurante, preços acessíveis e banheiros limpíssimos. Boa parte da história alemã está às margens do Spree.

Durante o passeio a paisagem é descrita em pelo menos oito idiomas nos headphones. A gente se defende no espanhol ou se segura no pincel com o grande salvador da pátria, o inglês. As gravações são de excelente qualidade e informam o estritamente necessário, sem firulas.
Como por aqui a Primavera está chegando, nos gramados dos parques e nas margens dos canais os alemães e viajantes de outros países europeus enchem as mesinhas de bares e restaurantes e a moçada começa a tirar a roupa pesada. Só aparece carne de peixe, bem branquinha.
Carlos Eduardo Behrensdorf
De Roma
RODAPÉ - I la Nave Va...

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Quarta-feira 8 de abril 2009
Idealizando

Há exatos 47 anos botei o pé na estrada em busca, entre outras coisas, das minhas idealizações de maravilhas fora das fronteiras da Freguesia de São Francisco de Paula. Ontem encerrei a lista com um toque de mão na pedra do Portão de Branderburgo.

Antes, há muito tempo, cheguei às Pirâmides e à Esfinge de Gizé. Fotografei as colunas de Baalbek. Em Jerusalém ajoelhei no Santo Sepulcro e pisei na pedra do Lisóstroto. Atravessei a porta de Damasco, na Síria. Na areia enxerguei e toquei no que sobrou das muralhas de Jericó. No Louvre contemplei a estátua egípcia do Escriba. Em Toledo, na sacristia da catedral, vi uma coleção de El Greco que me deixou com a boca mais aberta do que o atual. Em Roma vi o que sobrou do local onde Júlio César foi apunhalado no Senado romano e vasculhei o Coliseu por dentro e por fora.

Com o desabafo de coisa feita repito que estou em Berlim onde tudo funciona.
Há calçadas tão amplas e limpas que até mesmo aqueles enormes carros Mercedes-Benz, BMW e Audi podem estacionar em filas muito organizadas. Sobram amplos espaços para os pedestres. Deve ser um novo capítulo na sempre mutante organização germânica.

Por aqui dizem que as lâmpadas de tão boas não queimam e até mesmo meu velho notebook, modelo Panzer de Von Rommel, parece um foguete da NASA, destes de última geração, que não falham nunca e vão pro espaço soltando aquele fumacinha branca.

O chaveiro do hotel é de chumbo com borracha no estilo cassetete. Por isso, é recomendado deixá-lo na recepção para evitar algum flagrante de porte ilegal de arma. A Primavera chegou e a população circula sorridente.

Carlos Eduardo Behrensdorf

De Roma

RODAPÉ - Vamos que vamos que ainda há viagem pela frente.

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Terça-feira 7 de abril 2009
Bem nas fotos

Tanto em Viena como em Praga um fato me chama atenção nos noticiosos gerados pela televisão londrina e captados nestas duas capitais: a presença do presidente brasileiro Lula nos melhores horários, com matérias que vão desde a tradução de trechos de sua fala na reunião do G20, como entrevistas falando em Copa do Mundo e Olimpíada.

Como estou fora e por fora gostaria que alguém me explicasse este súbito acúmulo de afagos da Inglaterra ao presidente de Pindorama: primeiro o príncipe Charles, sua mulher, Camilla, fazendo um roteiro turisticamente oficial e depois o primeiro-ministro Gordon Brown circulando sorridente por Brasília.

As televisões e os principais jornais europeus mostraram na foto oficial da reunião do G20, a rainha Elizabeth II com Gordon Brown a sua direita e, a sua esquerda o “seu” Inácio, sorridente. Na foto do Palácio de Buckingham, a rainha mantém os mesmos escudeiros: à direita Brown e à esquerda Dom Inácio I.

Não precisa ser mestre em cerimonial para saber que estas posições junto às autoridades não são de quem chega primeiro. O cerimonial inglês tem mais rigidez do que a bateria da Mangueira, jamais desafina e se desafinar, rolam cabeças.


E de mais a mais a Inglaterra não prega prego sem estopa e tem uma longa história de pirataria. O que é que eles querem? Qual é a jogada bi-lateral que está sendo armada? O que será dado em troco de que? O que está no ar? Ou melhor, o que é que está rolando nos chamados subterrâneos do poder? Quem souber, por favor, me informe.

Postais
Não sei por que, mas depois de tanto digitar em computadores e com as mãos dando sinais de artrite que minha médica em Roma tenta curar na base das agulhas, comecei a sentir falta de ir ao correio para enviar cartão postal.


Lastimavelmente, os endereços de hoje são arroba ponto com...
E como amigas e amigos aderiram à internet não envio e não recebo postais. Uma pena...

Carlos Eduardo Behrensdorf

De Roma


RODAPÉ - Segue a viagem. Vá até o topo outra vez e pule para outra postagem.

26 de abr de 2009

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Segunda-feira 6 abril 2009
Curtos

Quando o dinheiro não é lá essas coisas em matéria de disponibilidade, o tempo também encolhe. Por isso, na quinta-feira sai de Munique e cheguei a Viena, onde fiquei até sábado pela manhã viajando para Praga, de onde fui para Berlim. Todos sabem que ninguém conhece Viena em dois dias e Praga idem. A gente apenas passa por elas em busca de imagens guardadas e até mesmo sonhadas. Por isso mesmo, a idealização é quase sempre maior do que a realidade destes cenários. Aliás, justiça seja feita, enfermeiros, médicos e até mesmo a tresloucada direção deste nosocômio sem fronteiras no qual quem entra não sai (parece até baile de gafieira) já me haviam alertado.

Assim, chovendo no molhado, o que é atração turística destas cidades é do conhecimento geral, tanto por viajantes que por elas andaram e tiveram tempo e espaço para relatar, como para os editores dos cadernos de turismo do seu jornal preferido. Os sites na internet não me deixam mentir.

Do que vi levo uma certeza: nunca o mundo ocidental foi tão igual. A globalização está nas ruas, dentro das casas, lojas, bares, restaurantes, passeios e sei lá eu mais o que... Quem fala inglês se faz entender. Às vezes demora um pouco, mas tudo se resolve.

Mesmice constatada: na porta do elevador do hotel em Viena há o seguinte aviso: Hotel ViennArt, Achtung taschendiebe ou Be aware of pickpockets, ou seja no português nosso de cada dia, Cuidado com os batedores de carteira.

Em Praga a mesma coisa. Aliás, a chegada em Praga lembra um pouco a chegada no Rio de Janeiro nos aeroportos. Identificado o turista as corridas de táxi propostas inflacionam na hora. O negócio é fincar o pé. A moeda oficial é a Koroa, mas o preço se ajusta com pagamento em euro.

Como este espaço é notoriamente controlado por psico-dirigentes, elimino o ofídio e exibo o cajado que usei, ou seja, no popular, mato a cobra e mostro o pau ao fazer um registro inusitado em Viena: no hotel me deram um cartão ilustrado com papagaios e tucanos onde se lê o seguinte: Churrascaria, the Brazilian restaurant in the heart of Viena. Duvida? O endereço deles é

www.churrascaria.at

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Quinta-feira 2 de abril 2009

Solidez

Munique é uma cidade enorme, horizontalizada, com parques e monumentos, calçadas, ciclovias e pistas de rolamento de causar inveja a qualquer cidade que se ache a rainha da cocada preta. O que foi reconstruído no pós-guerra é de doer, tal a solidez. Os pontos turísticos são conhecidos e a internet aqui está para quem quiser imagens. Mesmo assim me atrevo a lembrar a todos os que vierem a Munique o que os guias turísticos recomendam: na Marienplatz a torre dos Novos Passos exibe o carrilhão com 43 sinos e 32 figuras esculpidas. Pontualmente às 11h:00min e às 12h:00min o mecanismo é acionado.

As figuras ou bonecos dos dois níveis do carrilhão dançam. O nível superior mostra um torneio celebrado em 1558, pelo casamento do duque Guilherme V com Renata de Lorraine. O inferior é um baile dos Schaeffler, os tanoeiros, os fabricantes de barris. A comemoração dos tanoeiros representa o fim da peste que atingiu Munique entre 1515 e 1517. Foto não resolve. Ou dá um pulo até Munique e filma ou então procura um vídeo.
Diferenças
Agora, só uma historinha ocorrida no salão do café do hotel em Munique, o Carlton Astória. O salão não é nenhum Maracanã, mas é no estilo da terra: limpo, cheiroso, atendentes simpáticas e até uma brasileira, todas ótimas.

Pois bem, uma senhora alemã após o café, relaxadamente, lia o jornal do dia. No outro extremo do salão, sentaram à mesa dois senhores italianos, também viajantes, e começaram a falar de negócios no tradicional volume, com vários megatons acima do normal, não deixando de atender os indefectíveis celulares com toques alucinados.

Lá pelas tantas quando a zorra matinal da dupla italiana atingia um ritmo de apogeu de ópera, a alemã levantou os olhos por cima do jornal e dirigiu-se para os italianos, suavemente, dizendo em italiano claríssimo o seguinte: “Senhores, por favor...”. Ela baixou os olhos para o jornal e continuou sua leitura. Eles baixaram as vozes e os celulares foram ativados para o silêncio.


Carlos Eduardo Behrensdorf

De Roma


RODAPÉ - A viagem continua. Oule desta postagem para a próxima, lá em cima de novo.

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Quarta-feira 1º abril 2009

Diferença


Quem é da planície como eu fica assustado na travessia dos Alpes rumo a Munique entrando na Áustria, chispando pela Suíça até chegar à Alemanha. Montanha grande e gelada com cidadezinha no sopé me faz pensar em desenho do Walt Disney no tempo das calças curtas, onde a montanha tinha cara feia e a neve era a barba. Para assustar ainda mais, as árvores velhas e nodosas tinham boca torta, olhos enormes e ameaçadores, falavam lentamente com voz grossa e seus galhos e ramos eram mãos e dedos ameaçadores. E ainda diziam que eram desenhos animados para crianças. Eu hein...

Mesmo assim a paisagem que a janela do Eurostar mostra vale o preço da passagem. A sucessão de cartões postais não é novidade para quem já passou por aqui. Acredito que a repetição reforça as imagens. Estas sim valem a pena ser vistas mais de uma vez. Estou convencido que não há imagens mais fortes do que as mostradas por uma janela de trem. As televisões que me perdoem. Desde os meus tempos de guri fortaleço esta certeza: as janelas de trem ainda são imbatíveis.
Depois de tanto fricote, finalmente Munique.

Quem pensa encontrar um carnaval por aqui neste inicio de primavera só o encontrará no Hofbräuhaus. A casa faz sucesso com o barulhento clima de Ocktoberfest. Na rua faz frio, venta e as despesas com o euro doem no bolso. Quem pensa em câmbio com o real chora...

Ao contrário de Roma - e não poderia ser de outra maneira - os alemães de Munique caminham silenciosamente pelas ruas em busca de cafés e restaurantes aquecidos. A cerveja rola em copos de tamanhos inimagináveis. Uma festa para velhos e moços. É importante ressaltar que a turma do olho claro e da bochecha vermelha nem só à cerveja se dedica. As livrarias estão cheias (a que fui tem cinco andares) com lancheria e tudo o mais. Na entrada, com destaque em edição alemã, ele, Paulo Coelho.
Carlos Eduardo Behrensdorf
De Roma
RODAPÉ - Que esse inusitado encontro não desestimule sua viagem. Siga com o Behrensdorf. Volte lá para o topo.

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Terça-feira 31 de março 2009

Trento é uma comuna italiana do Trentino-Alto Adige com 104.946 habitantes, dados do censo de 2001. Ela se chama “Trènt” no dialeto local, “Trient” em alemão e “Tridentum” em latim. Em comum com Roma os desconfiados africanos, asiáticos e europeus do leste.

Trento foi uma cidade céltica, mais tarde conquistada pelos romanos. Com o Concílio de 1545-1563 iniciou-se a Contra-Reforma. Aqui nasceu Chiara Lubich, criadora do Movimento Focolare, que conta hoje com milhões de seguidores em todo o mundo.
Benito Mussolini trabalhou num jornal de Trento a partir de 1908 e nesta cidade nasceram Giacomo Aconzio jurista, teólogo e filósofo, e Kurt von Schuschnigg, advogado e o último chanceler antes da Áustria ser ocupada pelo Reich alemão.
Por aqui não se surpreenda se no táxi, hotel, banca de jornal, café, restaurante ou venda de passagens de trem começar a conversa em alemão. Dependendo da cara do vivente aí sim, entram em cena o italiano, com sotaque, e o inglês, idem. Todos se entendem.

Confesso que a limpeza da cidade causa inveja, ao mesmo tempo em que os abrigos de ônibus urbanos são limpíssimos, sinaleiras funcionam e as faixas para pedestres parecem que foram pintadas ontem, com alguma tinta especial contra a chuva.

O que mais me impressiona é ver o quanto são bem cuidados os prédios antigos, a fonte da praça principal, as esculturas, as ruas com paralelepípedos e com moderno asfalto, sem falar na arborização que já está com pinta de Primavera chegando.

Um item da cozinha trentina vale a pena conferir: risotos. Provei três: aspargos e queijo brie, abobrinha com lingüiça e maçã com canela. Os vinhos de Trento brancos ou tintos são ótimos e conhecidos de quem os aprecia: Merlot, Pinot Noir, Chardonnay.

Carlos Eduardo Behrensdorf
De Roma
RODAPÉ - Continue viajando com o Behrensdorf. Lá em cima do Sanatório tem mais...

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Domingo, 26 de abril. Quase um mês atrás me encontro hoje com a nossa Fontana Azzurra pelos corredores do Sanatório da Notícia. Afinal é domingo e isso aqui é um noso/manicômio. O tempo anda para lá e para cá na mesma justa medida. Tanto é que, a viagem que vamos fazer agora com o Behrensdorf foi baixada um dia antes que se completasse mais um aniversário da Redentora que eclodiu no dia 1° de abril de 64, mas ninguém era bobo assim para não dizer que foi no dia 31 de março. Viajemos logo com ele, como se fosse agora.


SEGUNDA-FEIRA, 30 DE MARÇO 2009

TRENTO COM CHUVA


Para dar uma fugidinha de Roma buscando um encontro com as raizes alemãs, após cinco horas de Eurostar nada como um bom descanso aos pés dos Alpes em Trento, norte da Itália, uma cidade simpática até mesmo com chuva. Por aqui, a praça é praça, restaurante não tem turistas e não se corre o risco de ser fotografado. Enfim, uma cidade tranquila.

Confesso que pouco sei sobre a cidade, além do grande concílio que se realizou aqui e que Mussolini começou sua vida de jornalista também nesta pacata cidade. Assim, aqui vai uma meia-sola histórica.


O Concílio de Trento, realizado de 1545 a 1563, é considerado um dos três concílios "fundadores" da Igreja Católica. Foi convocado pelo Papa Paulo III “para assegurar a unidade da fé e a disciplina eclesiástica”.


A época, a Igreja Católica enfrentava na Europa a Reforma Protestante, e por isso ficou conhecido como Concílio da Contra-Reforma e foi o mais longo conclilio da história da Igreja estruturando suas baterias em oposição ao protestantismo.


Emitiu numerosos decretos disciplinares e especificou claramente as doutrinas católicas quanto à salvação, os sacramentos e o cânone bíblico, em oposição ao protestantismo. Unificou o ritual da missa (Missa Tridentina) abolindo as variações locais. Regulou as obrigações dos bispos. Confirmou a presença de Cristo na Eucaristia. Foram criados seminários como centros de formação sacerdotal e reconheceu-se a superioridade do papa sobre a assembléia conciliar.

E mostrando que não estavam para brincadeiras os partcipantes do Concilio instituiram o Índice de Livros Proibidos (o "Index Librorum Prohibitorum") e reorganizaram a Inquisição. E de lá pra cá, todos sabemos o trajeto até os dias atuais.


Carlos Eduardo Behrensdorf

De Roma


RODAPÉ - Tem mais. Viaje de volta lá para cima que já tem outra postagem esperando por você.

BATE-BOCA FORA DE ÉPOCA

Quando saiu o arranca-rabo entre Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa lá no Supremo, houve um momento em que - jogando para a platéia - um falou para o outro que ele fosse para a rua. Aí o outro falou para o um que já estava nas ruas. Ao que, então, o um retrucou para o outro que não era rua, era mídia. Bem assim, como se mídia fosse palavrão. Foi a essa altura da disputa que os internos do Sanatório chegaram a acreditar que um diria para o outro e o outro para o um que se fosse homem, o esperasse na saída. Que nada, ficaram no Barraco.

Se você não está reconhecendo esses dois senhores togados, o Sanatório explica: são os digladiantes da semana, no tempo em que entregaram seus currículos ao Departamento de Pessoal do STF.

Naqueles bons tempos sim, poderiam ir às vias de fato. Nenhum dos dois usava óculos.

FEBRE PALMEIRENSE


Palmeiras - o Porco, vai ser eliminado das disputas pela Taça Libertadores da América. Seus adversários não querem pegar a febre suína. (Charge do site mondopalmeiras.net).

PAÍS DO FUTEBOL

O governo já anunciou para janeiro do ano que vem o salário mínimo de R$ 506 e uns quebradinhos. O preço de um ingresso para a arquibancada de Corinthians 3x1 Santos foi de R$ 80 neste domingo. Nuncanessepaís o futebol foi um esporte tão popular.

PAULISTÃO


Contra o Santos Ronaldo Fenômeno mostrou: em campeonato de cegos quem tem olho e barriga é rei.

L'OSSERVATTORE PIANÍSSIMO

Os embriões e o Vaticano
Carlos Eduardo Behrensdorf
de Roma

A agência de notícias italiana, ANSA, divulgou uma notícia que deixa pesquisadores e religiosos com a chamada “orelha em pé” ou “com pulga atrás da orelha”.
Até o momento a Praça São Pedro e seus palácios permanecem aparentemente calmos, como calma está a imprensa vaticana que até o momento não piou...


O motivo para aguardar manifestação do Vaticano é um só: a agência de noticias divulgou no site do Corriere della Sera que o pesquisador grego nacionalizado norte-americano, Panayiotis Zavos, anunciou a clonagem de 14 embriões humanos e dos 11 implantes feitos em quatro mulheres.

A ANSA buscou esta notícia no The Independent on-line, e eu também fui lá para trazê-la para cá. O assunto tem tudo a ver com este Sanatório da Notícia, cada vez mais internacional com várias bandeiras em seus corredores.

As operações de clonagem e implante foram feitas num laboratório secreto, provavelmente no Leste europeu. Zavos esclareceu que nenhum dos embriões implantados levou a uma gravidez efetiva.

Mesmo assim enfatizou que se trata do “primeiro capítulo para a criação de um ser humano clonado a partir de uma célula de um dos pais”. O mais forte veio a seguir quando Panayiotis afirmou: “Se intensificarmos os nossos esforços poderemos gerar um bebê clonado dentro de um ou dois anos”.

Ainda segundo The Independent não foram poucas as pessoas que procuraram o pesquisador para resolver problemas de infertilidade usando a técnica de clonagem escolhida para criar a ovelha Dolly em 1996.

Não se sabe quando ouviremos troar os canhões vaticanos as margens plácidas do Tibre nesta Primavera romana. Quem achar que o Papa Bento XVI não dirá nada levante a mão...

CORRIDA DE URUBUS

Ricardo Berzoini, presidente do PT, partido que faz tudo que Lula manda, já disse que "a doença de Dilma Rousseff não vai alterar nada nos planos do governo". Ops! "...do PT". Já era de se esperar. O que vai alterar agora é a corrida de urubus para vice na chapa de uma candidata, portadora de um mal que pode determinar um breve mandato, em caso da vitória de um poste em 2010.

AVIS RARAS & POSTES DE LULA

O linfoma de Dilma Rousseff era secreto e acabou pegando os líderes do PT é a tropa da base aliada no contrapé. Como a política é dinâmica, os aguapés já copmeçaram a se mover e respingar nas disputas internas por espaços e figuras para a sucessão de 2010. No PMDB então, maior partido governista, nem se fala.

Saltita a olhos vistos, a silhueta do "mordomo de filme de vampiro", Michel Temer, hoje cacique da Câmara que já dá os seus sinais de fumaça: "Antes de mais nada, é preciso verificar a disposição dela de enfrentar a doença e a candidatura, compatibilizando as duas". Diz isso assim, como porta-voz parlamentar que o cargo lhe confere, fazendo de conta que não está nem aí para a inusitada brecha.

De outra parte, Genro - o Tarso de Lula na Justiça - já se revela com ares de Phoenix, o que surgiu das brumas e renasceu das cinzas. Deixa de lado, por um breve tempo, a candidatura à prefeitura de Canoas - cidade dormitório de Porto Alegre - e começa a sobrevoar de novo o Planalto.

Lá do Rio de Janeiro, no alto do Corcovado, drapeja a bandeira de Sérgio Cabral, puxassaco-mór de Lula da Silva. Pensa precipitadamente - já que o tratamento do linfoma de Dilma tem 90% de chances de cura - que ele deverá ser promovido a poste preferido do presidente da República.

No meio dessas avis raras, o mais provável é que o grande candidato de Lula seja o mesmo de sempre: Zé Serra.

SUGADOR CONTUMAZ

Deu neste domingo na edição virtual do jornal Folha de São Paulo: Ex-diretor do Senado é suspeito de usar babá como laranja.

E, depois da manchete, vem o texto:

O ex-diretor de Recursos Humanos do Senado João Carlos Zoghbi é suspeito de usar uma babá de 83 anos como laranja em três empresas de fachada criadas por ele para fazer negócios com a Casa, segundo reportagem da revista Época desta semana. A reportagem informa que Maria Izabel Gomes, que foi ama de leite e babá de Zoghbi, não tinha renda até os 80 anos e que era isenta do Imposto de Renda. Em 2006, ela virou sócia de três empresas -DMZ Consultoria Empresarial Ltda., Contact Assessoria de Crédito Ltda. e DMZ Corretora de Seguros Ltda. - que faturaram pelo menos R$ 3 milhões em um ano e meio.
Segundo a revista, grande parte da receita veio do Banco Cruzeiro do Sul, que faz empréstimo consignado aos funcionários públicos.

Zoghbi diz na reportagem que as empresas pertencem à sua família. Ele admitiu que colocou os filhos como sócios porque "é proibido a servidores públicos ser donos de empresas que negociam com órgãos públicos".

Esta não é a primeira vez que Zoghbi e sua família são alvo de acusações. Ele pediu demissão do cargo de diretor em março em meio às denúncias de que teria utilizado apartamento funcional da Casa para acomodar parte da sua família. Ele mora em uma mansão localizada num bairro nobre de Brasília.

Apesar de ter perdido o cargo de diretor, Zoghbi continua como funcionário do Senado.
Reportagem do site Congresso em Foco informa que a família Zoghbi gozou 42 viagens com cotas de passagens da Câmara. Dez foram viagens ao exterior.
(Foto:DIV)
RODAPÉ - Depois de ser sugada como ama de leite, a pobre Maria Izabel ainda teve que se sujeitar a ser chupada como laranja pelo sequioso Zoghbi. O cara lhe tirou a casca.

A CASA CIVIL


Está na Bíblia do governo. Basta acessar o Site http://www.presidencia.gov.br/

CASA CIVIL
Competência

A Casa Civil, órgão essencial da Presidência da República, tem como área de competência os seguintes assuntos:

I - assistência e assessoramento direto e imediato ao Presidente da República no desempenho de suas atribuições, em especial nos assuntos relacionados com a coordenação e na integração das ações do Governo;

II - verificação prévia da constitucionalidade e legalidade dos atos presidenciais;

III - avaliação e monitoramento da ação governamental e dos órgãos e entidades da Administração Pública Federal, em especial das metas e programas prioritários definidos pelo Presidente da República;

IV - análise do mérito, da oportunidade e da compatibilidade das propostas, inclusive das matérias em tramitação no Congresso Nacional, com as diretrizes governamentais;

V - publicação e preservação dos atos oficiais;

VI - supervisão e execução das atividades administrativas da Presidência da República e, supletivamente, da Vice-Presidência da República;

VII - avaliação da ação governamental e do resultado da gestão dos administradores, no âmbito dos órgãos integrantes da Presidência da República e Vice-Presidência da República, além de outros determinados em legislação específica, por intermédio da fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial;

VIII - execução das atividades de apoio necessárias ao exercício da competência do Conselho Superior de Cinema (Concine) e do Conselho Deliberativo do Sistema de Proteção da Amazônia (Consipam);

IX - operacionalização do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam);

X - execução das políticas de certificados e normas técnicas e operacionais, aprovadas pelo Comitê Gestor da Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileiras (ICP-Brasil).


RODAPÉ - Bom, é para isso aí que existe a Casa Civil. Não há, porém, nenhuma referência ao que pode acontecer com a chefia da Casa se algum item, ou todos eles, não forem seguidos nem cumpridos. Essa omissão é que pode permitir que qualquer titular da residência possa deixar tudo de lado, para se dedicar a qualquer outro afazer ou divertimento. Uma candidatura ao Palácio do Planalto, por exemplo. Ah, sim... Aquilo que aparece lá em cima não é a Casa Civil da Presidência da República. É só um casebre civil da República. Com muito menos traças e teias de aranha do que a Casa da Mãe do PAC.

GRIPE SUÍNA

Agora é a vez da Gripe Suína. O Congresso Nacional está frito: é o lugar no mundo onde se concentra o maior número de pessoas com espírito de porco.
Mas veja a vida com bons olhos: vai ver que é por aí que pode começar a grande reforma moral e ética no Parlamento brasileiro. Lá no México a Igreja Católica suspendeu até as missas na capital. No Paraguai, Fernando Lugo, já pensa até em parar com a política do corpo-a-corpo com o eleitorado feminino.

COMO ASSIM?!?...

Cândido Vaccarezza, líder do PT na Câmara dos Deputados diz que "Dilma é um assunto resolvido". Só para o PT, porque para a Casa Civil está um abandono geral. Vaccarezza foi mais rápido e rasteiro ainda. Completou a informação dizendo que "a candidatura da ministra Dilma Rousseff está consolidada diante de todo o partido e a revelação de que passará por um tratamento contra um linfoma -um câncer nos gânglios linfáticos - não muda nada". Como assim?... Vai continuar com o linfoma?!?

RODAPÉ - Passe o mouse sobre os vocábulos sublinhados e entre mais fundo no assunto.

EMOÇÕES

Deu hoje na edição digital do jornal Folha de São Paulo: "Cruzeiro italiano com mais de mil passageiros escapa de ataque pirata". Que coisa, não? Eram seis piratas! Um com olho de vidro, outro com perna de pau e quatro com cara de mau. Observadores e paparazzi garantem ao Sanatório da Notícia que os somalianos desistiram da abordagem ao depararem casais dançando ao som de Roberto Carlos.

CÂNCER

É como dizem os médicos americanos: - Se uma tragédia não nos mata e o coração resiste, mais cedo ou mais tarde a gente morre de um tipo de câncer qualquer.

A GRANDE LEGIÃO

Desde 2002, Lula deve aos brasileiros e brasileiras 10 milhões de empregos. Prometeu e não cumpriu. Em compensação, o Brasil foi campeão e ele distribuiu 12 milhões de Bolsas-Família. Criou a maior e mais reconhecida legião oficial de desempregados do mundo. Um estímulo à cultura da malandragem. Um cobertor curto que tapa a cabeça e descobre os pés. O Brasil está cada vez mais vagabundo. Tanto é verdade que o governo ofereceu, há bem pouco tempo, seis mil vagas em cursos de aprimoramento profissional para os bolsistas e nem 10% mostraram interesse em saber o que o SESC e o SENAC tinham para ensinar. O país se acostumou a viver de esmola. É mais barato e cansa menos. E, no entanto, agora em plena crise de oportunidades o ministro Carlos Lupi acaba de encomendar 4 milhões de carteirinhas de trabalho. Esse pensa que é ministro da UNE.

25 de abr de 2009

AS QUOTAS DA PANDILHA DE SEVANDIJAS

Corrupção vem do latim corruptus que, pode muito bem significar quebrado em pedaços, como também quer dizer apodrecido, pútrido. Corromper é tornar pútrido, podre.


Corrupção política é o uso e abuso que governantes, funcionários públicos e agentes privados vêm fazendo, da maneira mais i/legal possível, do poder político e financeiro de organismos ou agências governamentais com a finalidade de transferir renda pública ou privada de maneira criminosa para esse ou aquele indivíduo, ou para essas ou aquelas es/quadrilhas de indivíduos ligados por laços de interesse comum como, por exemplo, negócios, lugar de moradia, fé de mais ou de menos, ou até mesmo etnia.

Corrupção política é crime. Um crime em que, muitas vezes – no lugar de assassinatos, roubos e furtos - seus autores usam e abusam de posições de poder para praticar atos ilegais contra a sociedade. Só para lembrar: o uso de um cargo para estes fins é também conhecido como tráfico de influência. Na estrutura oficial da democracia brasileira o que não falta é traficante. De todos os escalões, de todos os mais altos coturnos, de todos os tamanhos e chinelos. Vavá, foi apenas um ingênuo inútil.

A corrupção não acontece apenas na forma de crimes subsidiários como o suborno - velha rotina que facilita o acesso ilegal ao dinheiro cobrado pela História Oficial: impostos, taxas e tributos. Ela aparece lépida e faceira também em casos como o nepotismo que, todo mundo sabe, é a nomeação de parentes, amigos, namorados e afins para cargos de administração pública. Há uma esteira incontável e incontrolável de corruptices.

Em matéria de imaginação, o brasileiro é imbatível. Por exemplo, o corriqueiro ato de um político se beneficiar de fundos públicos de uma forma diversa daquela que está prescrita em lei – leia-se aqui, por meio de seus salários - também é corrupção. Talvez você já nem se dê conta disso.

Os governos que dizem que nos governam, têm se deixado afetar pela corrupção do jeitinho mais brasileiro que se possa imaginar: desde uma mera obtenção de favor e uma simples doação de bondades - coisa assim como acesso privilegiado a bens ou serviços públicos em troca da velha amizade - até o pagamento superfaturado de obras e serviços públicos para empresas privadas barganhadas pelo bom e gostoso percentual de pagamento para o governante ou para o funcionário público que determina o pagamento, ou tenha a chave do cofre. E aí o crime de corrupção vale para quem quer que ele seja, resvalando até mesmo para a comuníssima e ridícula figura preposta do governante que determina o saque, no seu pior sentido.


Só pra não dizer que o Sanatório não tem e não fala de flores: doação de campanha aqui no Brasil, feita direitinho, não é corrupção. É nojeira. Pior que lixo hospitalar.

No estado puro e saudável da corrupção, as leis e as políticas de governo vêm sendo usadas para beneficiar os agentes econômicos corruptos - aqueles que dão e aqueles que recebem propinas - e não a população do país como um todo.

A corrupção tem levado a distorções econômicas no setor público encaminhando o investimento de áreas básicas - educação, saúde, segurança - para projetos em áreas em que as gorjetas e comissões são maiores: criação de estradas, de usinas hidroelétricas, prospecção de leite em vaca morta, petróleo, essas coisas.

À medida em que esse verdadeiro crime organizado precisa esconder os negócios corruptos fica mais claro e evidente que os agentes privados e públicos têm necessidade de aumentar a complexidade técnica desses projetos e, com isso, seu enorme e fantasioso custo.

É assim que a corrupção vem corroendo a qualidade dos serviços governamentais. Na in/justa contramão a corrupção sempre aumenta as pressões sobre o orçamento do governo. E aí você não sabe porque o governo vive aumentando os níveis de cobrança de impostos, taxas e tributos.

Quando passa algum tempo além da expectativa de acréscimo à carga tributária mais alta do mundo, a pandilla de sevandijas vende para agências de viagens as suas quotas de passagens aéreas.

O LINFOMA E O SUS


Ministra Dilma faz tratamento contra câncer linfático. Agora é que o Brasil vai ver como é rápido e eficaz o atendimento do SUS quando se trata desse tipo de doença.

TEMOS VAGA

Esse Pepe aí, nascido no Brasil, naturalizado português, jogador do Real Madrid que chutou e pisoteou e chutou e errou o zagueiro adversário, disse que pretende abandonar o futebol. Pelo comportamento já está sendo cogitado a participar da próxima sessão plenária do Supremo Tribunal Federal. Ainda não sabe se fica do lado de Gilmar Mendes ou de Joaquim Barbosa.

FARRA E FARRA

Pela reação em plenário, diante do anúncio do fim da farra aérea, conclui-se que o casamento dos deputados e senadores só resiste e dura até o fim da quota de passagens. Com o final da mordomia, vem aí a farra dos divórcios.

PAÍS DE ANÊMICAS & INCAPAZES

Veja bem essa notícia aqui. Ela vem da Agência Brasil, olhos e ouvidos do governo Lula: "Ane-mia afeta mais de 20% das crianças e 30% das mulheres brasileiras". A má nova é revelada com base na pesquisa realizada pelo Cebrap - Centro Brasileiro de Análise e Planejamento. Faça as contas: se, dos 190 milhões de brasileiros, só metade for mulher, temos nada menos de 95 milhões de cidadãs nacionais. Dessas, pelo menos 28 milhões têm anemia. Para Lula, no entanto, "a saúde no Brasil está à beira da perfeição". Ei, Temporão! Pára de vacinar os velhos contra a gripe e vai tratar da anemia das brasileiras. Esta senhora aí da foto tirada pela ABr, é Ana Beatriz Vasconcelos, coordenadora-geral da Secretaria de Política de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde. Alguém tem que avisá-la que só bancar a porta-voz da tragédia não adianta. É preciso arregaçar as mangas e pôr mãos à obra. Notícia quem tem que dar são os jornalistas. Se a anemia chegou a esse ponto no país, o que será que a Secretaria de Alimentação e Nutrição andou fazendo até agora?!?

FARRA AÉREA


Sobre a farra aérea, Lula dá palpite e comete ato falho: "Escândalos sobre uso irregular de passagens precisam terminar". Nada disso. O que precisa terminar é a prática do uso irreegular de passagens. Mas, a gente etende: escândalo incomoda.

DE FALSIDADES...

IMITAÇÕES LEGÍTIMAS - Nesse caso do Fernando Lugo, lá no Paraguai, não só o bispo era falso, as camisinhas também. Já o Viagra...

VELHOS TEMPOS - Nos velhos tempos, os conservadores assustavam a população espalhando que os comunistas "comiam criancinhas".

TEM MAIS – O presidente do Paraguai discursou pedindo perdão público e prometendo “só a verdade e submissão à lei se surgirem novos casos”. Aguarde, tem muito mais por aí. Esse sim é o Cara!

PERIGO – Dentro de pelo menos 30 dias, devem ir a júri popular os suspeitos do caso Celso Daniel, o prefeito PTista assassinado em Santo André - sabe-se muito bem por quem. Os oligarcas estão a perigo. As testemunhas, então, nem se fala.

GOVERNICHO – Zé Sarney agora quer saber: nessa democracia que vivemos quem é o verdadeiro representante da sociedade brasileira, a imprensa, as ONGs ou o Parlamento? Tonto ele, né não? É o Lula, pô!

GREVISTA – O deputado Zé Edmar, do Distrito Federal encerrou a greve de fome de cinco dias que fez em prol do imposto único. Ninguém lhe deu bola. Apenas os seus assessores que lhe levavam salgadinhos.

VOX POPULI – Depois que botou os cachorros em Gilmar Mendes, o ministro Joaquim Barbosa – criticado por oito dos onze juízes do Supremo – tem sido aplaudido nas ruas, por onde quer ande em Brasília.

CAUTELA E CANJA – Lula, falando sobre o barraco no Supremo, meteu futebol no meio para fazer uma leve e descontraída crítica ao incidente. Teve jogo de cintura, como sempre. Joaquim Barbosa é o relator do processo do Mensalão que ainda corre no STF.

VIGÁRIOS – Deputados e senadores que vendem seus créditos de passagens aéreas para agências de Viagens, não passam de vigaristas. Mas, quem passava o conto do pacote eram sempre seus assessores. Se a corda um dia rebentar, será por esse lado aí. Já se sabe que pelo menos 18 deputados têm seus nomes ligados à venda ilegal de passagens.

NO BATE-BOCA - Quem não é político em Brasília, não tem o menor respeito pelos que ocupam cargos de assessoria parlamentar. São todos tidos como intermediários de ligações perigosas que se submetem, inclusive, a receber apenas metade e, não raro, apenas um terço dos salários que assinam. No linguajar dos bate-bocas de rua, antes distantes dos altos tribunais, eles seriam meros moleques-de-recado.

CONSTRUINDO A SEGURANÇA - O governo Zé Arruda, no Distrito Federal, abriu concurso público para engenheiro, com salário inicial de R$ 2.985,00. Abriu, ao mesmo tempo, outro para policial militar – com curso superior – oferecendo R$ 4 mil. Nada como o poder de polícia numa cidade in/segura.
CRÉDITO AÉREO SOCIAL - A Caixa Econômica Federal anuncia que vai abrir um crédito especial para passagens aéreas de até R$ 10 mil. Deve estar pensando nas esposas, filhos, amigos e namoradas de deputados e senadores.

LEI DE IMPRENSA - Não adianta nada, mas todo jornalista deve ficar de olho e ouvido no STF que, no dia 30, retoma o julgamento da Lei de Imprensa. Ela é do tempo do chamado Regime Militar e estabelece, entre outros pontos, a censura prévia e apreensão de publicações. Carlos Ayres Britto, relator da ação promovida pelo PDT, defende a manutenção de dois pontos: direito de resposta e prisão especial para jornalista. O PT – em nome de ordens superiores - quer que a lei seja revogada totalmente.